Capoeira Lyrics

-A-

Ai, ai, ai, ai, doutor,
Velejando no mar eu vou, eu vou
Ai, ai, ai, ai, doutor,
Navegando no mar eu vou eu vou,
Ai, ai, ai, ai, doutor,
Berimbau tá tocando,
E a roda formando,
Eu sou capoeira,
Me chama que eu vou
Ai, ai, ai, ai, doutor,
Velejando no mar eu vou, eu vou
Ai, ai, ai, ai, doutor,
Navegando no mar eu vou eu vou,
Abalou capoeira abalou
Abalou deixa abalar
Abalou capoeira abalou(coro)
Abalou deixa abalar
Abalou capoeira abalou(coro)
Quero ver quem vem jogar
Abalou capoeira abalou(coro)
Ai, ai, aidê
Joga bonito que eu quero ver
Ai, ai, aidê(coro)
Joga bonito que eu quero aprendê
Ai, ai, aidê(coro)
Como vai como passô, como vai vosmicê
Ai, ai, aidê(coro)
A canoa virou, marinheiro
No fundo do mar tem dinheiro
A canoa virou, marinheiro
No fundo do mar tem segrêdo
A canoa virou, marinheiro
No fundo do mar tem malícia
A canoa virou, marinheiro
No fundo do mar tem capoeira
A canoa virou, marinheiro
Mas se virou, deixa virar
A canoa virou, marinheiro
Oi está lá, no fundo do mar
A canoa virou, marinheiro
Adão, Adão
Oi cadê Salomé, Adão?
Oi cadê Salomé, Adão?
Salomé foi passear
Adão, Adão
Cadê Salomé?
Adão
Cadê Salomé?
Adão
(Salomé) Foi pra Ilha de Maré
Adão, Adão
Mas cadê Salomé?
Adão
Mas cadê Salomé?
Adão
(Salomé) Saiu foi passear
Adão, Adão
Oi cadê Salomé?
Adão
Oi cadê Salomé?
Adão
Salomé foi mandingar
Adão, Adão…
Adeus
Boa viagem
Adeus, adeus
Boa viagem
Eu vou
Boa viagem
Eu vou, eu vou
Boa viagem
Eu vou-me embora
Boa viagem
Eu vou agora
Boa viagem
Eu vou com Deus
Boa viagem
E com Nossa Senhora
Boa viagem
Chegou a hora
Boa viagem
Adeus…
Boa viagem
(Oi) São Bento me chama
Côro: Ai ai ai ai
São Bento chamou
Côro: Ai ai ai ai
São Bento me leva
Côro: Ai ai ai ai
São Bento me pega
Côro: Ai ai ai ai
São Bento me prende
Côro: Ai ai ai ai
São Bento me quer
Côro: Ai ai ai ai
Mas me quer, mas me quer
Côro: Ai ai ai ai
Senhor São Bento
Ai ai ai ai, doutor
Velejando no mar eu vou, eu vou
Côro: Ai ai ai ai, doutor
Navegando no mar eu vou, eu vou
Côro: Ai ai ai ai, doutor
General foi pro mar, eu também vou
Côro: Ai ai ai ai, doutor
Nas ondas do mar eu vou, eu vou
Côro: Ai ai ai ai, doutor
A jogar capoeira eu vou, eu vou
Côro: Ai ai ai ai, doutor…
O facão bateu em baixo
a bananeira caiu
o facão bateu em baixo
a bananeira caiu
cai cai bananeira
a bananeira caiu
rabo de arria nao e rastra
a bananeira caiu
Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
E a manteiga não é minha
E a manteiga é de ioiô
Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
E a manteiga não é minha
E a manteiga é de ioiô

Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
A manteiga é de ioiô
Caiu na água e se molhou
Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
A manteiga é do patrão
Caiu no chão e derramou
Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
A manteiga não é minha
É pra filha de ioiô…

Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
E a manteiga não é minha
E a manteiga é de ioiô
Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
E a manteiga não é minha
E a manteiga é de ioiô

Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
A manteiga é de ioiô
Caiu na água e se molhou
Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
A manteiga é do patrão
Caiu no chão e derramou
Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
A manteiga não é minha
É pra filha de ioiô…

Aruanda ê
Aruanda ê, Aruanda
Aruanda ê camará
Aruanda ê
Aruanda ê, Aruanda

Aruanda ê camará
Vem de dentro do peito
Essa chama que acende
Meu corpo inteiro não pode parar
Eu sou mandingueiro de lá da Bahia
Axé capoeira salve Abadá
Aruanda ê
Aruanda ê, Aruanda
Aruanda ê camará
Oxalá que me guie
Por todo caminho
Não deixe na roda a fé me faltar
Sou vento que sopra eu sou capoeira
A luta de um povo prá se libertar
Aruanda ê
Aruanda ê, Aruanda
Aruanda ê camará

A hora e essa
A hora e essa
A hora e essa
A hora e essa
Berimbau tocou na capoeira
Berimbau tocou eu vou jogar
Berimbau tocou na capoeira
Berimbau tocou eu vou jogar
A onda rolou na praia
e voltou correndo ao mar

A onda rolou na praia
e voltou correndo ao mar

Capoeira balançou
no rolê voltou a jogar

Capoeira balançou
no rolê voltou a jogar

Meia-lua cortou o vento
Rasteira foi lá buscar
Capoeira balançou
no rolê voltou a jogar

Capoeira balançou
no rolê voltou a jogar

Segura seu moço
Deixa o corpo balançar
no toque do berimbau
Capoeira vai ter que rolar
na cadência do atabaque
Quero ver nego pular
Capoeira balançou
no rolê voltou a jogar

Capoeira balançou
no rolê voltou a jogar

Vento balançou a palha do coqueiro
Vento balançou a palha do coqueiro
Coco que tava maduro
Despencou caiu primeiro
Coco que tava maduro
Despencou caiu primeiro
Lá na praia tem coqueiro
Quem plantou foi lemanjá
Se o coco tiver maduro
O vento vai derrubar
Vento balançou a palha do coqueiro
Vento balançou a palha do coqueiro
Coro maduro tomara que você caia
Mais não quebre a sapucaia
quando o vento balançar
Vento balançou a palha do coqueiro
Vento balançou a palha do coqueiro
Na praia de Amaralina
Na sombra do coqueiral
Tem roda de capoeira
No toque do berimbau
A palma estava errada
Bimba parou outra vez
Bata esta palma direito
A palma de Bimba e um, dois, tres
Olha a palma de Bimba E um, dois, tres(coro)
Se voce e devoto de Bimba
Na roda ele vai lhe ajudar
Mas se nao e, sai correndo
Que a roda ta aberta
E o bicho vai pegar
E a palma de Bimba e um, dois, tres
Olha a palma de Bimba E um, dois, tres(coro)
A quadra estava errada
Bimba parou outra vez
Cante esta quadra direito
A palma de Bimba e um, dois, tres
Olha a palma de Bimba E um, dois, tres(coro)
A Iuna estava errada
Bimba falou outra vez
Nao matrate esta ave moleque
E a palma de Bimba e um, dois, tres
Olha a palma de Bimba E um, dois, tres(coro)
A ginga estava errada
Bimba parou outra vez
O ginga bonito moleque
E a palma de Bimba e um, dois, tres
Olha a palma de Bimba E um, dois, tres(coro)

-B-

que bom
estar com vocês
aqui nesta roda
com este conjunto
bahia axé axé bahia
bahia axé axé bahia
Io ioioioioo
ioioioo
ioioioo
io ioioioioo
ioioioo
ioioioo
o vento
que venta tão lindo
entre os coqueirais
isso é demais
io ioioioioo
ioioioo
ioioioo
io ioioioioo
ioioioo
ioioioo
bahia axé axé bahia
bahia axé axé bahia
Bahia começa com b
Bahia termina e ia
Bahia começa com b
Bahia termina e ia
Berço e mae da capoeira
Meu amigo era a bahia
Bahia começa com b
Bahia termina e ia
Vim falar dos velhos mestres
Que viveram na bahia
Bahia começa com b
Bahia termina e ia
Bahia eee bahia aaa
Na bahia de outrora de mestre pastinha
mestre valdemar
ladainhas de angola onde o canto me faz
recordar
do tempo que era tão bom onde eu queria
viver
conhecer toda a mandinga toda a malícia e
também o saber
ai ai aaaai ai ai saudade que eu tenho demais
ai ai aaaai ai ai
do tempo que não volta atrás
ai ai aaaai ai ai
quando bimba era rapaz
ai ai aaaai ai ai
era um tempo bom demais
ai ai aaaai ai ai
capoeira era jogada o capoeirista que tinha
valor
era um tempo que não tinha grupo que não
tinha mestre de graduação
os olhos ensinavam a jogar cada um tinha a
sua expressão
o aluno era discípulo aprendia com o mestre
toda a lição
ai ai aaaai ai ai saudade que eu tenho demais
ai ai aaaai ai ai
seu pastinha lá no cais
ai ai aaaai ai ai
valdemar do pero vaz
ai ai aaaai ai ai
era um tempo bom demais
ai ai aaaai ai ai
Esse ano eu vou pra bahia de qualquer
maneira
esse ano eu vou pra bahia de qualquer
maneira
vou tocar berimbau
vou da solta mortal
vou jogar capoeira
vou tocar berimbau
vou da solta mortal
vou jogar capoeira
a meia-lua mata você
a meia-lua mata você
Bahia dos todos os santos
bahia dos orixas
bahia de mãe menina
mãe menina to gantois
bahia dos todos santos
bahia dos orixas
bahia de mãe menina
mãe menina to gantois
bahia dos angoleiros
bahia dos regionais
bahia dos angoleiros
no mercado popular
bahia dos angoleiros
bahia dos regionais
bahia dos angoleiros
no mercado popular
bahia de joão pequeno
bahia de curio
bahia de boca rica
mestre lua de bobo
bahia de joão pequeno
bahia de curio
bahia de boca rica
mestre lua de bobo
bahia manda seu axé pra mim
bahia manda seu axé pra mim
bahia manda seu axé pra mim
bahia manda seu axé pra mim
bahia e terra de bimba aberre e waldemar
bahia manda seu axe p’ra mim
bahia manda seu axé pra mim
bahia manda seu axé pra mim
bahia me manda cacao dende e acaraje bahia
manda seu axe p’ra mim
bahia manda seu axé pra mim
bahia manda seu axé pra mim
bahia me manda alegria bahia me manda
amor bahia manda seu axe p’ra mim
balança o galho pra folha cair no chão
balança o galho pra folha cair no chão
eu vim falar de mestre bimba de besouro e
valdemar
vim falar de mestre bimba o criador da regional
balança o galho pra folha cair no chão
balança o galho pra folha cair no chão
eu vim falar de mestre bimba de pastinha e
valdemar
mas valente igual besouro eu nunca vi
ninguém falar
balança o galho pra folha cair no chão
balança o galho pra folha cair no chão
eu vim falar de seu pastinnha de besouro e
valdemar
vim falar de mestre bimba o criador da regional
balança o galho pra folha cair no chão
balança o galho pra folha cair no chão
Banda de costas tombo na ladeira
segura moço que esse tombo é capoeira
banda de costas tombo na ladeira
segura moço que esse tombo é capoeira
a quanto tempo que eu não vejo um floreio
nem um jogo ligeiro só termina em agarrão
agora é moda o capoeira puxar peso
diz que é pra perder o medo e finalizar no chão
banda de costas tombo na ladeira
segura moço que esse tombo é capoeira
banda de costas tombo na ladeira
segura moço que esse tombo é capoeira
banda de costas tombo na ladeira
segura moço que esse tombo é capoeira
Barauna caiu quanto mais eu
Barauna caiu quanto mais eu
quanto mais eu quanto mais eu
barauna caiu quanto mais eu
quanto mais eu colego velho
barauna caiu quanto mais eu
Hê hê hê hê
eu venci a batalha de camujerê
hê hê hê hê
eu venci a batalha não posso morrer
hê hê hê hê
capoeira de angola me ajudou a vencer
hê hê hê hê
Olha ai meia lua por cima do corpo
navalha no rosto
a calça engomada não toca no chão
a capoeira
bate batuque bate
a meia lua
bate batuque bate
rasteira
bate batuque bate
ponteira
bate batuque bate
mandinga
bate batuque bate
berimbau
capoeira mandinga faca de cumes
não erra não
olha o negro ligeiro
derruba rasteira
confirma a razão
bate batuque bate
berimbau ta tocando
a roda formando
o bom capoeira não falta não
quer banguela
o jogo é bonito
olha a roda da capoeira
bate batuque bate
O bate bate no batuque
o bate bate no batuque
o bate eu quero ver
quero ver quero ver quero ver
quero ver bate
quero ver quero ver quero ver
quero ver bate
O menino é bom
Bate palma pra ele
É bom é bom
Bate palma pra ele
O menino é bom
Bate palma pra ele
É bom é bom
Bate palma pra ele
Berimbau de ouro que eu mandei buscar
Lá na vereda na serra do luar
Lá na chapada cachoeira no sertão arapuá
Morena case comigo
Que eu nasci só pra te amar
Se eu pedir você me dá morena
Um beijo na boca
Dá me dá me dá morena
Um beijo na boca
Mas se eu pedir você me dá morena
Um beijo na boca
Beira mar oio
beira mar aia
beira mar oio
beira mar aia
beira mar beira mar
é de oio
beira mar beira mar
é de aia
Beira mar auê beira mar
Beira mar auê beira mar
Beira mar auê beira mar
Beira mar auê beira mar
É o riacho que corre pro rio
É o rio que corre pro mar
O mar é morada de peixe
Eu quero ver quem vai jogar
Beira mar auê beira mar
Beira mar auê beira mar
Minha mãe chama maria
Lá da ilha de maré
No meio de tanta maria
Minha mãe não sei quem é
Beira mar auê beira mar
Beira mar auê beira mar
Da bahia mandei vir
Berimbau berimbau
Um capoeira legal
Berimbau berimbau
Se você for na bahia
Berimbau berimbau
Nosso senhor do bôfim
Berimbau berimbau
Me traga um berimbau maneiro
Berimbau berimbau
Um viola pra mim
Berimbau berimbau
Da bahia mandei vir
Berimbau berimbau
Um capoeira legal
Berimbau berimbau
Se você for na bahia
Berimbau berimbau
Nosso senhor do bôfim
Berimbau berimbau
Me traga um berimbau maneiro
Berimbau berimbau
Um viola pra mim
Berimbau berimbau
Berimbau berimbau berimbau
berimbau berimbau berimbau
como é gostoso tocar berimbau
berimbau berimbau berimbau
toca angola e também regional
berimbau berimbau berimbau
a cabaça um arame um pedaço de pau
berimbau berimbau berimbau
como é gostoso tocar berimbau
berimbau berimbau berimbau
toca angola e também regional
berimbau berimbau berimbau
a cabaça um arame um pedaço de pau
berimbau eê berimbau
ê berimbau eê berimbau
a cabaça um arame um pedaço de pau
como é gostoso tocar berimbau
ê berimbau eê berimbau
ê berimbau eê berimbau
ê berimbau eê berimbau
a cabaça um arame um pedaço de pau
como é gostoso tocar berimbau
ê berimbau eê berimbau
Berimbau me leva e Capoeira vai jogar
Berimbau me leva e Capoeira vai jogar
Camarada venho de longe
Trazendo meu berimbau
Fazendo da capoeira
Minha vida meu ideal
Berimbau me leva e Capoeira vai jogar
Berimbau me leva no passado
Me leva nos tempos de crianca
Onda a vida e a brincadeira
E a saudade e uma lembranca
Berimbau me leva e Capoeira vai jogar
Berimbau me livra dos perigos
Separe ador da traicao
Seja sempre meu amigo
Neste mundo de aprovacao
Berimbau me leva e Capoeira vai jogar
Nos caminhos que eu percorri
A saudade foi minha companeira
O destino que a gente nao escolhe
O meu foi iacada pela capoeira
Berimbau me leva e Capoeira vai jogar
Na volta do berimbau
Nos caminhos que eu passei
Junto com quanto tristeza
Eu cai mas me levantei
Berimbau me leva e Capoeira vai jogar
besouro preto
ô besouro preto bará
ô besouro preto bará
ô besouro preto bará
ô besouro preto
ô besouro preto malvado
ô besouro preto malvado
ô besouro preto
ô besouro preto malvado
ô besouro preto malvado
ô besouro preto
ô besouro preto malvado
Bimba mandou o mando pra jogar
bimba mandou
o mandou pra jogar
o mandou mandou
o mandou pra jogar
e eu quero ver
o mandou pra jogar
e bimba mandou
o mandou pra jogar
Oi bom jesus da lapa e
Oi bom jesus da lapa a
Oi bom jesus da lapa e
Oi bom jesus da lapa a
Oi bom jesus da lapa e
Oi bom jesus da lapa a
Bota molejo no jogo
bota suingue agora
olha o jogo regional
também miudinho e o jogo de angola
Bota molejo no jogo
bota suingue agora
olha o jogo regional
também miudinho e o jogo de angola
Hoje a roda tá boa
o coro esta animado
tem o mestre suasunna
o mestre joel e o mestre deputado
Bota molejo no jogo
bota suingue agora
olha o jogo regional
também miudinho e o jogo de angola
Pode chega mais pertinho
não fique ai acuado
venha joga miudinho
voce aqui sera bem chegado
Bota molejo no jogo
bota suingue agora
olha o jogo regional
também miudinho e o jogo de angola
Abra a mente garoto
jogue bem descontraido
faça um jogo maroto
essa roda é de bamba e roda de amigo
Hoje é dia de festa
a capoeira esta da hora
solta o corpo menino
e bota mandinga que o jogo é de mola
Bota mandinga na ginga
bota dende no sapato
desce no chão quinem cobra
pula pra taz como um gato
Ele é braço forte ele é perna dura ele e meu
mestre ele ninguém segura
ele é braço forte ele é perna dura ele e meu
mestre ele ninguém segura
oh railson êh railson ah ele meu mestre
ninguém vai me segurar
oh railson êh railson ah ele meu mestre
ninguém vai me segurar
ele é ligeiro no martelo a meia-lua da macaco
esse dobrado mas não faz isto na rua
ele é ligeiro no martelo a meia-lua da macaco
esse dobrado mas não faz isto na rua
Mas hoje é dia de festa
Eu jurei que não
Vou me importar
Se o batuque não sai
Como eu gosto
Se a morena não vai
Me olhar
Hoje eu quero jogar
Capoeira
Ver mandinga pra lá
E pra cá
Esse luta essa dança
Guerreira
Faz meu corpo se
Arrepiá
Brincadeira
Brincadeira
Mandingá
No molejo do
Corpo mamolejá

-C-

jogava angola tambem regional
cabra mal cabra mal
aprendí angola depois regional
cabra mal cabra mal
eu gosto angola eu gosto regional
cabra mal cabra mal
regional para corpo angolo ritual
cabra mal cabra mal
Cadê a minha corda
de laçar meu boi
cadê a minha corda
de laçar meu boi
cadê a minha corda
de laçar meu boi
Vo manda lecô
cajueiro
vo manda loiá
cajueiro
vo menina linda
cajueiro
venho me buscar
cajueiro
leco
cajueiro
loia
cajueiro
Vou mandar eu vou
Cajuê
Eu mandar boiá
Cajuê
Ô menina linda
Cajuê
Venha me buscar
Cajuê
Mas eu vou
Cajuê
Boiá
Cajuê
Mandar eu vou
Cajuê
Eu mandar boiá
Cajuê
como vai como tá
Camunjerê
Ô como vai vosmicê?
Camunjerê
Como vai de saude
Camunjerê
Para mim é um prazer
Camunjerê
canarinho da alemanha
quem matou meu curió
eu jogo capoeira
na bahia e maceió
canarinho da alemanha
quem matou meu curió
eu jogo capoeira
mas meu mestre é melhor
canarinho da alemanha
quem matou meu curió
quem tem fé em deus
nunca cai em bozó
canarinho da alemanha
quem matou meu curió
o segredo da lua
quem sabe é o clarão do sol
canarinho da alemanha
quem matou meu curió
Cantei pra ioiô cantei pra iaiá
cantei pra ioiô cantei pra iaiá
na roda de capoeira quero ver gunga falar
na roda de capoeira quero ver gunga falar
quero ver gunga falar quero ver gunga falar
quero ver gunga falar quero ver gunga falar
Eu vou fugir
Eu vou capitão do mato
Eu vou fugir
Eu vou capitão do mato
Minhas mão tão calejadas
Minha alma está cansada
Já não aguento esse lugar
O quilombo dos palmares
Ajude a me curar
Eu vou fugir
Eu vou capitão do mato
Sem mim não tinha riqueza
Conheci fome e tristeza
E o chicote a me espancar
Vou prá perto de zumbi
Ele está a me esperar
Eu vou fugir
Eu vou capitão do mato
Nem tudo que reluz é ouro
nem tudo que balança cai
nem tudo que reluz é ouro
nem tudo que balança cai
cai cai cai cai capoeira balança mas não cai
cai cai cai cai
capoeira balança mas não cai
cai cai cai cai
foi voce quem me disse
que filho de bimba não cai
foi voce quem me disse
que filho de bimba não cai
cai cai cai cai capoeira balança mas não cai
cai cai cai cai
capoeira balança mas não cai
cai cai cai cai
capoeira veio daqui
do quilombo de zumbi
como angola ela chegou
e aqui luta formou
negro fugia da senzala perseguido
e se escondia do alarido
pra lutar
olha armada meia-lua cabeçada
a rasteira e a queixada
pra matar
capoeira dizia capoeira fazia
liberdade p’ro negro
liberdade p’ra vida
capoeira hoje em dia é da vida alegria
vem pra roda vamos jogar
oh oh oh oh oh oh
capoeira capoeira
oh oh oh oh oh oh
capoeira capoeira
oh oh oh oh oh oh
jogar capoeira de angola
não é brincadeira
menino vem ver lelê
com a cabeça no chão
vai saindo de aú
completando rolê
eu fui lá no cais da bahia
jogar capoeira
lembrei de pastinha de seu aberê lelê
capoeira de angola
não é brincadeira menino vem ver
jogar capoeira de angola
não é brincadeira
menino vem ver lelê
com a cabeça no chão
vai saindo de aú
completando rolê
camisa sempre falou
solte o corpo menino
deixe de falar
tem que ter sentimento
para capoeira de angola jogar
jogar capoeira de angola
não é brincadeira
menino vem ver lelê
com a cabeça no chão
vai saindo de aú
completando rolê
você diz que entra na roda
com ginga de corpo sabe balançar
tem que ser mandingueiro
para capoeira de angola jogar
capoeira de angola me chamou
le le o
abra a roda moçada que eu já vou
le le o
capoeira de angola me chamou
le le o
abra a roda moçada que eu já vou
le le o
capoeira de angola me chamou
le le o
abra a roda moçada que eu já vou
le le o
O meu mano
O que foi que tu viu lá
Eu vi capoeira matando
Ora meu deus também vi maculelê
Capoeira!
É jogo praticado na terra de são salvador
Capoeira!
É jogo praticado na terra de são salvador
Mas sou discípulo que aprendo
E mestre que dá lição
Na roda de capoeira
Nunca dei meu golpe em vão
É jogo praticado na terra de são salvador
Capoeira!
É jogo praticado na terra de são salvador
É manuel dos reis machado
Ele é fenomenal
Ele é o mestre bimba
Criador da regional
É jogo praticado na terra de são salvador
Capoeira!
É jogo praticado na terra de são salvador
Ei capoeira é luta nossa
Da era colonial
E nasceu foi na bahia a
Angola e regional
É jogo praticado na terra de são salvador
Capoeira!
É jogo praticado na terra de são salvador
No dia que eu amanheço
Danado da minha vida
Planto cana descascada
Com seis dias tá nascida
É jogo praticado na terra de são salvador
Capoeira!
É jogo praticado na terra de são salvador
É jogo de liberdade
Jogo de libertação
Praticado na senzala
No tempo da escravidão
É jogo praticado na terra de são salvador
Capoeira!
É jogo praticado na terra de são salvador
Jogo de muita mandinga
Do escravo sofredor
Que queria se livrar
Do chicote do feitor
É jogo praticado na terra de são salvador
Capoeira!
É jogo praticado na terra de são salvador
Capoeira não sai da minha cabeça
Capoeira não sai do coração
Capoeira quem joga é mandingueiro
Capoeira é jogo de irmão
Capoeira
é beleza
Capoeira
é tradição
Capoeira
tem fundamento
Capoeira
é vibração
Capoeira nasceu foi nos quilombos
e no sofrimento da senzala
O nego cantava a ladainha
enquanto o cana cortada
Capoeira
é beleza
Capoeira
é tradição
Capoeira
tem fundamento
Capoeira
é vibração
Na roda de capoeira
pode se matar ou morrer
Mas também se joga limpo
que é bonito de se ver
Capoeira
é beleza
Capoeira
é tradição
Capoeira
tem fundamento
Capoeira
é vibração
Para ser bom capoeira
não basta ter aptidão
Tem que se jogar com a alma
e cantar com o coração
Capoeira
é beleza
Capoeira
é tradição
Capoeira
tem fundamento
Capoeira
é vibração
auê auê auêrêê
Lêlêlêlêlêlêlêlêlê ôô
auê auê auêrêê
Lêlêlêlêlêlêlêlêlê ôô
tá no sangue da raça brasileira
Capoeira
é da nossa cor
berimbau
é da nossa cor
atabaque
é da nossa cor
o pandeiro
é da nossa cor
auê auê auêrêê lêlêlêlêlêlêlêlêlê ôô
auê auê auêrêê
Lêlêlêlêlêlêlêlêlê ôô
Capoeira é luta é dança
Capoeira é arte é magia
Capoeira é luta é dança
Capoeira é arte é magia
Eu jogo a capoeira
Pois ela é minha alegria
Quando eu toco Berimbau
Minha alma se contagia
Pois viver sem Capoeira
é uma grande agonia
Meu coração logo para
Meus olhos ja não brilham
Com a falta de Capoeira
Que é um vicio de alegria
Capoeira é o meu jeito de ser
Capoeira é minha filosofia
Capoeira eu joguei ontem
Jogo hoje e jogo todo dia
Capoeira é luta é dança
Capoeira é arte é magia
Capoeira é luta é dança
Capoeira é arte é magia
Capoeira dia e noite, colega velho
Capoeira noite e dia
Capoeira é luta é dança
Capoeira é arte é magia
Se não fosse a capoeira, colega velho
Eu aqui não estaria
Capoeira é luta é dança
Capoeira é arte é magia
Vou fazer da capoeira, colega velho
A minha filosofia
Capoeira é luta é dança
Capoeira é arte é magia
Capoeira está de luto
Berimbau entristeceu
Atabaque ficou mudo
O Capoeira morreu
Meia Lua hoje é
Lua inteira a clarear
A alma do Capoeira
Que lá no céu vai chegar
Jogando no jogo da vida
Capoeira não perdeu
Mas nesse jogo da morte
Capoeira não venceu
Levou berimbau sagrado
Da terra como troféu
Para dar o toque de chegada
Na hora de entrar no céu
Eu vou jogar
capoeira no céu
com mestre bimba caiçara e ezequiel
eu vou jogar
capoeira no céu
com mestre bimba caiçara e ezequiel
Capoeira de angola no terreiro
o so berimbau o so pandeiro
olha entra na roda mandingeiro
a roda ja vai comecar
e e e camarada
e e e a roda ja vai comecar
e e e camarada
e e e a roda ja vai comecar
Capoeira não sai do pensamento
capoeira não sai do coração
capoeira é fundamento
capoeira é tradiçao
capoeira
o lê lê
capoeira
o lá lá
o lê lê o lê lê o lê lê o lá lá
capoeira
o lê lê
capoeira
o lá lá
Iê a iê ôô
Capoeira me chama dá licença meu senhor
Iê a iê ôô
Capoeira me chama dá licença meu senhor
Capoeira me chama
E eu vou atender
Entro na roda sem medo
Com malícia e segredo
Pronto pra me defender
Iê a iê ôô
Capoeira me chama dá licença meu senhor
Com um pouco de molejo
Vou de encontro ao berimbau
Quem não canta bate palma
Cabaça arame e um pedaço de pau
Foi no samba de roda que eu vi minha nega
chorar
Perguntei o que foi minha preta
Agora você vai me falar
E ela com muita emoção
Chegou bem pertinho para me falar
Hoje sonhei com capoeira
Jogada bonita na beira do mar
Sonhei eu fui sonhar
Capoeira na beira do mar
Joguei eu fui jogar
Capoeira na beira do mar
O balanço de coco na beira do mar
Se o coqueiro e a baiana balançar
E la vou eu la vou eu e la vou eu
Vou com as ondas do mar
Vou jogar capoeira na beira do mar
O coqueiro e a baiana balançar
Capoeira que pula moita
Sem saber pra onde vai
Para mim é um filho perdido
Andando sem destino
A procura de um pai
Esquecer suas raízes
E até quem lhe ensinou
Pulando de grupo em grupo
Querendo ser professor
Olha aqui meu camarada
Agradeça ao seu mestre
E a capoeira que tu aprendeu
Assim diz o velho ditado
Nunca cuspa no prato que você comeu
Vai vai vai
Vem vem vem
Capoeira que pula moita
Ele nunca vai ser ninguém, ora vai
Vai vai vai
Vem vem vem
Capoeira que pula moita
Ele nunca vai ser ninguém, ora vai
Vai vai vai
Vem vem vem
capoeira prá estrangeiro meu irmão
é mato
capoeira brasileira meu compadre
é de matar
capoeira prá estrangeiro meu irmão
é mato
capoeira brasileira meu compadre
é de matar
berimbau tá chamando
é a roda formando
vai se benzendo prá entrar
o toque é de angola são bento pequeno
cavalaria iúna
a mandinga do jogo
o molejo da esquiva
é prá não cochilar
capoeira é ligeira
ela é brasileira
ela é de matar
capoeira é ligeira
ela é brasileira
ela é de matar
capoeira prá estrangeiro meu irmão
é mato
capoeira brasileira meu compadre
é de matar
capoeira prá estrangeiro meu irmão
é mato
capoeira brasileira meu compadre
é de matar
olha o rabo de arraia
olha aí a ponteira
e a meia lua prá matar
o mortal e o aú
o macaco e a rasteira
e o arastão prá derrubar
galopante faceiro
vai se preparando pra voar
capoeira é ligeira
ela é brasileira
ela é de matar
capoeira é ligeira
ela é brasileira
ela é de matar
Capoeira rezava
Abaixado ao pé do berimbau
capoeira rezava
Abaixado ao pé do berimbau
berimbau bateu
Camafeu chamou pra jogar
O berimbau
berimbau bateu
Camafeu chamou pra jogar
olha a mulata dos olhos verdes
Saia rendada
olha a mulata dos olhos verdes
Saia rendada
berimbau bateu
Camafeu chamou pra jogar
O berimbau
berimbau bateu
Camafeu chamou pra jogar
água de coco colar de ponta de patuá
água de coco colar de ponta de patuá
berimbau bateu
Camafeu chamou pra jogar
O berimbau
berimbau bateu
Camafeu chamou pra jogar
O camafeu
chamou pra jogar
o camafeu
chamou pra jogar
Capoeira
Sim sim sim
capoeira
Meu amor
capoeira
sim sim sim
capoeira
meu amor
capoeira da bahia
capital de salvador
capoeira
sim sim sim
capoeira
meu amor
hoje sou um grande aluno
pra amanhã ser professo
capoeira
sim sim sim
capoeira
meu amor
e eu nunca fugi da roda
meu amigo eu não fujo não senhor
capoeira
sim sim sim
capoeira
meu amor
mas porque sou um capoeira
um capoeira de valor
capoeira
sim sim sim
capoeira
meu amor
capoeira
sim sim sim
capoeira
meu amor
capoeira
sim sim sim
capoeira
meu amor
Capoeira tem um faro parece até radar
sete léguas de distância onde o berimbau
tocar
e lê lê lê o
o lê lê o lê lê o lê lê
e lê lê lê o
lê lê lê o lê lê lê o
e lê lê lê o
o capoeira é vidente toda vez sempre aceso
se quiser ele pegar um martelo já levou
e lê lê lê o
o lê lê o lê lê o lê lê
e lê lê lê o
lê lê lê o lê lê lê o
e lê lê lê o
o capoeira é inteligente astuto malicioso
velocidade na mente com jeito audacioso
e lê lê lê o
o lê lê o lê lê o lê lê
e lê lê lê o
Capoeira capoeira
é um ritmo quente que mexe com a gente
eu vou chegar pra lá capoeira.
Capoeira capoeira
é um ritmo quente que mexe com a gente
eu vou chegar pra lá capoeira.
Capoeira capoeira
em roda de mestre se aluno entra
ele pode apanhar.
Capoeira capoeira
é um ritmo quente que mexe com a gente
eu vou chegar pra lá capoeira.
Capoeira capoeira
Casca dura é madeira de lenha
é madeira de lenha é madeira de lenha
casca dura é madeira de lenha
é madeira de lenha é madeira de lenha
casca dura é madeira de lenha
é madeira de lenha é madeira de lenha
O rala côco
catarina
Fazer cocada
Catarina
O rala côco
Catarina
Não quebra nada
Catarina
Rala pra que
Catarina
Rala e vender
Catarina
Rala côco, rala côco, rala côco meu sinho
Rala côco, rala côco, rala côco meu sinho
Chico parauê rauêra
Chico parauê rauáá
Chico parauê rauêra
Rárá rauêra uêra uêra uáá
Chico parauê rauêra
Chico parauê rauáá
Chico parauê rauêra
Rárá rauêra uêra uêra uáá
Prepare o corpo que o chico chegou
É nego velho e têm histórias pra contar
Chico eu quero ver jogar
Eu quero ver jogar angola en regional
Chico parauê rauêra
Chico parauê rauáá
Chico parauê rauêra
Rárá rauêra uêra uêra uáá
Mandinga disfarçada em dança
A dança da carnavial
Chico eu quero ver jogar
Eu quero ver jogar angola en regional
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
O mestre bimba foi se embora,
Por favor tire o chapéu,
Mas não vai chorar agora,
Mestre bimba foi pro céu.
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
O mestre bimba foi se embora,
Mas deixou jogo bonito,
Deve estar jogando agora,
Numa roda no infinito.
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
O mestre bimba foi se embora,
Não tem virtude, nem mistério,
Berimbau tocou sereno,
Na porta do cemitério.
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
Mestres de capoeira
Existem muitos por aí
Mas igual ao mestre bimba
Nunca mais vai existir
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
Mestre bimba foi- se embora
Para nunca mais voltar
Disse adeus à capoeira
E foi pro céu descansar
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
Atenção capoeirista
Por favor tire o chapéu
E mestre bimba está jogando
Numa roda lá no céu
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
No dia de sua morte
Berimbau silenciou
Sete dias de luto
Toda bahia ficou
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
O chora.
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
chora maria chora
Essa hora ja está na hora
Chora maria chora
chora maria essa roda vai embora
Chora maria chora
chora maria essa roda e de angola
Chora maria chora
Chora viola ê, chora viola â,
chora viola, chora viola viola,
chora viola ê, chora viola â,
chora viola, chora viola viola,
camarade essa viola, eu trouxe do ceará,
chora viola ê, chora viola â,
chora viola, chora viola viola,
chora viola ê, chora viola â,
chora viola, chora viola viola,
é uma viola muito boa, é danada pra chorar,
chora viola ê, chora viola â,
chora viola, chora viola viola,
chora viola ê, chora viola â,
chora viola, chora viola viola,
Queria ir mas agora não vou mais
no caminho me apareceu uma cobra de corais
e a cobra lhe morde
senhor são bento
e a cobra lhe morde
senhor são bento
e a cobra lhe morde
senhor são bento
mas que cobra valente
senhor são bento
o veneno da cobra
senhor são bento
ela vai te matar
senhor são bento
olha que cobra malvada
senhor são bento
ela vai te pegar
senhor são bento
oia o veneno da cobra
senhor são bento
ela vai te matar
senhor são bento
oia que cobra malvada
senhor são bento
ela vai te pegar
senhor são bento
oia o veneno da cobra
senhor são bento
ela vai te matar
senhor são bento
oia que cobra malvada
senhor são bento
ela vai te pegar
senhor são bento
Eu pisei na cobra verde
Cobra verde é um bom sinal
É um bom sinal um bom sinal
Cobra verde é um bom sinal
Você quis entrar no rio,
Mas o rio é fundo e não dá pé,
Seu moço toma cuidado,
Com o bote do jacaré.
O cochilou, cochilou,
Cochilou, jacaré te abraçou
Cochilou, cochilou
Na beirada do rio o bicho te pegou
Cochilou, cochilou
Quem mandou cochilar, jacaré te abraçou
Cochilou, cochilou
Na beirada do rio o bicho te pegou
Você quis entrar no rio,
Mas o rio é fundo e não dá pé,
Seu moço toma cuidado,
Com o bote do jacaré.
O cochilou, cochilou,
Cochilou, jacaré te abraçou
Cochilou, cochilou
Na beirada do rio o bicho te pegou
Cochilou, cochilou
Quem mandou cochilar, jacaré te abraçou
Cochilou, cochilou
Na beirada do rio o bicho te pegou
Quando eu vim da bahia encontri siria
coração matador
quando eu vim da bahia encontri siria
coração matador
sim quem vem la, sim quem vem la
sim quem vem la, quem vem la sou eu
cavaleiro sou eu
sim quem vem la, sim quem vem la
sim quem vem la, quem vem la sou eu
cavaleiro sou eu
Trabalha negro escravo, corta cana no
canavial.
O corta cana, corta cana, corta cana, nego
velho,
Corta cana no canavial
O corta cana, corta cana, corta cana, nego
velho,
Corta cana no canavial
Eu tive pai, eu tive mãe eu tive filha, mas perdi
toda a família, a
Liberdade e o amor,
E hoje em dia eu só tenho dor e calo,
trabalhando no embalo, do
Chicote do feitor.
O corta cana, corta cana, corta cana, nego
velho,
Corta cana no canavial
Eu já fui rei, a minha mulher foi rainha, pela
mata eu ia em dia,
Livre como animal,
Mas hoje em dia, sou como um bicho acuado,
trabalhando
Acorrentado, preso no canavial
O corta cana, corta cana, corta cana, nego
velho,
Corta cana no canavial
A alma negra nunca foi escravizada, correu
menina levada,
Brincado no céu de lá,
Roubaram o sol, roubaram a noite e meu dia,
só não roubaram a
Poesia que eu trago no meu cantar.
O corta cana, corta cana, corta cana, nego
velho,
Corta cana no canavial
Eu sou guerreiro tenho fé e tenho crença,
porque me firmo na
Benção, que ganhei do orixás,
Sou cana forte, sou membé cana caiana,
minha doçura de cana, é
Ruim de me derrubar
O corta cana, corta cana, corta cana, nego
velho,
Corta cana no canavial
Cruz credo, ave maria
eu cantava eu tocava
e ninguem respondia
cruz credo, ave maria
quanto mais eu cantava
ninguem respondia
cruz credo, ave maria
essa roda é de mudo
e eu não sabia
cruz credo, ave maria
eu plantei melão
e nasceu melancia
cruz credo, ave maria
vai parar todo mundo
na delagacia
cruz credo, ave maria
a irmã da minha mãe
só pode ser a minha tia
cruz credo, ave maria
Se voce entrar na roda voce vai cair no chao!
(coro)
ai ai ai, camara,
o le le, camara.
Voce vai cair no chao, camara.
Cuidado menino, ou voce vai apanhar.
Se lutar com cascavel ele vai te derrubar!
(coro)
Cuidado menino, deixa de ser tao fogado,
na roda de capoeira voce nao esta
classificado!
(coro)
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Pela rama que da a arvore
Sei da fruta que ela da
Essa fruta tem caroço
Ela pode lhe engasgar
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Mais vale nossa amizade
Que dinheiro no meu bolso
Para quem sabe viver
Essa vida é um colosso
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Ando com o corpo fechado
E um rosario no pescoço
Fui criado la na roça
Tomando agua de poço
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Você jogava muito
No tempo que era moço
Já tá ficando velho
Olha as rugas no seu rosto
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Cachorro que é esperto
Come a carne e roi o osso
A mulher quando não presta
Mata o cabra de desgosto
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Curva de rio
Ponta de areia
Andei pela praia no rastro da sereia
Curva de rio
Ponta de areia
Andei pela praia no rastro da sereia
Prá jogar capoeira, tem idade não senhor
Gordo, velho, magro, moço, tem que ser
improvisador
Berimbau comanda o jogo, com pandeiro e
agogô
O atabaque no sentido que esse jogo me
provoca
Macio feito uma mola, capoeira é de valor
Põe mandinga nesse jogo, berimbau já
reclamou
A onça turrou na mata, boi malhado assustou
No galho da seringueira, macaco já pulou
Na beira do rio eu vi sucuri laçar um boi
No meio da águas eu vi a sereia cantar
Do outro lado eu vi um mutum a voar

-D-

No negro você não dà
Dà dà dà no negro
Mas se der vai apanhar
Dà dà dà no negro
No negro você não dà
Dà dà dà no negro
Jogue o negro para cima
Dà dà dà no negro
Deixa o negro vadiar
Dà dà dà no negro
No negro você não dà
Dà dà dà no negro
Ê dalila, ilê ilê, dalila ô
ê dalila, ilê ilê, dalila ô
capoeira mandou lhe dizer, também capoeira
mandou lhe chamar
capoeira mandou lhe dizer, também capoeira
mandou lhe chamar
quero falar com dalila, dalila, dalila, dalila
quero falar com dalila, dalila, dalila, dalila
dalila, dalila
ê dalila, ilê ilê, dalila ô
vamos se embora dalila
ê dalila, ilê ilê, dalila ô
De longe eu vinha vindo,
escutei um som legal.
Não sabia o que era,
parecia um berimbau.
Mais pra perto eu fui chegando,
pra ouvir a barulheira,
vi uma roda de gente,
era a tal da capoeira,
um velho tava cantando,
seu lamento amargurado,
relembrando a juventude,
que deixou no seu passado.
Cantava velho, cantava menino,
e o resto do povo ficava ouvindo.
Cantava velho, cantava menino,
e o resto do povo ficava ouvindo.
Esta dança maneira
que si chama capoeira nos
queremos jogar
queremos joga queremos bailar
esta dança maneira
que si chama a capoeira nos
queremos jogar
que balança o corpo abrindo a mente em
qualquer lugar
queremos joga queremos bailar
esta dança maneira
que si chama a capoeira nos
queremos jogar
quem entrou na roda de capoeira um dia
sempre vai si lembrar
queremos joga queremos bailar
esta dança maneira
que si chama a capoeira nos
queremos jogar
Camará, de onde é que vem camará.
Angola e angola e camará
camará, de onde é que vem camará.
Angola e angola e camará
o lá de onde é que vem,
venho de angola, camará,
e maralen, trago o batuque e o candomblé,
olha meu camará, de onde é que vem camará.
Angola e angola e camará
camará, de onde é que vem camará.
Angola e angola e camará
lá e lá e lá e,
desenvolve esse jogo que eu quero aprender.
Lá e lá e lá e
desenvolve esse jogo que o povo quer ver.
Lá e lá e lá e
pega a biriba que eu quero aprender.
Lá e lá e lá e
já venci kung fu, já venci karatê.
Lá e lá e lá e
desenvolve esse jogo que o povo quer ver.
Lá e lá e lá e
Marimbondo marimbondo
deu sinal
marimbondo me mordeu
deu sinal
oi me mordeu foi no umbigo
deu sinal
mas se fosse mais prà baixo
deu sinal
o mundo estava perdido
deu sinal
marimbondo que è danado
deu sinal
marimbondo è venenoso
deu sinal
Devagar, devagar
Devagar, devagarinho
Devagar, devagar
Cuidado com o seu pezinho
Devagar, devagar
Capoeira de angola é devagar
Devagar, devagar
Esse jogo é devagar
Devagar, devagar
Eu falei devagar, devagarinho
Devagar, devagar
Esse jogo bonito é devagar
Devagar, devagar
Falei devagar, falei devagar
Devagar, devagar
Dim, dim, dim, lá vai viola,
Segura esse nego no jogo de angola,
Dim, dim, dim, lá vai viola
E viola meu bem viola
Dim, dim, dim, lá vai viola,
Segura menino esse corpo de mola
Dim, dim, dim, lá vai viola,
ê dona alice
não me pegue não
não me pegue,
não me agarre,
não me pegue a mão.
Ê dona alice
não me pegue não
não me pegue,
não me agarre,
não me pegue a mão
Ê dona alice
não me pegue não
E vai você, vai você?
Dona maria, como vai você?
E pega na vassoura como vai você.
Dona maria, como vai você?
E mais joga bonito que eu quero aprender.
Dona maria, como vai você?
E vai você, e vai você.
Dona maria, como vai você?
O joga bonito que eu quero aprender.
Dona maria, como vai você?
Como vai você, como vai você.
Dona maria, como vai você?
Como tá você, eu quero saber
dona maria, como vai você?
Como tá como passou, como vai você
dona maria, como vai você?
Dona maria do camboatá
Ela chega na venda ela manda botar
Dona maria do camboatá
Ela chega na venda ela manda botar
Dona maria do camboatá
Ela chama o menino e manda comprar
Dona maria do camboatá
Se não tem, se não acha ela manda trocar
Dona maria do camboatá
É do camboatá, é do camboatá
Dona maria do camboatá
Volta na venda pra reclamar
Dona maria do camboatá
Ela chega na venda e começa a gritar
Dona maria do camboatá
Ela chega na venda e começa a gingar
Dona maria do camboatá
Ela chega na venda e dá salto mortá
Dona maria do camboatá
É do camboatá, é do camboatá
Dona maria do camboatá

-E-

quando eu morrer, disse besouro
quando eu morrer, disse besouro
não quero choro nem vela
tambem não quero barulho
na porta do cemitério.
Eu quero meu berimbau
eu quero meu berimbau
com uma fita amarela
gravado com o nome dela.
Ê o meu nome
é besouro
e como é meu nome?
É besouro
ohla lá siri de mangue
todo tempo não é um
ohla que você não aguenta
a presa do quanhamun
quando eu entro você sai
quando eu saio você entra
nunca vi mulher gamada
que não fosse ciumenta.
Ê o meu nome
é besouro
E besouro chamado cordão d’ ouro
E besouro,
chamado cordão d’ ouro.
E besouro,
chamado cordão d’ ouro.
Foi na bahia de são salvador,
jogava capoeira, pra mostrar o seu valor.
Foi na bahia de são salvador,
jogava capoeira, pra mostrar o seu valor.
Mandei benzer, meu berimbau na capela.
Mandei benzer, meu berimbau na capela.
Em homenagem a bimba, toquei iuna e
benguela
em homenagem a bimba, toquei iuna e
benguela
em homenagem a bimba, toquei iuna e
benguela
em homenagem a bimba, toquei iuna e
benguela
toma sentido
No aperto da mão
Que a Capoeira
É historia e tradição
Eleva o espirito
Para me inspirar
Jogo Capoeira
Pra pode me libertar
Eu falei Capoeira ai ai
E capoeira ai aia
É um jogo que balança o corpo pra lá e pra cá
Eu falei Capoeira ai ai
E capoeira ai aia
Entrou pra historia
No Brasil colonial
Lutou em batalhas
Virou luta nacional
E deu volta ao mundo
E o mundo virou
Em terras alheias
a todos encantou
Eu falei Capoeira ai ai
E capoeira ai aia
É um jogo que balança o corpo pra lá e pra cá
Eu falei Capoeira ai ai
E capoeira ai aia
Eu venho lá da bahia,
trago um berimbau na mão,
eu toco cavalaria,
gosto de fazer canção,
ninguém sabe o sofrimento,
ninguém sabe a minha dor,
capoeira como eu,
nunca teve um grande amor.
Uma vida de intriga,
cheia de desilusão,
todo mundo só me vê,
quando estou com a mão no chão,
quando eu grito, grito alto,
todo mundo me escutar,
você nunca experimente,
com capoeira brigar,
minha briga é só no pé,
medo não carrego não,
se um cara fala alto,
leva logo um esporão.
Capoeira.
Ê capoeira, ê capoeirá
ê capoeira, ê capoeira
E, capoeira
tu quer me matar
e, capoeira
joga la que eu jogo ca
e, capoeira
tu quer me matar
e, capoeira
joga la que eu jogo ca
ja joguei com mestre bimba
ja lutei com lampiao
ja joguei com seu besouro
e tambem com riachao
e, capoeira
tu quer me matar
e, capoeira
joga la que eu jogo ca
aprendi a capoeira
angola e regional
e depois vim pra sao paulo
pra poder ensinar
Quem nunca jogou capoeira,
Ainda não sabe o que é bom,
É cultura brasileira,
Ensina o folclore,
E é luta da gente,
Quando se escuta o pandeiro,
Rimando com o atabaque,
O berimbau vem dizendo,
Não é com a mão,
É com o pé que se bate
Não é com a mão
É com o pé que se bate
Não é com a mão
É com o pé que se bate
Não é com a mão
É com o pé que se bate
Não é com a mão
É com o pé que se bate
Idalina tem o costume
De chamar e vai andando
E’ de manhã, idalina tà me chamando
O idalina meu amor
Idalina tà me esperando
E’ de manhã, idalina tà me chamando
De mandar e se vai andando
E’ de manhã, idalina tà me chamando
Idalina tem o costume
Danado de falar de homem
E’ de manhã, idalina tà me chamando
Idalina meu amor
Idalina tà me esperando
E’ de manhã, idalina tà me chamando
defesa, ataque
A ginga de corpo
E a malandragem
Capoeira
E’ defesa, ataque
A ginga de corpo
E a malandragem
São francisco nunes
Preto velho meu avô
Ensinou para o meu pai
Mas meu pai não me ensinou
Capoeira
E’ defesa, ataque
A ginga de corpo
E a malandragem
O maculelê
A danca do pau
A roda da capoeira
È no toque do berimbau
Capoeira
E’ defesa, ataque
A ginga de corpo
E a malandragem
Eu ja tive em moçambique
Eu ja tive em guinè
Tô voltando de angola
Com o jogo de malè
Capoeira
E’ defesa, ataque
A ginga de corpo
E a malandragem
Se você quiser aprende
Vai ter que praticar
Mas na roda de capoeira
E’ gostoso de jogar
Capoeira
E’ defesa, ataque
A ginga de corpo
E A Malandragem
E, e, tum tum tum
E, e, e, tum tum tum
olha a pisada de lampião
e, e, e, tum tum tum
lampião deseu a serra
e, e, e, tum tum tum
amanha e dia santo
e, e, e, tum tum tum
E garota, larga de besteira,
fala pro seu pai te matricular na capoeira.
E garota, larga de besteira,
fala pro seu namorado te matricular na
capoeira.
E garota, larga de besteira,
fala pro seu pai te matricular na capoeira
E sacode a poeira, embalança, embalança,
embalança
E sacode a poeira, embalança, embalança,
embalança
Berimbau e feito de beriba, uma cabeça bem
maneira
Mestre Bimba que me deu
Entra na roda, abre o peito e sai falando toca
Iuna e banguela
mostra o som que Deus lhe deu
E sacode a poeira, embalança, embalança,
embalança
Casa de ferreiro espeto de pau
Nao se meta comigo se vai se dar mal
Se me de uma armada
Eu dou uma rasteira
Se nao de na capoeira
Eu dou de berimbau
Camarada
Eu já vou a beleza, eu já vou me embora
Eu já vou a beleza, eu já vou me embora
Eu já vou me embora, eu já vou a beleza
Eu já vou a beleza, eu já vou me embora
É legal, é legal
Jogar capoeira é um negócio legal
É legal, é legal
Oi tocar berimbau é um negócio legal
É legal, é legal
Tocar o pandeiro é um negócio legal
É legal, é legal
O som da bahia é um negócio legal
É legal, é legal
Jogar capoeira e tocar berimbau
É legal, é legal
Oi tocar atabaque é um negócio legal
É legal, é legal
Pernas pro ar é um grupo legal
É legal, é legal
(version two)
É legal, é legal
jogar capoeira e tocar berimbau
é legal, é legal
jogar capoeira e tocar berimbau
é legal, é legal
É no balanço, é no balanciá
É no balanço, é no balancié,
é no balanço, é no balanciá
é no balanço, é no balancié,
é no balanço, é no balanciá,
e capoeira da muzenza,
chegou foi na roda pra jogar.
É no balanço, é no balancié,
é no balanço, é no balanciá,
e minha vida é capoeira,
escuta que eu vou dizer,
meia lua e rasteira,
olha rabo de arraia,
pra si defender.
É no balanço, é no balancié,
é no balanço, é no balanciá,
e minha vida é capoeira,
escuta que eu vou falar,
meia lua e rasteira,
olha rabo de arraia,
pra matar
é no balanço, é no balancié,
é no balanço, é no balanciá
É, o, é o inganga, vamos louvar saraganga,
oinganga
vamos louvar saraganga, o inganga, vamos
louvar saraganga, o inganga
é, o, é o inganga,vamos louvar saraganga, o
inganga
Ê ogum ê
Ê ogum ê
oi tada que o ma lembê
ê ogum ê
oi tada que o ma lembê
ogum ê
tada que o ma lembê
ogum ê
tada que o ma lembê
ê lago ê
tada que o ma lembê
ô lago ê
tada que o ma lembê
Ê paraná, e paraná,
Terra da boa madeira, paraná
Ê paraná, e paraná,
Eu vim aqui aqui não vou voltar, paraná
Ê paraná, e paraná,
Eu quero ver você jogar, paraná.
Ê paraná, e paraná,
Eu quero ver você cantar, paraná.
Ê paraná, e paraná,
Eu vim aqui aqui não vou voltar, paraná
Ê paraná, e paraná,
Paraná, paranaué, paraná.
Ê paraná, e paraná,
Era, era, era, eu sou mais a capoeira.
Era, era, era.
Ai essa luta brasileira
Era, era, era.
Mas eu sou mais acapoeira
Era, era, era.
Mas essa luta é brasileira.
Era, era, era
é senzala, senzala,
centro cultural senzala
é senzala, senzala,
o essa voz que ninguém cala.
É senzala, senzala,
o nosso canto te embala,
é senzala, senzala
É só prestar atenção,
esta luta brasileira é capoeira meu irmão
é só prestar atenção,
esta luta brasileira é capoeira meu irmão
é só prestar atenção,
esta luta brasileira é capoeira meu irmão
é só prestar atenção,
esta luta brasileira é capoeira meu irmão
agora eu quero ouvir berimbau
agora eu quero ouvir berimbau
agora eu quero ouvir o pandeiro
agora eu quero ouvir o pandeiro
agora eu quero ouvir atabaque
agora eu quero ouvir atabaque
agora eu quero ouvir agogô
agora eu quero ouvir agogô
agora eu quero ouvir reco-reco
agora eu quero ouvir reco-reco
Pega esse gunga me venda ou me dê
gunga não é meu, eu não posso vender
pega esse gunga me venda ou me dê
gunga não é meu, foi meu pai que me deu
pega esse gunga me venda ou me dê
este gunga é meu
este gunga é meu
esse gunga é meu e eu não posso vender
este gunga é meu
este gunga é meu
este gunga é meu e não dou a ninguém
este gunga é meu
este gunga é meu
este gunga é meu foi meu pai quem me deu
Esse ano eu vou
Para bahia de qualquer maneira
Esse ano eu vou para
Bahia de qualquer maneira
Vou tocar berimbau,
Vou dar salto mortal,
Vou jogar capoeira
Vou tocar berimbau,
Vou dar salto mortal,
Vou jogar capoeira
Essa noite eu tive um sonho,
essa noite eu tive um sonho, aí meu deus,
com besouro mangangá,
ele me falou menino, tu precisa te cuidar.
Tão te jogando mandinga,
cuidado pra não pegar.
Tinha o corpo fechado.
Ele me falou assim.
Contra faca, navalhada.
Facão foice, e espadim.
Mas lá em maracangalha,
que tudo isso teve um fim.
Mataram besouro em maracangalha,
com faca de tucum mandinga falha.
Mataram besouro em maracangalha,
em maracangalha, em maracangalha.
Mataram besouro em maracangalha,
com faca de tucum mandinga falha.
Mataram besouro em maracangalha,
com faca de tucum mandinga falha.
Mataram besouro em maracangalha,
em maracangalha, em maracangalha.
Mataram besouro em maracangalha,
com faca de tucum mandinga falha
Eu aprendi capoeira
La na rampa e no cais da bahia
Eu aprendi capoeira
La na rampa e no cais da bahia
Vim da ilha de maré na saveiro do mestre joão
Fui morar la na preguiça me criei na conceição
Eu descia o pelourinho eu subia a gamaleira
Eu passava o dia inteiro na roda de capoeira
Eu aprendi capoeira
La na rampa e no cais da bahia
Eu aprendi capoeira
La na rampa e no cais da bahia
Camafeu e pastinha jogava
Valdemar jogava com seu zacharias
Eu aprendi capoeira
La na rampa e no cais da bahia
O gringo filmava me fotografava
Eu pouco ligava também não sabia
Que minha foto ia sair no jornal
Na russia na frança e até na hungria
Capoeira é uma arte, capoeira é uma luta
Capoeira é um balé mais lindo da minha bahia
Eu aprendi capoeira
La na rampa e no cais da bahia
Eu aprendi capoeira
La na rampa e no cais da bahia
Eu não sou daqui
eu sou de são salvador
eu fui discípulo de bimba
foi ele que me ensinou
eu quero ver
capoeira
eu sou de são salvador
eu fui discípulo de bimba
foi ele quem me ensinou
eu quero ouvir berimbau
eu quero ver a rasteira
na angola e regional
eu não sou daqui
capoeira
eu sou de são salvador
eu fui discípulo de bimba
foi ele quem me ensinou
Eu perdi meu pavão lá na beira do rio,
onde fica o pavão.
Lá na beira do rio.
Eu perdi meu pavão
lá na beira do rio.
Onde fica o pavão.
Lá na beira do rio.
Eu perdi meu pavão
Eu sou angoleiro
Angoleiro é que eu sou
Eu sou angoleiro
Angoleiro jogador
Eu sou angoleiro
Angoleiro na bahia
Eu sou angoleiro
Angoleiro de valor
Eu sou angoleiro
Angoleiro sim sinhô
Eu sou angoleiro
Angoleiro de angola
Eu sou angoleiro
Angoleiro, sou angoleiro
Eu sou angoleiro
Angoleiro, jogo angola
Eu sou angoleiro
Em angola fiz meu nome
Eu sou angoleiro
Meu pai é angoleiro
Eu sou angoleiro
Angola jogo maneiro
Eu sou angoleiro
Angoleiro é meu nome
Eu sou angoleiro
Angoleiro imperador
Eu sou angoleiro
Angoleiro do brasil
Eu sou angoleiro
Quando chego no mercado modelo, modelo
na festa do amanhecer
a morena começa a chamar
perguntando, negão que vai fazer
eu sou capoeira tambem so maculêlê
e respondo
eu sou capoeira tambem so maculêlê
la, la, lauá
la, la, lauê
lauê
la, la, lauá
la, la, lauê
Fica na boca do rio
Tu tà correndo perigo
Malandro do papo branco
Jacarè è crocodilo
Isso tu que è camarada
Osso duro de roer
Menino toma cuidado
Olha là jacare quer te morder
Rastejando que nem cobra
Sem mexer no matagal
Saiu da boca do rio
Oi ai jacarè do pantanal
Assim diz o ditado
Vou dizer dessa maneira
Alende ero menino
Malandro marcou bobeira
Jacarè comeu demais
Foi dormir na capoeira
Foi ai que um dia eu vi
Malandro jacare vira carteira
Eu vi, eu vi jacare virou saco de bobeira
Eu vi, eu vi
Vendendo couro de jacarè na feira
Eu vi, eu vi
Jacarè vacilou na capoeira
eu vi, eu vi
O dia que jacarè virou carteira
Eu vi, eu vi
Cochilou tomou rasteira
eu vi, eu vi
Eu vi não me lembra aonde foi
Sucurilo ataca um boi
Eu vi não me lembra aonde foi
Eu vi a cegonha, voando pra cá,
cuidado menino, ela quer te pegar.
Eu vi a cegonha, voando pra cá,
o voando prá cá, e voando, pra lá
eu vi a cegonha, voando pra cá,
o cegonha danada, ela quer me pegar.
Eu vi a cegonha, voando pra cá,
cuidado menino, ela quer te pegar.
Eu vi a cegonha, voando pra cá,
Eu vi a cutia com coco no dente
Eu ví a cutia com côco no dente,
comendo farinha com cocada quente
eu ví a cutia com côco no dente,
com côco no dente, com côco do dente
eu ví a cutia com côco no dente,
Eu vi sinho, eu vi sinha,
o menino pulava pra quí,
o menino pulava pra cá.
Eu vi sinho, eu vi sinha,
e lá no cais da bahia,
eu vi mintirinha jogar.
Eu vi sinho, eu vi sinha,
e lá no cais da bahia,
eu vi mestre silas jogar.
Eu vi sinho, eu vi sinha,
e lá no cais da bahia,
eu vi paulão jogar
Eu viajo pelo mundo
no toque do berimbau
vou jogando a capoeira
de angola e regional
eu viajo pelo mundo
no toque do berimbau
no toque do berimbau
no toque do berimbau
eu viajo pelo mundo
no toque do berimbau
ele cura feria e
me livra do meu mal
eu viajo pelo mundo
no toque do berimbau

Instruments / Bateria

Roda’da bateria dizilişi:

Soldan Sağa: Atabaque, Pandeiro, Berimbau Gunga, Berimbau Médio, Berimbau Viola ve Pandeiro şeklinde sıralanır.

Reco-Reco, Agogô gibi başka bir enstrüman daha eklenecekse; bunlar sağa doğru yerleştirilir.
Biz Capoeira Cultura Brasil grubu olarak, São Bento Pequeno’da “Palma de Dois”, São Bento Grande da Regional’da “Palma de Tres” ve São Bento Grande de Angola’da da “Palma de Torrero” şeklinde alkışlıyoruz.

Capoeira Cultura Brasil grubu Rodalarında şu Berimbau Toque’leri kullanmaktadır:
Angola, São Bento Pequeno, São Bento Grande de Angola, São Bento Grande da Regional (São Bento Grande de Bimba), İúna, Santa Maria, Cavalaria ve Samba de roda.

Genelde bateriada şu çalgılar bulunur:

Berimbau

Capoeirada kullanılan en önemli müzik aletidir. Oyunun (jogo) başlamasını ve bitişini belirleyip oyunun akışını ve düzenini sağlar. Kökleri Afrika’ya kadar dayanmaktadır. Eski zamanlarda Capoeirista’ların (Capoeira yapan kişi) Berimbau’nun ucuna jilet, bıçak gibi keskin aletler yerleştirerek silah olarak da kullandıkları söylenir. Berimbau aslında çok basit bir formata dayanan ama oldukça farklı tınılar elde edebilen bir alettir. Ayrıca farklı tonları ve görevleri olan berimbau’lar vardır. Farklı boyutta olan ve farklı tonlar veren Berimbaular vardır

Gunga: Cabasası büyük olan ve sesi derin olan berimbaudur. Geleneksel olan ana ritmi çalan ve Rodanın başlamasında ilk çalınmaya başlanan enstrümandır.

Medio: Orta yükseklite ses çıkartan berimbaudur. Geleneksel ana ritimden biraz farklı çalar. Gungadan sonra çalmaya başlayan enstrümandır. En önemli özelliği, rodadan oyuna girecek olan kişilerin bu noktadan oyuna girmesidir.

Viola: Yüksek sesli bir berimbaudur. Neredeyse çaldığı temel ritim tamamen doğaçlama üzerinedir
Diğer berimbaulara son eşlik eden berimbaudur.


Berimbau altı parçadan oluşur. Bunlar:

Cabaça: Bu parça bildiğimiz kabağın kurutulup içinin oyulmasıyla yapılır. Arkasına açılan iki deliğe bağlanan bir iple berimbau’a eklenir.

Arame: çelik bir teldir. Brezilya’lı capoeirista’lar bunu eski kamyon lastiklerinin içlerinden çıkarırlar. Bu tel daha sonra zımparalanarak temizlenir, ucuna atılan bir düğümle verga’ya bağlanarak yukarıdan gerilir. Böylece berimbau’u akor yapmış olursunuz.

Verga: Berimbau’nun “gövde” kısmıdır. Bambu, rotan gibi çok yumuşak olmayan, eğilme kapasitesi olan ama kolay kırılmayan ağaçlardan yapılır. Genelde bir metre civarında bir uzunlukta olur.

Baqueta: (Baketa diye okunur) Yine rotan, bambu gibi ağaçların arta kalan, daha ince parçalarından yontularak yapılan bu parça bir çeşit bagettir ve aramiye vurularak berimbau’un asıl sesini verir.
Dobrao: Dobrao metal bir para olabileceği gibi deniz kenarında bulunan, elinizin rahat edeceği büyüklükte bir taş da olabilir. Bu parça berimbau çalınırken aramiye değer ve bu şekilde “nota” oluşturur.

Caxixi: Sepet gibi örülen sonra içine koyulan bilimum fasulye, boncuk gibi şeylerle sallanarak müziğe ses katan bir parçadır.

Pandeiro

Genel anlamda Türk tefini andıran bu müzik aletinin teften en büyük farkı zillerinin daha büyük olması, daha ağır bir metalden yapılması ve tınlamayı en aza indirmek için zillerinin dışa dönük değil, içe dönük olmasıdır.

Atabaque

(Atabaki ya da atabake şeklinde okunur. ) Brezilya’lı Afrikalılara özgü ve elle çalınan bir davuldur. Deri kısmı genelde manda derisinden yapılır, dekorasyon olarak da çoğunlukla tüylü bırakılmaktadır. Capoeiranın genel ritmini sağlamak için kullanılır. Ayrıca maculelê, samba de roda ve afoxe danslarında da kullanılır.

 Agogo

Tahta, plastik ya da demirden olan agogo bir sopa aracılığıyla çalınan en temel
ritim aletlerinden biridir. Eğer demirden yapılırsa ziller grubuna girebilir.

Aslında fakir Brezilya halkının sokaktan toplayıp yapabilecekleri kadar basit tutulan bu müzik aletini, her öğrencinin kendisinin yapması gelenektir ve capoeira eğitiminin bir parçasıdır.

Murat Boz Konseri

Windsurf Şampiyonası

İstanbul Fuar Merkezi

Koç Üni. Roda / 2015

Batizado 2008

Sampler Ankara / 2002

Alphan Sulu (Monitor Tigre)

İstanbul Sampler 2015

Touro & Tigre

Koç Üni. Roda / 2013

Fotoğraflar

Kamp Fotoğrafları
Kamp Fotoğrafları
2009 Yılından beri gelenekselleşmiş olan her yaz düzenlemiş olduğumuz kamplarımızdan görüntüler
Gösteri Fotoğrafları
Gösteri Fotoğrafları
Capoeira Kulübü olarak bugüne kadar yurtiçinde ve yurtdışında olmak üzere kitlelerin hayranlık izlediği ve derin izler bırakmış olduğumuz yüzlerce gösterilerden bazılarının fotoğrafları
Eğitim Fotoğrafları
Eğitim Fotoğrafları
Ders içi ve dışında gerçekleştirdiğimiz çalışmalarımız
Batizado Fotoğrafları
Batizado Fotoğrafları
Her yıl gerçekleştirmiş olduğumuz Batizado (Kuşak Sınavı) görüntüleri

Berimbau for Sale

Berimbau

Ad: Boyanmamış Berimbau

Malzeme: Gül yada Beriba

Bileşen: Arame ve Cabasa

Clothes Sale

Tshirt

Ad: Don’t mess with me i do Capoeira

Kesim: Dar

Beden: Her beden mevcut

Tshirt Rengi: Siyah

Baskı Rengi: Yeşil ve Beyaz

Tshirt

Ad: Resmi CCB Forma

Kesim: Dar

Beden: Her beden mevcut

Tshirt Rengi: Bordo

Baskı Rengi: Altın

Tshirt

Ad: Resmi CCB Forma

Kesim: Dar

Beden: Her beden mevcut

Tshirt Rengi: Lacivert

Baskı Rengi: Altın

Malha (Street Abada)

Ad: Yeşil-Sarı Malha

Kesim: Normal

Beden: Her beden mevcut

Rengi: Yeşil / Sarı

References

Turkey Capoeira Club possesses  many years of experience and has performed all over the world.
Please find the companies that trusted us below.

DOMESTIC

ATV Benimle Dans Edermisin Yaz Ateşi (İstanbul)

ATV Profesyonel Alaçatı Sörf Şampiyonası

Ağaoğlu My Country Yaza Merhaba Kutlamaları

Beymen Mağazaları Aktiviteleri

Burç Beach Dans Günleri

Borusan Tanıtım Günleri.

CNR Fuar Merkezi İş Makineleri Tanıtımı

Capitol Dünya Dans Günü Kutlamaları

Carrefour 19 Mayıs Kutlamaları (İstanbul-İzmit-Adana)

Carrefour Gösteri (Adana,Maltepe,İstinye,Bayrampaşa,Ümraniye,Haramidere)

Defne Star Otel Gösteri

Düzce Fındık Festivali’nde Gösteri

Fashion Week (İstanbul)

Formsante  Sağlıklı Yaşam Günleri Workshop ve Gösteri (İstanbul)

Fox Tv Benimle Dans Edermisin?

Hotel Antique Palas

Hotel Aida Club

Hotel Atrium

Hotel Lunamar

Hotel Grand Pasa

Hotel Anastasia

Hotel Hibiscus

Marmaris Palas

Magic Circus

Hotel Cosmopolitan

Hotel Gren World

Hotel Julian Forest

Hotel Club Julian

Jimnastik Festivali (İstanbul)

Kyo My Friend Tanıtım (İstanbul)

Kinetıx Tanıtım (İstanbul)

Ladys Rally Cup  (İzmit)

Nike – Milli Maç(TR.-ALM.) Gösteri (İstanbul)

Nıke Tanıtım Günleri (İstanbul)

NTV / Güzel Pazar Röportaj ve Capoeira Sunum (İstanbul)

Oxit Disco (Antalya)

Puma ve Formsante  Sağlıklı Yaşam Günleri  (İstanbul)

Polonya Capoeira Festivali Workshop ve Show

Peugeot Tanıtım (İstanbul)

Rozi Tanıtım Günleri (İstanbul)

Sabancı Üniversitesi,Koç Üniversitesi,Yeditepe Üniversitesi,Bilkent Üniversitesi Şenlikleri

Sony Center (İstanbul)

Speedo Mayo Defilesi  (Kınalı Ada)

TRT  Acamiler Yarışıyor

TGRT Capoeira Röportaj ve Gösteri (İstanbul)

Trendsetter Dergisi (Türkiye)

Ted Koleji Şenlikleri (İstanbul)

Tekin Acar (İstanbul)

Turquaze Otel ( Marmaris)

TV 8 Samba Futbol Röportaj ve Jaba’ya Eğitim (İstanbul)

Villa Rodizio (Berlin)

4. Türkiye Salsa Kupası (İstanbul)

23 Nisan İstanbul Belediyesi Şenlikleri (İstanbul)

ABROAD

Holiday on Ice “Tropicana”(Berlin/ALMANYA)

Siemens Business Conference 2010(Berlin/ALMANYA)

ECE GmbH Schloss-Center (Schwerin/ALMANYA)

Burghof Kyffhäuser Yilbasi 2010(Berlin/ALMANYA)

ITB Berlin 2010 / Messe-Event, (Berlin/ALMANYA)

Audi Tanıtım Günleri  (Frankfurt/ALMANYA)

Radeberger Sommerarena, (Dresden/ALMANYA)

Brasil Brasilero (Berlin/ALMANYA)

Brezilya Festivali Capoeira Show, (Berlin/ALMANYA)

yilbasiShow Villa Rodizio 2009, (Berlin/ALMANYA)

Noel Show Villa Rodizio 2009, (Berlin/ALMANYA)

yilbasiShow Casa Rodizio 2008, (Berlin/ALMANYA)

Noel Show Casa Rodizio 2008, (Berlin/ALMANYA)

Casa Rodizio (Berlin/ALMANYA)

İspanya Brazilya Gecesi, (Mallorca/İSPANYA)

Samsun Led Tv. Reklam, ( Munih / ALMANYA)

SPIELBANK (Berlin/ALMANYA)

X-Step’de Dans Gösterisi, (Berlin/ALMANYA)

Spielbank Berlin am Potsdamer Platz,(Berlin/ALMANYA)

40 yil Sony Deutschland, (Berlin/ALMANYA)

Saisonfest Fridericus 11, (Potsdam/ALMANYA)

Restaurant “Eierschale” Acilisi, (Dahlem/ALMANYA)

Microsoft Deutschland GmbH, (Dahlem/ALMANYA)

Allianz PKV Deutschland AG,(Potsdam/ALMANYA)

Biosphäre, (Potsdam/ALMANYA)

Global City Fest, (Berlin/ALMANYA)

Hotel InterContinental, (Berlin/ALMANYA)

The Ritz Carlton Hotel, (Berlin/ALMANYA)

Famous artists and groups we work

Serdar Ortaç

Tarkan

Murat Boz

İzel

Eylem

Birkaç İyi Adam

Can Kan

Doğanay

Ebru Yaşar

Gülşen

Gamze Sayın

Hepsi

Haluk Levent

Lara

Huysuz Virjin(Seyfi Dursunoğlu)

Yurt dışında beraber çalıştığımız show grupları:
(bu sitelerde’de ekipimizin bircok resimlerini bulabilirsiniz)

Copacabana Samba Show gurubu
http://www.brasilshow-berlin.de/

Tangara Show gurubu
http://www.tangara-brasil.com/54-0-home.html

Iletişim

ALPHAN SULU

                             

alphansulu@gmail.com

                             

Telefon: 0(554) 514 0806

Cyprus Capoeira Courses

Kıbrıs-GAU-Capoeira-DersiGIRNE

M Power Sports Club

Adres: Girne Çevre Yolu, 9930 Girne, Cyprus
Girne / KKTC
Telephone: 0542 875 29 62

Monday: 19:00-20.30
Wednesday: 19:00-20.30

Instructor: Burak Azad Karakaşoğlu

Ankara Kurs

Kızılay

Flex GYM

Adres: Esat caddesi No:96
F Küçükesat/Ankara

Pazartesi: 20:00-21.30
Perşembe: 20:00-21:30

Eğitmen: Gökhan “Chover” Perktaş

İstanbul Capoeira Courses

KADIKÖY

Yıldız Dans Academy: 

Adress: Koşuyolu Mh. Dinlenç Cd Arda Sokak No: 4/A
Kadıköy – İSTANBUL
(Ayrılıkçeşmesi metro and marmaray stop output, infront of Tepe Nautilus Shoping center)

Monday: 21:00-22.30
Thursday: 20:30-22:00

İnstructor: Alphan “Tigre” Sulu

KARTAL

Agon Dance Academy: 

Adress: Yukarı Mah. Acı Çeşme Sok. Ekşioğlu Apt. No:14
Kartal / İstanbul

Wednesday: 19:30-21.00
Sunday: 19:30-21:00

İnstructor: Alphan “Tigre” Sulu

SARIYER

Koç university: 

Adress:Koç univerity Central Campus Dance hall
Rumelifeneri Yolu – Sarıyer

Tuesday: 20:30-22.00
Thursday: 20:30-22:00

Intructor: Alphan “Tigre” Sulu

ATAŞEHİR

Bulut Sport Center: 

Adress: Kayışdağı mah.Akyazılı cad.No:48 Ataşehir/İstanbul

Tuesday: 20:30-22.00
Wednesday: 20:30-22:00

Instructor: Resul Cihan Bulut

KIDS CLASSES

KADIKÖY

Yıldız Dance Academy: 

Adress: Koşuyolu Mh. Dinlenç Cd Arda Sokak No: 4/A
Kadıköy – İSTANBUL
(Ayrılıkçeşmesi metro and marmaray stop output, infront of Tepe Nautilus Shoping center)

Saturday: 15:00-16.00

Instructor: Alphan “Tigre” Sulu

NEDEN CAPOEIRA?

Yüksek tempolu ve eğlenceli geçen ders saatlerinde gündelik hayatın mental yorgunluğunu atıp daha dingin ve enerjik bir yapıya kavuşmanızı sağlanır.

Yapılmasının imkansız olduğunu düşündüğünüz hareketlerin profesyonel eğitmenlerce sistematik olarak çalışıldığında ne kadar kolay olduğunu fark edeceksiniz.

El üzerinde yapılan birçok hareketten dolayı üst kas grubu olan kol, omuz, göğüs kasları gelişmektedir. Bir çok zıplamalı ve tekmeli hareketlerden dolayı da alt kas grubu olan bacak ve karın kasları gelişmektedir

Kendine özgü müziğini öğrendiğinizde ve enstrümanlarını kullanmaya başladığını kendinize özel bir huzur kapısı açabileceksiniz.

Bir Karma dövüş sporu (MMA) olan Capoeira sayesinde kaslarınız güçlenecek ve kendinizi tehlike anında koruyabileceğiniz savunma tekniklerini öğrenebileceksiniz

Oldukça ilgi çeken Capoeira gösterilerinde aramızda yer alarak yüzlerce insan karşısına keyifle çıkabilecek ve cesaretinizin arttığını fark edeceksiniz.

Capoeira’daki bazı esneme/germe hareketleri ile Yoga’daki esneme/germe hareketleri büyük benzerlik göstermektedir. Bu hareketlerin profesyonel bir eğitmen gözetiminde yapılması sakatlık riskini oldukça fazla azaltacaktır.Özellikle yurt dışında Yoga’nın durağanlığından ötürü Capoeira tercih edilmektedir.

Capoeira grubuna katılmak sosyalleşmek için çok idealdir. Bir Capoeira grubuna katıldığınızda kendinizi büyük bir ailenin parçası olarak göreceksinizdir.

EĞİTMENLER

Mestre Bilu Bahia
Mestre Bilu BahiaCCB Kurucu Başkan
1973 Yılında Brezilya Bahia’da doğdu. 6 Yaşında Mestre Bimba’nın yiğeni olan Mestre Bozo yanında capoeiraya başlamış olup Avrupa’da en çok tanınan Mestreler arasında yer alana Mestre Bilu Bahia Avrupa’da bir çok eğitmen öğrenci yetiştirmiştir.
Alphan Sulu
Alphan SuluTürkiye Temsilcisi
1986 Yılında Almanya-Berlin’de doğdu. Capoeira hayatına 2004 yılında başlayarak yurtdışında ve yurtiçinde yüzü aşkın organizasyonlarda yer almış ve eğitimler vermiştir. Ayrıca yurtdışında Akrobasi ve Tricking eğitimleri de almıştır. Capoeira Cultura Brasil grubunun Türkiye temsilcisi olarak Türkiye’de yüzlerce organizasyon ve gösterilerde yer alarak Capoeira’nın tanıtımına önemli katıkıda bulunmuştur.

CAPOEIRA HAKKINDA MERAK EDİLENLER

Bize Katıl

Ekibimizde yerinizi almak, eğlenerek capoeira kültürünü yaşamak ve ailemizin bir parçası olmak için bizimle iletişime geçin!

KATIL

Batizado – Kuşak Sınavı Fotoğrafları

Eğitim Fotoğrafları

Gösteri Fotoğrafları

Kamp Fotoğrafları

Şarkı Sözleri – Lyrics

-A-

Abalou capoeira abalou
Abalou deixa abalar
Abalou capoeira abalou(coro)
Abalou deixa abalar
Abalou capoeira abalou(coro)
Quero ver quem vem jogar
Abalou capoeira abalou(coro)
Ai, ai, aidê
Joga bonito que eu quero ver
Ai, ai, aidê(coro)
Joga bonito que eu quero aprendê
Ai, ai, aidê(coro)
Como vai como passô, como vai vosmicê
Ai, ai, aidê(coro)
A canoa virou, marinheiro
No fundo do mar tem dinheiro
A canoa virou, marinheiro
No fundo do mar tem segrêdo
A canoa virou, marinheiro
No fundo do mar tem malícia
A canoa virou, marinheiro
No fundo do mar tem capoeira
A canoa virou, marinheiro
Mas se virou, deixa virar
A canoa virou, marinheiro
Oi está lá, no fundo do mar
A canoa virou, marinheiro
Adão, Adão
Oi cadê Salomé, Adão?
Oi cadê Salomé, Adão?
Salomé foi passear
Adão, Adão
Cadê Salomé?
Adão
Cadê Salomé?
Adão
(Salomé) Foi pra Ilha de Maré
Adão, Adão
Mas cadê Salomé?
Adão
Mas cadê Salomé?
Adão
(Salomé) Saiu foi passear
Adão, Adão
Oi cadê Salomé?
Adão
Oi cadê Salomé?
Adão
Salomé foi mandingar
Adão, Adão…
Adeus
Boa viagem
Adeus, adeus
Boa viagem
Eu vou
Boa viagem
Eu vou, eu vou
Boa viagem
Eu vou-me embora
Boa viagem
Eu vou agora
Boa viagem
Eu vou com Deus
Boa viagem
E com Nossa Senhora
Boa viagem
Chegou a hora
Boa viagem
Adeus…
Boa viagem
(Oi) São Bento me chama
Côro: Ai ai ai ai
São Bento chamou
Côro: Ai ai ai ai
São Bento me leva
Côro: Ai ai ai ai
São Bento me pega
Côro: Ai ai ai ai
São Bento me prende
Côro: Ai ai ai ai
São Bento me quer
Côro: Ai ai ai ai
Mas me quer, mas me quer
Côro: Ai ai ai ai
Senhor São Bento
Ai ai ai ai, doutor
Velejando no mar eu vou, eu vou
Côro: Ai ai ai ai, doutor
Navegando no mar eu vou, eu vou
Côro: Ai ai ai ai, doutor
General foi pro mar, eu também vou
Côro: Ai ai ai ai, doutor
Nas ondas do mar eu vou, eu vou
Côro: Ai ai ai ai, doutor
A jogar capoeira eu vou, eu vou
Côro: Ai ai ai ai, doutor…
O facão bateu em baixo
a bananeira caiu
o facão bateu em baixo
a bananeira caiu
cai cai bananeira
a bananeira caiu
rabo de arria nao e rastra
a bananeira caiu
Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
E a manteiga não é minha
E a manteiga é de ioiô
Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
E a manteiga não é minha
E a manteiga é de ioiô

Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
A manteiga é de ioiô
Caiu na água e se molhou
Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
A manteiga é do patrão
Caiu no chão e derramou
Vou dizer a meu sinhô
Que a manteiga derramou
A manteiga não é minha
É pra filha de ioiô…

Aruanda ê
Aruanda ê, Aruanda
Aruanda ê camará
Aruanda ê
Aruanda ê, Aruanda

Aruanda ê camará
Vem de dentro do peito
Essa chama que acende
Meu corpo inteiro não pode parar
Eu sou mandingueiro de lá da Bahia
Axé capoeira salve Abadá
Aruanda ê
Aruanda ê, Aruanda
Aruanda ê camará
Oxalá que me guie
Por todo caminho
Não deixe na roda a fé me faltar
Sou vento que sopra eu sou capoeira
A luta de um povo prá se libertar
Aruanda ê
Aruanda ê, Aruanda
Aruanda ê camará

A hora e essa
A hora e essa
A hora e essa
A hora e essa
Berimbau tocou na capoeira
Berimbau tocou eu vou jogar
Berimbau tocou na capoeira
Berimbau tocou eu vou jogar
A onda rolou na praia
e voltou correndo ao mar

A onda rolou na praia
e voltou correndo ao mar

Capoeira balançou
no rolê voltou a jogar

Capoeira balançou
no rolê voltou a jogar

Meia-lua cortou o vento
Rasteira foi lá buscar
Capoeira balançou
no rolê voltou a jogar

Capoeira balançou
no rolê voltou a jogar

Segura seu moço
Deixa o corpo balançar
no toque do berimbau
Capoeira vai ter que rolar
na cadência do atabaque
Quero ver nego pular
Capoeira balançou
no rolê voltou a jogar

Capoeira balançou
no rolê voltou a jogar

Vento balançou a palha do coqueiro
Vento balançou a palha do coqueiro
Coco que tava maduro
Despencou caiu primeiro
Coco que tava maduro
Despencou caiu primeiro
Lá na praia tem coqueiro
Quem plantou foi lemanjá
Se o coco tiver maduro
O vento vai derrubar
Vento balançou a palha do coqueiro
Vento balançou a palha do coqueiro
Coro maduro tomara que você caia
Mais não quebre a sapucaia
quando o vento balançar
Vento balançou a palha do coqueiro
Vento balançou a palha do coqueiro
Na praia de Amaralina
Na sombra do coqueiral
Tem roda de capoeira
No toque do berimbau
A palma estava errada
Bimba parou outra vez
Bata esta palma direito
A palma de Bimba e um, dois, tres
Olha a palma de Bimba E um, dois, tres(coro)
Se voce e devoto de Bimba
Na roda ele vai lhe ajudar
Mas se nao e, sai correndo
Que a roda ta aberta
E o bicho vai pegar
E a palma de Bimba e um, dois, tres
Olha a palma de Bimba E um, dois, tres(coro)
A quadra estava errada
Bimba parou outra vez
Cante esta quadra direito
A palma de Bimba e um, dois, tres
Olha a palma de Bimba E um, dois, tres(coro)
A Iuna estava errada
Bimba falou outra vez
Nao matrate esta ave moleque
E a palma de Bimba e um, dois, tres
Olha a palma de Bimba E um, dois, tres(coro)
A ginga estava errada
Bimba parou outra vez
O ginga bonito moleque
E a palma de Bimba e um, dois, tres
Olha a palma de Bimba E um, dois, tres(coro)

-B-

que bom
estar com vocês
aqui nesta roda
com este conjunto
bahia axé axé bahia
bahia axé axé bahia
Io ioioioioo
ioioioo
ioioioo
io ioioioioo
ioioioo
ioioioo
o vento
que venta tão lindo
entre os coqueirais
isso é demais
io ioioioioo
ioioioo
ioioioo
io ioioioioo
ioioioo
ioioioo
bahia axé axé bahia
bahia axé axé bahia
Bahia começa com b
Bahia termina e ia
Bahia começa com b
Bahia termina e ia
Berço e mae da capoeira
Meu amigo era a bahia
Bahia começa com b
Bahia termina e ia
Vim falar dos velhos mestres
Que viveram na bahia
Bahia começa com b
Bahia termina e ia
Bahia eee bahia aaa
Na bahia de outrora de mestre pastinha
mestre valdemar
ladainhas de angola onde o canto me faz
recordar
do tempo que era tão bom onde eu queria
viver
conhecer toda a mandinga toda a malícia e
também o saber
ai ai aaaai ai ai saudade que eu tenho demais
ai ai aaaai ai ai
do tempo que não volta atrás
ai ai aaaai ai ai
quando bimba era rapaz
ai ai aaaai ai ai
era um tempo bom demais
ai ai aaaai ai ai
capoeira era jogada o capoeirista que tinha
valor
era um tempo que não tinha grupo que não
tinha mestre de graduação
os olhos ensinavam a jogar cada um tinha a
sua expressão
o aluno era discípulo aprendia com o mestre
toda a lição
ai ai aaaai ai ai saudade que eu tenho demais
ai ai aaaai ai ai
seu pastinha lá no cais
ai ai aaaai ai ai
valdemar do pero vaz
ai ai aaaai ai ai
era um tempo bom demais
ai ai aaaai ai ai
Esse ano eu vou pra bahia de qualquer
maneira
esse ano eu vou pra bahia de qualquer
maneira
vou tocar berimbau
vou da solta mortal
vou jogar capoeira
vou tocar berimbau
vou da solta mortal
vou jogar capoeira
a meia-lua mata você
a meia-lua mata você
Bahia dos todos os santos
bahia dos orixas
bahia de mãe menina
mãe menina to gantois
bahia dos todos santos
bahia dos orixas
bahia de mãe menina
mãe menina to gantois
bahia dos angoleiros
bahia dos regionais
bahia dos angoleiros
no mercado popular
bahia dos angoleiros
bahia dos regionais
bahia dos angoleiros
no mercado popular
bahia de joão pequeno
bahia de curio
bahia de boca rica
mestre lua de bobo
bahia de joão pequeno
bahia de curio
bahia de boca rica
mestre lua de bobo
bahia manda seu axé pra mim
bahia manda seu axé pra mim
bahia manda seu axé pra mim
bahia manda seu axé pra mim
bahia e terra de bimba aberre e waldemar
bahia manda seu axe p’ra mim
bahia manda seu axé pra mim
bahia manda seu axé pra mim
bahia me manda cacao dende e acaraje bahia
manda seu axe p’ra mim
bahia manda seu axé pra mim
bahia manda seu axé pra mim
bahia me manda alegria bahia me manda
amor bahia manda seu axe p’ra mim
balança o galho pra folha cair no chão
balança o galho pra folha cair no chão
eu vim falar de mestre bimba de besouro e
valdemar
vim falar de mestre bimba o criador da regional
balança o galho pra folha cair no chão
balança o galho pra folha cair no chão
eu vim falar de mestre bimba de pastinha e
valdemar
mas valente igual besouro eu nunca vi
ninguém falar
balança o galho pra folha cair no chão
balança o galho pra folha cair no chão
eu vim falar de seu pastinnha de besouro e
valdemar
vim falar de mestre bimba o criador da regional
balança o galho pra folha cair no chão
balança o galho pra folha cair no chão
Banda de costas tombo na ladeira
segura moço que esse tombo é capoeira
banda de costas tombo na ladeira
segura moço que esse tombo é capoeira
a quanto tempo que eu não vejo um floreio
nem um jogo ligeiro só termina em agarrão
agora é moda o capoeira puxar peso
diz que é pra perder o medo e finalizar no chão
banda de costas tombo na ladeira
segura moço que esse tombo é capoeira
banda de costas tombo na ladeira
segura moço que esse tombo é capoeira
banda de costas tombo na ladeira
segura moço que esse tombo é capoeira
Barauna caiu quanto mais eu
Barauna caiu quanto mais eu
quanto mais eu quanto mais eu
barauna caiu quanto mais eu
quanto mais eu colego velho
barauna caiu quanto mais eu
Hê hê hê hê
eu venci a batalha de camujerê
hê hê hê hê
eu venci a batalha não posso morrer
hê hê hê hê
capoeira de angola me ajudou a vencer
hê hê hê hê
Olha ai meia lua por cima do corpo
navalha no rosto
a calça engomada não toca no chão
a capoeira
bate batuque bate
a meia lua
bate batuque bate
rasteira
bate batuque bate
ponteira
bate batuque bate
mandinga
bate batuque bate
berimbau
capoeira mandinga faca de cumes
não erra não
olha o negro ligeiro
derruba rasteira
confirma a razão
bate batuque bate
berimbau ta tocando
a roda formando
o bom capoeira não falta não
quer banguela
o jogo é bonito
olha a roda da capoeira
bate batuque bate
O bate bate no batuque
o bate bate no batuque
o bate eu quero ver
quero ver quero ver quero ver
quero ver bate
quero ver quero ver quero ver
quero ver bate
O menino é bom
Bate palma pra ele
É bom é bom
Bate palma pra ele
O menino é bom
Bate palma pra ele
É bom é bom
Bate palma pra ele
Da bahia mandei vir
Berimbau berimbau
Um capoeira legal
Berimbau berimbau
Se você for na bahia
Berimbau berimbau
Nosso senhor do bôfim
Berimbau berimbau
Me traga um berimbau maneiro
Berimbau berimbau
Um viola pra mim
Berimbau berimbau
Berimbau berimbau berimbau
berimbau berimbau berimbau
como é gostoso tocar berimbau
berimbau berimbau berimbau
toca angola e também regional
berimbau berimbau berimbau
a cabaça um arame um pedaço de pau
berimbau berimbau berimbau
como é gostoso tocar berimbau
berimbau berimbau berimbau
toca angola e também regional
berimbau berimbau berimbau
a cabaça um arame um pedaço de pau
berimbau eê berimbau
ê berimbau eê berimbau
a cabaça um arame um pedaço de pau
como é gostoso tocar berimbau
ê berimbau eê berimbau
ê berimbau eê berimbau
ê berimbau eê berimbau
a cabaça um arame um pedaço de pau
como é gostoso tocar berimbau
ê berimbau eê berimbau
Berimbau me leva e Capoeira vai jogar
Berimbau me leva e Capoeira vai jogar
Camarada venho de longe
Trazendo meu berimbau
Fazendo da capoeira
Minha vida meu ideal
Berimbau me leva e Capoeira vai jogar
Berimbau me leva no passado
Me leva nos tempos de crianca
Onda a vida e a brincadeira
E a saudade e uma lembranca
Berimbau me leva e Capoeira vai jogar
Berimbau me livra dos perigos
Separe ador da traicao
Seja sempre meu amigo
Neste mundo de aprovacao
Berimbau me leva e Capoeira vai jogar
Nos caminhos que eu percorri
A saudade foi minha companeira
O destino que a gente nao escolhe
O meu foi iacada pela capoeira
Berimbau me leva e Capoeira vai jogar
Na volta do berimbau
Nos caminhos que eu passei
Junto com quanto tristeza
Eu cai mas me levantei
Berimbau me leva e Capoeira vai jogar
besouro preto
ô besouro preto bará
ô besouro preto bará
ô besouro preto bará
ô besouro preto
ô besouro preto malvado
ô besouro preto malvado
ô besouro preto
ô besouro preto malvado
ô besouro preto malvado
ô besouro preto
ô besouro preto malvado
Bimba mandou o mando pra jogar
bimba mandou
o mandou pra jogar
o mandou mandou
o mandou pra jogar
e eu quero ver
o mandou pra jogar
e bimba mandou
o mandou pra jogar
Oi bom jesus da lapa e
Oi bom jesus da lapa a
Oi bom jesus da lapa e
Oi bom jesus da lapa a
Oi bom jesus da lapa e
Oi bom jesus da lapa a
Bota molejo no jogo
bota suingue agora
olha o jogo regional
também miudinho e o jogo de angola
Bota molejo no jogo
bota suingue agora
olha o jogo regional
também miudinho e o jogo de angola
Hoje a roda tá boa
o coro esta animado
tem o mestre suasunna
o mestre joel e o mestre deputado
Bota molejo no jogo
bota suingue agora
olha o jogo regional
também miudinho e o jogo de angola
Pode chega mais pertinho
não fique ai acuado
venha joga miudinho
voce aqui sera bem chegado
Bota molejo no jogo
bota suingue agora
olha o jogo regional
também miudinho e o jogo de angola
Abra a mente garoto
jogue bem descontraido
faça um jogo maroto
essa roda é de bamba e roda de amigo
Hoje é dia de festa
a capoeira esta da hora
solta o corpo menino
e bota mandinga que o jogo é de mola
Bota mandinga na ginga
bota dende no sapato
desce no chão quinem cobra
pula pra taz como um gato
Ele é braço forte ele é perna dura ele e meu
mestre ele ninguém segura
ele é braço forte ele é perna dura ele e meu
mestre ele ninguém segura
oh railson êh railson ah ele meu mestre
ninguém vai me segurar
oh railson êh railson ah ele meu mestre
ninguém vai me segurar
ele é ligeiro no martelo a meia-lua da macaco
esse dobrado mas não faz isto na rua
ele é ligeiro no martelo a meia-lua da macaco
esse dobrado mas não faz isto na rua
Mas hoje é dia de festa
Eu jurei que não
Vou me importar
Se o batuque não sai
Como eu gosto
Se a morena não vai
Me olhar
Hoje eu quero jogar
Capoeira
Ver mandinga pra lá
E pra cá
Esse luta essa dança
Guerreira
Faz meu corpo se
Arrepiá
Brincadeira
Brincadeira
Mandingá
No molejo do
Corpo mamolejá
Beira mar oio
beira mar aia
beira mar oio
beira mar aia
beira mar beira mar
é de oio
beira mar beira mar
é de aia
Beira mar auê beira mar
Beira mar auê beira mar
Beira mar auê beira mar
Beira mar auê beira mar
É o riacho que corre pro rio
É o rio que corre pro mar
O mar é morada de peixe
Eu quero ver quem vai jogar
Beira mar auê beira mar
Beira mar auê beira mar
Minha mãe chama maria
Lá da ilha de maré
No meio de tanta maria
Minha mãe não sei quem é
Beira mar auê beira mar
Beira mar auê beira mar
Berimbau Berimbau
Berimbau Berimbau
Berimbau Berimbau Berimbau
Berimbau Eê Berimbau
Berimbau Me Leva
Besouro Preto
Bimba Mandou Os Alunos Jogar
Bom Jesus Da Lapa E
Bota Molejo No Jogo
Braço Forte
Brincadeira
Berimbau de ouro que eu mandei buscar
Lá na vereda na serra do luar
Lá na chapada cachoeira no sertão arapuá
Morena case comigo
Que eu nasci só pra te amar
Se eu pedir você me dá morena
Um beijo na boca
Dá me dá me dá morena
Um beijo na boca
Mas se eu pedir você me dá morena
Um beijo na boca

-C-

jogava angola tambem regional
cabra mal cabra mal
aprendí angola depois regional
cabra mal cabra mal
eu gosto angola eu gosto regional
cabra mal cabra mal
regional para corpo angolo ritual
cabra mal cabra mal
Cadê a minha corda
de laçar meu boi
cadê a minha corda
de laçar meu boi
cadê a minha corda
de laçar meu boi
Vo manda lecô
cajueiro
vo manda loiá
cajueiro
vo menina linda
cajueiro
venho me buscar
cajueiro
leco
cajueiro
loia
cajueiro
Vou mandar eu vou
Cajuê
Eu mandar boiá
Cajuê
Ô menina linda
Cajuê
Venha me buscar
Cajuê
Mas eu vou
Cajuê
Boiá
Cajuê
Mandar eu vou
Cajuê
Eu mandar boiá
Cajuê
como vai como tá
Camunjerê
Ô como vai vosmicê?
Camunjerê
Como vai de saude
Camunjerê
Para mim é um prazer
Camunjerê
canarinho da alemanha
quem matou meu curió
eu jogo capoeira
na bahia e maceió
canarinho da alemanha
quem matou meu curió
eu jogo capoeira
mas meu mestre é melhor
canarinho da alemanha
quem matou meu curió
quem tem fé em deus
nunca cai em bozó
canarinho da alemanha
quem matou meu curió
o segredo da lua
quem sabe é o clarão do sol
canarinho da alemanha
quem matou meu curió
Cantei pra ioiô cantei pra iaiá
cantei pra ioiô cantei pra iaiá
na roda de capoeira quero ver gunga falar
na roda de capoeira quero ver gunga falar
quero ver gunga falar quero ver gunga falar
quero ver gunga falar quero ver gunga falar
Eu vou fugir
Eu vou capitão do mato
Eu vou fugir
Eu vou capitão do mato
Minhas mão tão calejadas
Minha alma está cansada
Já não aguento esse lugar
O quilombo dos palmares
Ajude a me curar
Eu vou fugir
Eu vou capitão do mato
Sem mim não tinha riqueza
Conheci fome e tristeza
E o chicote a me espancar
Vou prá perto de zumbi
Ele está a me esperar
Eu vou fugir
Eu vou capitão do mato
Nem tudo que reluz é ouro
nem tudo que balança cai
nem tudo que reluz é ouro
nem tudo que balança cai
cai cai cai cai capoeira balança mas não cai
cai cai cai cai
capoeira balança mas não cai
cai cai cai cai
foi voce quem me disse
que filho de bimba não cai
foi voce quem me disse
que filho de bimba não cai
cai cai cai cai capoeira balança mas não cai
cai cai cai cai
capoeira balança mas não cai
cai cai cai cai
capoeira veio daqui
do quilombo de zumbi
como angola ela chegou
e aqui luta formou
negro fugia da senzala perseguido
e se escondia do alarido
pra lutar
olha armada meia-lua cabeçada
a rasteira e a queixada
pra matar
capoeira dizia capoeira fazia
liberdade p’ro negro
liberdade p’ra vida
capoeira hoje em dia é da vida alegria
vem pra roda vamos jogar
oh oh oh oh oh oh
capoeira capoeira
oh oh oh oh oh oh
capoeira capoeira
oh oh oh oh oh oh
jogar capoeira de angola
não é brincadeira
menino vem ver lelê
com a cabeça no chão
vai saindo de aú
completando rolê
eu fui lá no cais da bahia
jogar capoeira
lembrei de pastinha de seu aberê lelê
capoeira de angola
não é brincadeira menino vem ver
jogar capoeira de angola
não é brincadeira
menino vem ver lelê
com a cabeça no chão
vai saindo de aú
completando rolê
camisa sempre falou
solte o corpo menino
deixe de falar
tem que ter sentimento
para capoeira de angola jogar
jogar capoeira de angola
não é brincadeira
menino vem ver lelê
com a cabeça no chão
vai saindo de aú
completando rolê
você diz que entra na roda
com ginga de corpo sabe balançar
tem que ser mandingueiro
para capoeira de angola jogar
Capoeira é luta é dança
Capoeira é arte é magia
Capoeira é luta é dança
Capoeira é arte é magia
Eu jogo a capoeira
Pois ela é minha alegria
Quando eu toco Berimbau
Minha alma se contagia
Pois viver sem Capoeira
é uma grande agonia
Meu coração logo para
Meus olhos ja não brilham
Com a falta de Capoeira
Que é um vicio de alegria
Capoeira é o meu jeito de ser
Capoeira é minha filosofia
Capoeira eu joguei ontem
Jogo hoje e jogo todo dia
Capoeira é luta é dança
Capoeira é arte é magia
Capoeira é luta é dança
Capoeira é arte é magia
Capoeira dia e noite, colega velho
Capoeira noite e dia
Capoeira é luta é dança
Capoeira é arte é magia
Se não fosse a capoeira, colega velho
Eu aqui não estaria
Capoeira é luta é dança
Capoeira é arte é magia
Vou fazer da capoeira, colega velho
A minha filosofia
Capoeira é luta é dança
Capoeira é arte é magia
Capoeira está de luto
Berimbau entristeceu
Atabaque ficou mudo
O Capoeira morreu
Meia Lua hoje é
Lua inteira a clarear
A alma do Capoeira
Que lá no céu vai chegar
Jogando no jogo da vida
Capoeira não perdeu
Mas nesse jogo da morte
Capoeira não venceu
Levou berimbau sagrado
Da terra como troféu
Para dar o toque de chegada
Na hora de entrar no céu
Eu vou jogar
capoeira no céu
com mestre bimba caiçara e ezequiel
eu vou jogar
capoeira no céu
com mestre bimba caiçara e ezequiel
Capoeira de angola no terreiro
o so berimbau o so pandeiro
olha entra na roda mandingeiro
a roda ja vai comecar
e e e camarada
e e e a roda ja vai comecar
e e e camarada
e e e a roda ja vai comecar
Capoeira não sai do pensamento
capoeira não sai do coração
capoeira é fundamento
capoeira é tradiçao
capoeira
o lê lê
capoeira
o lá lá
o lê lê o lê lê o lê lê o lá lá
capoeira
o lê lê
capoeira
o lá lá
Iê a iê ôô
Capoeira me chama dá licença meu senhor
Iê a iê ôô
Capoeira me chama dá licença meu senhor
Capoeira me chama
E eu vou atender
Entro na roda sem medo
Com malícia e segredo
Pronto pra me defender
Iê a iê ôô
Capoeira me chama dá licença meu senhor
Com um pouco de molejo
Vou de encontro ao berimbau
Quem não canta bate palma
Cabaça arame e um pedaço de pau
Foi no samba de roda que eu vi minha nega
chorar
Perguntei o que foi minha preta
Agora você vai me falar
E ela com muita emoção
Chegou bem pertinho para me falar
Hoje sonhei com capoeira
Jogada bonita na beira do mar
Sonhei eu fui sonhar
Capoeira na beira do mar
Joguei eu fui jogar
Capoeira na beira do mar
O balanço de coco na beira do mar
Se o coqueiro e a baiana balançar
E la vou eu la vou eu e la vou eu
Vou com as ondas do mar
Vou jogar capoeira na beira do mar
O coqueiro e a baiana balançar
Capoeira que pula moita
Sem saber pra onde vai
Para mim é um filho perdido
Andando sem destino
A procura de um pai
Esquecer suas raízes
E até quem lhe ensinou
Pulando de grupo em grupo
Querendo ser professor
Olha aqui meu camarada
Agradeça ao seu mestre
E a capoeira que tu aprendeu
Assim diz o velho ditado
Nunca cuspa no prato que você comeu
Vai vai vai
Vem vem vem
Capoeira que pula moita
Ele nunca vai ser ninguém, ora vai
Vai vai vai
Vem vem vem
Capoeira que pula moita
Ele nunca vai ser ninguém, ora vai
Vai vai vai
Vem vem vem
capoeira prá estrangeiro meu irmão
é mato
capoeira brasileira meu compadre
é de matar
capoeira prá estrangeiro meu irmão
é mato
capoeira brasileira meu compadre
é de matar
berimbau tá chamando
é a roda formando
vai se benzendo prá entrar
o toque é de angola são bento pequeno
cavalaria iúna
a mandinga do jogo
o molejo da esquiva
é prá não cochilar
capoeira é ligeira
ela é brasileira
ela é de matar
capoeira é ligeira
ela é brasileira
ela é de matar
capoeira prá estrangeiro meu irmão
é mato
capoeira brasileira meu compadre
é de matar
capoeira prá estrangeiro meu irmão
é mato
capoeira brasileira meu compadre
é de matar
olha o rabo de arraia
olha aí a ponteira
e a meia lua prá matar
o mortal e o aú
o macaco e a rasteira
e o arastão prá derrubar
galopante faceiro
vai se preparando pra voar
capoeira é ligeira
ela é brasileira
ela é de matar
capoeira é ligeira
ela é brasileira
ela é de matar
Capoeira rezava
Abaixado ao pé do berimbau
capoeira rezava
Abaixado ao pé do berimbau
berimbau bateu
Camafeu chamou pra jogar
O berimbau
berimbau bateu
Camafeu chamou pra jogar
olha a mulata dos olhos verdes
Saia rendada
olha a mulata dos olhos verdes
Saia rendada
berimbau bateu
Camafeu chamou pra jogar
O berimbau
berimbau bateu
Camafeu chamou pra jogar
água de coco colar de ponta de patuá
água de coco colar de ponta de patuá
berimbau bateu
Camafeu chamou pra jogar
O berimbau
berimbau bateu
Camafeu chamou pra jogar
O camafeu
chamou pra jogar
o camafeu
chamou pra jogar
Capoeira
Sim sim sim
capoeira
Meu amor
capoeira
sim sim sim
capoeira
meu amor
capoeira da bahia
capital de salvador
capoeira
sim sim sim
capoeira
meu amor
hoje sou um grande aluno
pra amanhã ser professo
capoeira
sim sim sim
capoeira
meu amor
e eu nunca fugi da roda
meu amigo eu não fujo não senhor
capoeira
sim sim sim
capoeira
meu amor
mas porque sou um capoeira
um capoeira de valor
capoeira
sim sim sim
capoeira
meu amor
capoeira
sim sim sim
capoeira
meu amor
capoeira
sim sim sim
capoeira
meu amor
Chico parauê rauêra
Chico parauê rauáá
Chico parauê rauêra
Rárá rauêra uêra uêra uáá
Chico parauê rauêra
Chico parauê rauáá
Chico parauê rauêra
Rárá rauêra uêra uêra uáá
Prepare o corpo que o chico chegou
É nego velho e têm histórias pra contar
Chico eu quero ver jogar
Eu quero ver jogar angola en regional
Chico parauê rauêra
Chico parauê rauáá
Chico parauê rauêra
Rárá rauêra uêra uêra uáá
Mandinga disfarçada em dança
A dança da carnavial
Chico eu quero ver jogar
Eu quero ver jogar angola en regional
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
O mestre bimba foi se embora,
Por favor tire o chapéu,
Mas não vai chorar agora,
Mestre bimba foi pro céu.
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
O mestre bimba foi se embora,
Mas deixou jogo bonito,
Deve estar jogando agora,
Numa roda no infinito.
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
O mestre bimba foi se embora,
Não tem virtude, nem mistério,
Berimbau tocou sereno,
Na porta do cemitério.
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
Mestres de capoeira
Existem muitos por aí
Mas igual ao mestre bimba
Nunca mais vai existir
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
Mestre bimba foi- se embora
Para nunca mais voltar
Disse adeus à capoeira
E foi pro céu descansar
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
Atenção capoeirista
Por favor tire o chapéu
E mestre bimba está jogando
Numa roda lá no céu
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
No dia de sua morte
Berimbau silenciou
Sete dias de luto
Toda bahia ficou
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
O chora.
Chora capoeira,
Capoeira chora,
O chora capoeira
Mestre bimba foi se embora.
chora maria chora
Essa hora ja está na hora
Chora maria chora
chora maria essa roda vai embora
Chora maria chora
chora maria essa roda e de angola
Chora maria chora
Chora viola ê, chora viola â,
chora viola, chora viola viola,
chora viola ê, chora viola â,
chora viola, chora viola viola,
camarade essa viola, eu trouxe do ceará,
chora viola ê, chora viola â,
chora viola, chora viola viola,
chora viola ê, chora viola â,
chora viola, chora viola viola,
é uma viola muito boa, é danada pra chorar,
chora viola ê, chora viola â,
chora viola, chora viola viola,
chora viola ê, chora viola â,
chora viola, chora viola viola,
Queria ir mas agora não vou mais
no caminho me apareceu uma cobra de corais
e a cobra lhe morde
senhor são bento
e a cobra lhe morde
senhor são bento
e a cobra lhe morde
senhor são bento
mas que cobra valente
senhor são bento
o veneno da cobra
senhor são bento
ela vai te matar
senhor são bento
olha que cobra malvada
senhor são bento
ela vai te pegar
senhor são bento
oia o veneno da cobra
senhor são bento
ela vai te matar
senhor são bento
oia que cobra malvada
senhor são bento
ela vai te pegar
senhor são bento
oia o veneno da cobra
senhor são bento
ela vai te matar
senhor são bento
oia que cobra malvada
senhor são bento
ela vai te pegar
senhor são bento
Eu pisei na cobra verde
Cobra verde é um bom sinal
É um bom sinal um bom sinal
Cobra verde é um bom sinal
Você quis entrar no rio,
Mas o rio é fundo e não dá pé,
Seu moço toma cuidado,
Com o bote do jacaré.
O cochilou, cochilou,
Cochilou, jacaré te abraçou
Cochilou, cochilou
Na beirada do rio o bicho te pegou
Cochilou, cochilou
Quem mandou cochilar, jacaré te abraçou
Cochilou, cochilou
Na beirada do rio o bicho te pegou
Você quis entrar no rio,
Mas o rio é fundo e não dá pé,
Seu moço toma cuidado,
Com o bote do jacaré.
O cochilou, cochilou,
Cochilou, jacaré te abraçou
Cochilou, cochilou
Na beirada do rio o bicho te pegou
Cochilou, cochilou
Quem mandou cochilar, jacaré te abraçou
Cochilou, cochilou
Na beirada do rio o bicho te pegou
Quando eu vim da bahia encontri siria
coração matador
quando eu vim da bahia encontri siria
coração matador
sim quem vem la, sim quem vem la
sim quem vem la, quem vem la sou eu
cavaleiro sou eu
sim quem vem la, sim quem vem la
sim quem vem la, quem vem la sou eu
cavaleiro sou eu
Trabalha negro escravo, corta cana no
canavial.
O corta cana, corta cana, corta cana, nego
velho,
Corta cana no canavial
O corta cana, corta cana, corta cana, nego
velho,
Corta cana no canavial
Eu tive pai, eu tive mãe eu tive filha, mas perdi
toda a família, a
Liberdade e o amor,
E hoje em dia eu só tenho dor e calo,
trabalhando no embalo, do
Chicote do feitor.
O corta cana, corta cana, corta cana, nego
velho,
Corta cana no canavial
Eu já fui rei, a minha mulher foi rainha, pela
mata eu ia em dia,
Livre como animal,
Mas hoje em dia, sou como um bicho acuado,
trabalhando
Acorrentado, preso no canavial
O corta cana, corta cana, corta cana, nego
velho,
Corta cana no canavial
A alma negra nunca foi escravizada, correu
menina levada,
Brincado no céu de lá,
Roubaram o sol, roubaram a noite e meu dia,
só não roubaram a
Poesia que eu trago no meu cantar.
O corta cana, corta cana, corta cana, nego
velho,
Corta cana no canavial
Eu sou guerreiro tenho fé e tenho crença,
porque me firmo na
Benção, que ganhei do orixás,
Sou cana forte, sou membé cana caiana,
minha doçura de cana, é
Ruim de me derrubar
O corta cana, corta cana, corta cana, nego
velho,
Corta cana no canavial
Cruz credo, ave maria
eu cantava eu tocava
e ninguem respondia
cruz credo, ave maria
quanto mais eu cantava
ninguem respondia
cruz credo, ave maria
essa roda é de mudo
e eu não sabia
cruz credo, ave maria
eu plantei melão
e nasceu melancia
cruz credo, ave maria
vai parar todo mundo
na delagacia
cruz credo, ave maria
a irmã da minha mãe
só pode ser a minha tia
cruz credo, ave maria
Se voce entrar na roda voce vai cair no chao!
(coro)
ai ai ai, camara,
o le le, camara.
Voce vai cair no chao, camara.
Cuidado menino, ou voce vai apanhar.
Se lutar com cascavel ele vai te derrubar!
(coro)
Cuidado menino, deixa de ser tao fogado,
na roda de capoeira voce nao esta
classificado!
(coro)
auê auê auêrêê
Lêlêlêlêlêlêlêlêlê ôô
auê auê auêrêê
Lêlêlêlêlêlêlêlêlê ôô
tá no sangue da raça brasileira
Capoeira
é da nossa cor
berimbau
é da nossa cor
atabaque
é da nossa cor
o pandeiro
é da nossa cor
auê auê auêrêê lêlêlêlêlêlêlêlêlê ôô
auê auê auêrêê
Lêlêlêlêlêlêlêlêlê ôô
Capoeira não sai da minha cabeça
Capoeira não sai do coração
Capoeira quem joga é mandingueiro
Capoeira é jogo de irmão
Capoeira
é beleza
Capoeira
é tradição
Capoeira
tem fundamento
Capoeira
é vibração
Capoeira nasceu foi nos quilombos
e no sofrimento da senzala
O nego cantava a ladainha
enquanto o cana cortada
Capoeira
é beleza
Capoeira
é tradição
Capoeira
tem fundamento
Capoeira
é vibração
Na roda de capoeira
pode se matar ou morrer
Mas também se joga limpo
que é bonito de se ver
Capoeira
é beleza
Capoeira
é tradição
Capoeira
tem fundamento
Capoeira
é vibração
Para ser bom capoeira
não basta ter aptidão
Tem que se jogar com a alma
e cantar com o coração
Capoeira
é beleza
Capoeira
é tradição
Capoeira
tem fundamento
Capoeira
é vibração
O meu mano
O que foi que tu viu lá
Eu vi capoeira matando
Ora meu deus também vi maculelê
Capoeira!
É jogo praticado na terra de são salvador
Capoeira!
É jogo praticado na terra de são salvador
Mas sou discípulo que aprendo
E mestre que dá lição
Na roda de capoeira
Nunca dei meu golpe em vão
É jogo praticado na terra de são salvador
Capoeira!
É jogo praticado na terra de são salvador
É manuel dos reis machado
Ele é fenomenal
Ele é o mestre bimba
Criador da regional
É jogo praticado na terra de são salvador
Capoeira!
É jogo praticado na terra de são salvador
Ei capoeira é luta nossa
Da era colonial
E nasceu foi na bahia a
Angola e regional
É jogo praticado na terra de são salvador
Capoeira!
É jogo praticado na terra de são salvador
No dia que eu amanheço
Danado da minha vida
Planto cana descascada
Com seis dias tá nascida
É jogo praticado na terra de são salvador
Capoeira!
É jogo praticado na terra de são salvador
É jogo de liberdade
Jogo de libertação
Praticado na senzala
No tempo da escravidão
É jogo praticado na terra de são salvador
Capoeira!
É jogo praticado na terra de são salvador
Jogo de muita mandinga
Do escravo sofredor
Que queria se livrar
Do chicote do feitor
É jogo praticado na terra de são salvador
Capoeira!
É jogo praticado na terra de são salvador
capoeira de angola me chamou
le le o
abra a roda moçada que eu já vou
le le o
capoeira de angola me chamou
le le o
abra a roda moçada que eu já vou
le le o
capoeira de angola me chamou
le le o
abra a roda moçada que eu já vou
le le o
jogar capoeira de angola
não é brincadeira
menino vem ver lelê
com a cabeça no chão
vai saindo de aú
completando rolê
eu fui lá no cais da bahia
jogar capoeira
lembrei de pastinha de seu aberê lelê
capoeira de angola
não é brincadeira menino vem ver
jogar capoeira de angola
não é brincadeira
menino vem ver lelê
com a cabeça no chão
vai saindo de aú
completando rolê
camisa sempre falou
solte o corpo menino
deixe de falar
tem que ter sentimento
para capoeira de angola jogar
jogar capoeira de angola
não é brincadeira
menino vem ver lelê
com a cabeça no chão
vai saindo de aú
completando rolê
você diz que entra na roda
com ginga de corpo sabe balançar
tem que ser mandingueiro
para capoeira de angola jogar
O rala côco
catarina
Fazer cocada
Catarina
O rala côco
Catarina
Não quebra nada
Catarina
Rala pra que
Catarina
Rala e vender
Catarina
Rala côco, rala côco, rala côco meu sinho
Rala côco, rala côco, rala côco meu sinho
Casca dura é madeira de lenha
é madeira de lenha é madeira de lenha
casca dura é madeira de lenha
é madeira de lenha é madeira de lenha
casca dura é madeira de lenha
é madeira de lenha é madeira de lenha
Capoeira capoeira
é um ritmo quente que mexe com a gente
eu vou chegar pra lá capoeira.
Capoeira capoeira
é um ritmo quente que mexe com a gente
eu vou chegar pra lá capoeira.
Capoeira capoeira
em roda de mestre se aluno entra
ele pode apanhar.
Capoeira capoeira
é um ritmo quente que mexe com a gente
eu vou chegar pra lá capoeira.
Capoeira capoeira
Capoeira tem um faro parece até radar
sete léguas de distância onde o berimbau
tocar
e lê lê lê o
o lê lê o lê lê o lê lê
e lê lê lê o
lê lê lê o lê lê lê o
e lê lê lê o
o capoeira é vidente toda vez sempre aceso
se quiser ele pegar um martelo já levou
e lê lê lê o
o lê lê o lê lê o lê lê
e lê lê lê o
lê lê lê o lê lê lê o
e lê lê lê o
o capoeira é inteligente astuto malicioso
velocidade na mente com jeito audacioso
e lê lê lê o
o lê lê o lê lê o lê lê
e lê lê lê o
Curva de rio
Ponta de areia
Andei pela praia no rastro da sereia
Curva de rio
Ponta de areia
Andei pela praia no rastro da sereia
Prá jogar capoeira, tem idade não senhor
Gordo, velho, magro, moço, tem que ser
improvisador
Berimbau comanda o jogo, com pandeiro e
agogô
O atabaque no sentido que esse jogo me
provoca
Macio feito uma mola, capoeira é de valor
Põe mandinga nesse jogo, berimbau já
reclamou
A onça turrou na mata, boi malhado assustou
No galho da seringueira, macaco já pulou
Na beira do rio eu vi sucuri laçar um boi
No meio da águas eu vi a sereia cantar
Do outro lado eu vi um mutum a voar
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Pela rama que da a arvore
Sei da fruta que ela da
Essa fruta tem caroço
Ela pode lhe engasgar
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Mais vale nossa amizade
Que dinheiro no meu bolso
Para quem sabe viver
Essa vida é um colosso
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Ando com o corpo fechado
E um rosario no pescoço
Fui criado la na roça
Tomando agua de poço
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Você jogava muito
No tempo que era moço
Já tá ficando velho
Olha as rugas no seu rosto
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Cachorro que é esperto
Come a carne e roi o osso
A mulher quando não presta
Mata o cabra de desgosto
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço
Cuidado moço
Que essa fruta tem caroço

-D-

No negro você não dà
Dà dà dà no negro
Mas se der vai apanhar
Dà dà dà no negro
No negro você não dà
Dà dà dà no negro
Jogue o negro para cima
Dà dà dà no negro
Deixa o negro vadiar
Dà dà dà no negro
No negro você não dà
Dà dà dà no negro
Ê dalila, ilê ilê, dalila ô
ê dalila, ilê ilê, dalila ô
capoeira mandou lhe dizer, também capoeira
mandou lhe chamar
capoeira mandou lhe dizer, também capoeira
mandou lhe chamar
quero falar com dalila, dalila, dalila, dalila
quero falar com dalila, dalila, dalila, dalila
dalila, dalila
ê dalila, ilê ilê, dalila ô
vamos se embora dalila
ê dalila, ilê ilê, dalila ô
De longe eu vinha vindo,
escutei um som legal.
Não sabia o que era,
parecia um berimbau.
Mais pra perto eu fui chegando,
pra ouvir a barulheira,
vi uma roda de gente,
era a tal da capoeira,
um velho tava cantando,
seu lamento amargurado,
relembrando a juventude,
que deixou no seu passado.
Cantava velho, cantava menino,
e o resto do povo ficava ouvindo.
Cantava velho, cantava menino,
e o resto do povo ficava ouvindo.
Esta dança maneira
que si chama capoeira nos
queremos jogar
queremos joga queremos bailar
esta dança maneira
que si chama a capoeira nos
queremos jogar
que balança o corpo abrindo a mente em
qualquer lugar
queremos joga queremos bailar
esta dança maneira
que si chama a capoeira nos
queremos jogar
quem entrou na roda de capoeira um dia
sempre vai si lembrar
queremos joga queremos bailar
esta dança maneira
que si chama a capoeira nos
queremos jogar
Camará, de onde é que vem camará.
Angola e angola e camará
camará, de onde é que vem camará.
Angola e angola e camará
o lá de onde é que vem,
venho de angola, camará,
e maralen, trago o batuque e o candomblé,
olha meu camará, de onde é que vem camará.
Angola e angola e camará
camará, de onde é que vem camará.
Angola e angola e camará
Marimbondo marimbondo
deu sinal
marimbondo me mordeu
deu sinal
oi me mordeu foi no umbigo
deu sinal
mas se fosse mais prà baixo
deu sinal
o mundo estava perdido
deu sinal
marimbondo que è danado
deu sinal
marimbondo è venenoso
deu sinal
Devagar, devagar
Devagar, devagarinho
Devagar, devagar
Cuidado com o seu pezinho
Devagar, devagar
Capoeira de angola é devagar
Devagar, devagar
Esse jogo é devagar
Devagar, devagar
Eu falei devagar, devagarinho
Devagar, devagar
Esse jogo bonito é devagar
Devagar, devagar
Falei devagar, falei devagar
Devagar, devagar
Dim, dim, dim, lá vai viola,
Segura esse nego no jogo de angola,
Dim, dim, dim, lá vai viola
E viola meu bem viola
Dim, dim, dim, lá vai viola,
Segura menino esse corpo de mola
Dim, dim, dim, lá vai viola,
ê dona alice
não me pegue não
não me pegue,
não me agarre,
não me pegue a mão.
Ê dona alice
não me pegue não
não me pegue,
não me agarre,
não me pegue a mão
Ê dona alice
não me pegue não
E vai você, vai você?
Dona maria, como vai você?
E pega na vassoura como vai você.
Dona maria, como vai você?
E mais joga bonito que eu quero aprender.
Dona maria, como vai você?
E vai você, e vai você.
Dona maria, como vai você?
O joga bonito que eu quero aprender.
Dona maria, como vai você?
Como vai você, como vai você.
Dona maria, como vai você?
Como tá você, eu quero saber
dona maria, como vai você?
Como tá como passou, como vai você
dona maria, como vai você?
e lá e lá e lá e,
desenvolve esse jogo que eu quero aprender.
Lá e lá e lá e
desenvolve esse jogo que o povo quer ver.
Lá e lá e lá e
pega a biriba que eu quero aprender.
Lá e lá e lá e
já venci kung fu, já venci karatê.
Lá e lá e lá e
desenvolve esse jogo que o povo quer ver.
Lá e lá e lá e
Dona maria do camboatá
Ela chega na venda ela manda botar
Dona maria do camboatá
Ela chega na venda ela manda botar
Dona maria do camboatá
Ela chama o menino e manda comprar
Dona maria do camboatá
Se não tem, se não acha ela manda trocar
Dona maria do camboatá
É do camboatá, é do camboatá
Dona maria do camboatá
Volta na venda pra reclamar
Dona maria do camboatá
Ela chega na venda e começa a gritar
Dona maria do camboatá
Ela chega na venda e começa a gingar
Dona maria do camboatá
Ela chega na venda e dá salto mortá
Dona maria do camboatá
É do camboatá, é do camboatá
Dona maria do camboatá
Dona maria do camboatá
Ela chega na venda ela manda botar
Dona maria do camboatá
Ela chega na venda ela manda botar
Dona maria do camboatá
Ela chama o menino e manda comprar
Dona maria do camboatá
Se não tem, se não acha ela manda trocar
Dona maria do camboatá
É do camboatá, é do camboatá
Dona maria do camboatá
Volta na venda pra reclamar
Dona maria do camboatá
Ela chega na venda e começa a gritar
Dona maria do camboatá
Ela chega na venda e começa a gingar
Dona maria do camboatá
Ela chega na venda e dá salto mortá
Dona maria do camboatá
É do camboatá, é do camboatá
Dona maria do camboatá

-E-

quando eu morrer, disse besouro
quando eu morrer, disse besouro
não quero choro nem vela
tambem não quero barulho
na porta do cemitério.
Eu quero meu berimbau
eu quero meu berimbau
com uma fita amarela
gravado com o nome dela.
Ê o meu nome
é besouro
e como é meu nome?
É besouro
ohla lá siri de mangue
todo tempo não é um
ohla que você não aguenta
a presa do quanhamun
quando eu entro você sai
quando eu saio você entra
nunca vi mulher gamada
que não fosse ciumenta.
Ê o meu nome
é besouro
E besouro chamado cordão d’ ouro
E besouro,
chamado cordão d’ ouro.
E besouro,
chamado cordão d’ ouro.
Foi na bahia de são salvador,
jogava capoeira, pra mostrar o seu valor.
Foi na bahia de são salvador,
jogava capoeira, pra mostrar o seu valor.
Mandei benzer, meu berimbau na capela.
Mandei benzer, meu berimbau na capela.
Em homenagem a bimba, toquei iuna e
benguela
em homenagem a bimba, toquei iuna e
benguela
em homenagem a bimba, toquei iuna e
benguela
em homenagem a bimba, toquei iuna e
benguela
toma sentido
No aperto da mão
Que a Capoeira
É historia e tradição
Eleva o espirito
Para me inspirar
Jogo Capoeira
Pra pode me libertar
Eu falei Capoeira ai ai
E capoeira ai aia
É um jogo que balança o corpo pra lá e pra cá
Eu falei Capoeira ai ai
E capoeira ai aia
Entrou pra historia
No Brasil colonial
Lutou em batalhas
Virou luta nacional
E deu volta ao mundo
E o mundo virou
Em terras alheias
a todos encantou
Eu falei Capoeira ai ai
E capoeira ai aia
É um jogo que balança o corpo pra lá e pra cá
Eu falei Capoeira ai ai
E capoeira ai aia
Eu venho lá da bahia,
trago um berimbau na mão,
eu toco cavalaria,
gosto de fazer canção,
ninguém sabe o sofrimento,
ninguém sabe a minha dor,
capoeira como eu,
nunca teve um grande amor.
Uma vida de intriga,
cheia de desilusão,
todo mundo só me vê,
quando estou com a mão no chão,
quando eu grito, grito alto,
todo mundo me escutar,
você nunca experimente,
com capoeira brigar,
minha briga é só no pé,
medo não carrego não,
se um cara fala alto,
leva logo um esporão.
Capoeira.
Ê capoeira, ê capoeirá
ê capoeira, ê capoeira
E, capoeira
tu quer me matar
e, capoeira
joga la que eu jogo ca
e, capoeira
tu quer me matar
e, capoeira
joga la que eu jogo ca
ja joguei com mestre bimba
ja lutei com lampiao
ja joguei com seu besouro
e tambem com riachao
e, capoeira
tu quer me matar
e, capoeira
joga la que eu jogo ca
aprendi a capoeira
angola e regional
e depois vim pra sao paulo
pra poder ensinar
Quem nunca jogou capoeira,
Ainda não sabe o que é bom,
É cultura brasileira,
Ensina o folclore,
E é luta da gente,
Quando se escuta o pandeiro,
Rimando com o atabaque,
O berimbau vem dizendo,
Não é com a mão,
É com o pé que se bate
Não é com a mão
É com o pé que se bate
Não é com a mão
É com o pé que se bate
Não é com a mão
É com o pé que se bate
Não é com a mão
É com o pé que se bate
Idalina tem o costume
De chamar e vai andando
E’ de manhã, idalina tà me chamando
O idalina meu amor
Idalina tà me esperando
E’ de manhã, idalina tà me chamando
De mandar e se vai andando
E’ de manhã, idalina tà me chamando
Idalina tem o costume
Danado de falar de homem
E’ de manhã, idalina tà me chamando
Idalina meu amor
Idalina tà me esperando
E’ de manhã, idalina tà me chamando
defesa, ataque
A ginga de corpo
E a malandragem
Capoeira
E’ defesa, ataque
A ginga de corpo
E a malandragem
São francisco nunes
Preto velho meu avô
Ensinou para o meu pai
Mas meu pai não me ensinou
Capoeira
E’ defesa, ataque
A ginga de corpo
E a malandragem
O maculelê
A danca do pau
A roda da capoeira
È no toque do berimbau
Capoeira
E’ defesa, ataque
A ginga de corpo
E a malandragem
Eu ja tive em moçambique
Eu ja tive em guinè
Tô voltando de angola
Com o jogo de malè
Capoeira
E’ defesa, ataque
A ginga de corpo
E a malandragem
Se você quiser aprende
Vai ter que praticar
Mas na roda de capoeira
E’ gostoso de jogar
Capoeira
E’ defesa, ataque
A ginga de corpo
E A Malandragem
E, e, tum tum tum
E, e, e, tum tum tum
olha a pisada de lampião
e, e, e, tum tum tum
lampião deseu a serra
e, e, e, tum tum tum
amanha e dia santo
e, e, e, tum tum tum
E garota, larga de besteira,
fala pro seu pai te matricular na capoeira.
E garota, larga de besteira,
fala pro seu namorado te matricular na
capoeira.
E garota, larga de besteira,
fala pro seu pai te matricular na capoeira
E sacode a poeira, embalança, embalança,
embalança
E sacode a poeira, embalança, embalança,
embalança
Berimbau e feito de beriba, uma cabeça bem
maneira
Mestre Bimba que me deu
Entra na roda, abre o peito e sai falando toca
Iuna e banguela
mostra o som que Deus lhe deu
E sacode a poeira, embalança, embalança,
embalança
Casa de ferreiro espeto de pau
Nao se meta comigo se vai se dar mal
Se me de uma armada
Eu dou uma rasteira
Se nao de na capoeira
Eu dou de berimbau
Camarada
Eu já vou a beleza, eu já vou me embora
Eu já vou a beleza, eu já vou me embora
Eu já vou me embora, eu já vou a beleza
Eu já vou a beleza, eu já vou me embora
É legal, é legal
Jogar capoeira é um negócio legal
É legal, é legal
Oi tocar berimbau é um negócio legal
É legal, é legal
Tocar o pandeiro é um negócio legal
É legal, é legal
O som da bahia é um negócio legal
É legal, é legal
Jogar capoeira e tocar berimbau
É legal, é legal
Oi tocar atabaque é um negócio legal
É legal, é legal
Pernas pro ar é um grupo legal
É legal, é legal
(version two)
É legal, é legal
jogar capoeira e tocar berimbau
é legal, é legal
jogar capoeira e tocar berimbau
é legal, é legal
É no balanço, é no balanciá
É no balanço, é no balancié,
é no balanço, é no balanciá
é no balanço, é no balancié,
é no balanço, é no balanciá,
e capoeira da muzenza,
chegou foi na roda pra jogar.
É no balanço, é no balancié,
é no balanço, é no balanciá,
e minha vida é capoeira,
escuta que eu vou dizer,
meia lua e rasteira,
olha rabo de arraia,
pra si defender.
É no balanço, é no balancié,
é no balanço, é no balanciá,
e minha vida é capoeira,
escuta que eu vou falar,
meia lua e rasteira,
olha rabo de arraia,
pra matar
é no balanço, é no balancié,
é no balanço, é no balanciá
É, o, é o inganga, vamos louvar saraganga,
oinganga
vamos louvar saraganga, o inganga, vamos
louvar saraganga, o inganga
é, o, é o inganga,vamos louvar saraganga, o
inganga
Ê ogum ê
Ê ogum ê
oi tada que o ma lembê
ê ogum ê
oi tada que o ma lembê
ogum ê
tada que o ma lembê
ogum ê
tada que o ma lembê
ê lago ê
tada que o ma lembê
ô lago ê
tada que o ma lembê
Ê paraná, e paraná,
Terra da boa madeira, paraná
Ê paraná, e paraná,
Eu vim aqui aqui não vou voltar, paraná
Ê paraná, e paraná,
Eu quero ver você jogar, paraná.
Ê paraná, e paraná,
Eu quero ver você cantar, paraná.
Ê paraná, e paraná,
Eu vim aqui aqui não vou voltar, paraná
Ê paraná, e paraná,
Paraná, paranaué, paraná.
Ê paraná, e paraná,
Era, era, era, eu sou mais a capoeira.
Era, era, era.
Ai essa luta brasileira
Era, era, era.
Mas eu sou mais acapoeira
Era, era, era.
Mas essa luta é brasileira.
Era, era, era
Eu vi a cutia com coco no dente
Eu ví a cutia com côco no dente,
comendo farinha com cocada quente
eu ví a cutia com côco no dente,
com côco no dente, com côco do dente
eu ví a cutia com côco no dente,
é senzala, senzala,
centro cultural senzala
é senzala, senzala,
o essa voz que ninguém cala.
É senzala, senzala,
o nosso canto te embala,
é senzala, senzala
É só prestar atenção,
esta luta brasileira é capoeira meu irmão
é só prestar atenção,
esta luta brasileira é capoeira meu irmão
é só prestar atenção,
esta luta brasileira é capoeira meu irmão
é só prestar atenção,
esta luta brasileira é capoeira meu irmão
agora eu quero ouvir berimbau
agora eu quero ouvir berimbau
agora eu quero ouvir o pandeiro
agora eu quero ouvir o pandeiro
agora eu quero ouvir atabaque
agora eu quero ouvir atabaque
agora eu quero ouvir agogô
agora eu quero ouvir agogô
agora eu quero ouvir reco-reco
agora eu quero ouvir reco-reco
Pega esse gunga me venda ou me dê
gunga não é meu, eu não posso vender
pega esse gunga me venda ou me dê
gunga não é meu, foi meu pai que me deu
pega esse gunga me venda ou me dê
este gunga é meu
este gunga é meu
esse gunga é meu e eu não posso vender
este gunga é meu
este gunga é meu
este gunga é meu e não dou a ninguém
este gunga é meu
este gunga é meu
este gunga é meu foi meu pai quem me deu
Esse ano eu vou
Para bahia de qualquer maneira
Esse ano eu vou para
Bahia de qualquer maneira
Vou tocar berimbau,
Vou dar salto mortal,
Vou jogar capoeira
Vou tocar berimbau,
Vou dar salto mortal,
Vou jogar capoeira
Essa noite eu tive um sonho,
essa noite eu tive um sonho, aí meu deus,
com besouro mangangá,
ele me falou menino, tu precisa te cuidar.
Tão te jogando mandinga,
cuidado pra não pegar.
Tinha o corpo fechado.
Ele me falou assim.
Contra faca, navalhada.
Facão foice, e espadim.
Mas lá em maracangalha,
que tudo isso teve um fim.
Mataram besouro em maracangalha,
com faca de tucum mandinga falha.
Mataram besouro em maracangalha,
em maracangalha, em maracangalha.
Mataram besouro em maracangalha,
com faca de tucum mandinga falha.
Mataram besouro em maracangalha,
com faca de tucum mandinga falha.
Mataram besouro em maracangalha,
em maracangalha, em maracangalha.
Mataram besouro em maracangalha,
com faca de tucum mandinga falha
Eu aprendi capoeira
La na rampa e no cais da bahia
Eu aprendi capoeira
La na rampa e no cais da bahia
Vim da ilha de maré na saveiro do mestre joão
Fui morar la na preguiça me criei na conceição
Eu descia o pelourinho eu subia a gamaleira
Eu passava o dia inteiro na roda de capoeira
Eu aprendi capoeira
La na rampa e no cais da bahia
Eu aprendi capoeira
La na rampa e no cais da bahia
Camafeu e pastinha jogava
Valdemar jogava com seu zacharias
Eu aprendi capoeira
La na rampa e no cais da bahia
O gringo filmava me fotografava
Eu pouco ligava também não sabia
Que minha foto ia sair no jornal
Na russia na frança e até na hungria
Capoeira é uma arte, capoeira é uma luta
Capoeira é um balé mais lindo da minha bahia
Eu aprendi capoeira
La na rampa e no cais da bahia
Eu aprendi capoeira
La na rampa e no cais da bahia
Eu não sou daqui
eu sou de são salvador
eu fui discípulo de bimba
foi ele que me ensinou
eu quero ver
capoeira
eu sou de são salvador
eu fui discípulo de bimba
foi ele quem me ensinou
eu quero ouvir berimbau
eu quero ver a rasteira
na angola e regional
eu não sou daqui
capoeira
eu sou de são salvador
eu fui discípulo de bimba
foi ele quem me ensinou
Eu perdi meu pavão lá na beira do rio,
onde fica o pavão.
Lá na beira do rio.
Eu perdi meu pavão
lá na beira do rio.
Onde fica o pavão.
Lá na beira do rio.
Eu perdi meu pavão
Eu sou angoleiro
Angoleiro é que eu sou
Eu sou angoleiro
Angoleiro jogador
Eu sou angoleiro
Angoleiro na bahia
Eu sou angoleiro
Angoleiro de valor
Eu sou angoleiro
Angoleiro sim sinhô
Eu sou angoleiro
Angoleiro de angola
Eu sou angoleiro
Angoleiro, sou angoleiro
Eu sou angoleiro
Angoleiro, jogo angola
Eu sou angoleiro
Em angola fiz meu nome
Eu sou angoleiro
Meu pai é angoleiro
Eu sou angoleiro
Angola jogo maneiro
Eu sou angoleiro
Angoleiro é meu nome
Eu sou angoleiro
Angoleiro imperador
Eu sou angoleiro
Angoleiro do brasil
Eu sou angoleiro
Quando chego no mercado modelo, modelo
na festa do amanhecer
a morena começa a chamar
perguntando, negão que vai fazer
eu sou capoeira tambem so maculêlê
e respondo
eu sou capoeira tambem so maculêlê
la, la, lauá
la, la, lauê
lauê
la, la, lauá
la, la, lauê
Fica na boca do rio
Tu tà correndo perigo
Malandro do papo branco
Jacarè è crocodilo
Isso tu que è camarada
Osso duro de roer
Menino toma cuidado
Olha là jacare quer te morder
Rastejando que nem cobra
Sem mexer no matagal
Saiu da boca do rio
Oi ai jacarè do pantanal
Assim diz o ditado
Vou dizer dessa maneira
Alende ero menino
Malandro marcou bobeira
Jacarè comeu demais
Foi dormir na capoeira
Foi ai que um dia eu vi
Malandro jacare vira carteira
Eu vi, eu vi jacare virou saco de bobeira
Eu vi, eu vi
Vendendo couro de jacarè na feira
Eu vi, eu vi
Jacarè vacilou na capoeira
eu vi, eu vi
O dia que jacarè virou carteira
Eu vi, eu vi
Cochilou tomou rasteira
eu vi, eu vi
Eu vi não me lembra aonde foi
Sucurilo ataca um boi
Eu vi não me lembra aonde foi
Eu vi a cegonha, voando pra cá,
cuidado menino, ela quer te pegar.
Eu vi a cegonha, voando pra cá,
o voando prá cá, e voando, pra lá
eu vi a cegonha, voando pra cá,
o cegonha danada, ela quer me pegar.
Eu vi a cegonha, voando pra cá,
cuidado menino, ela quer te pegar.
Eu vi a cegonha, voando pra cá,
Eu vi sinho, eu vi sinha,
o menino pulava pra quí,
o menino pulava pra cá.
Eu vi sinho, eu vi sinha,
e lá no cais da bahia,
eu vi mintirinha jogar.
Eu vi sinho, eu vi sinha,
e lá no cais da bahia,
eu vi mestre silas jogar.
Eu vi sinho, eu vi sinha,
e lá no cais da bahia,
eu vi paulão jogar
Eu viajo pelo mundo
no toque do berimbau
vou jogando a capoeira
de angola e regional
eu viajo pelo mundo
no toque do berimbau
no toque do berimbau
no toque do berimbau
eu viajo pelo mundo
no toque do berimbau
ele cura feria e
me livra do meu mal
eu viajo pelo mundo
no toque do berimbau

-F-

Eu vi a Cutia com coco no dente,
com coco no dente com coco no dente.
Eu vi a Cutia com coco no dente,
Comendo farinha, olhando pra gente.
Eu vi a Cutia com coco no dente,
com coco no dente com coco no dente.
Eu vi a Cutia com coco no dente,
Comendo farinha, olhando pra gente.
Eu vi a Cutia com coco no dente,
com coco no dente com coco no dente.
Eu vi a Cutia com coco no dente,
Faca de ponta quer lhe furar
Cuidado moço que o negro quer lhe pegar
Faca de ponta quer lhe furar
Cuidado moço que o negro quer lhe pegar
Esse negro mandingueiro tá lhe armando uma emboscada
Espera você passar sozinho pela estrada
Escondido numa moita
Com sua faca amolada
Faca de ponta quer lhe furar
Cuidado moço que o negro quer lhe pegar
No toque do berimbau
o jogo é alei do cão
o negro levou rasteira
na roda caiu no chão
Agora jura vingança
Com sua faca na mão
Faca de ponta quer lhe furar
Cuidado moço que o negro quer lhe pegar
Berimbau tocou São Bento
Hoje o jogo é pra valer
Se você não der no negro
Ele vai dar em você
Faca de ponta quer lhe furar
Cuidado moço que o negro quer lhe pegar
Mas você é capoeira
E tem que usar mandinga
No molejo da esquiva
Pra que a faca não te atinja
Faca de ponta quer lhe furar
Cuidado moço que o negro quer lhe pegar
Quatro domingos de outubro
Quatro domingos de outubro
tem festa da padroeira
tem camelô vendendo argola
tem beata rezadeira
e no meio da pracinha
tem roda de capoeira
pau pau, madeira pra lenha
são quatro domingos de roda da Penha
pau pau, madeira pra lenha
vem chegando a roda da Penha
pau pau, madeira pra lenha
quando chega o mês de outubro
você tem que preparar
reza pro santo, acende vela
pra pode ir lá jogar
pau pau, madeira pra lenha
vem chegando a roda da Penha
pau pau, madeira pra lenha
vem gente pagar promessa
vem gente prá passear
eu que sou capoerista
vou pra roda jogar
pau pau, madeira pra lenha
quatro domingos de roda na Penha
pau pau, madeira pra lenha
faca de tucum
matou besouro mangangá
diz à história que mataram seu besouro
foi lá na bahia, santo amaro em salvador
morreu deitado dentro de rede de corda
de nada valeu mandinga
da tradição não se salvou
faca de tucum
matou besouro mangangá
corpo fechado, magia com reza forte
da vida não levava lição de ninguém
cordão de ouro
também chamado besouro
hoje joga capoeira
com os mestres do além
faca de tucum
matou besouro mangangá
dormi sonhando
com o berimbau tocando
vejo roda com besouro e paraná
fico lembrando desses mestres do passado
sinto um desejo danado
de capoeira jogar
faca de tucum
matou besouro mangangá
Cai a chuva, vêm o vento
Corre agua da pedreira
Cai a folha do coqueiro
Cai a manga na magueira
Só não cai filho de bimba oi ia ia
Que é bamba de capoeira
O seguro menino o som vai subir
Filho de bimba não pode cair
Oi cuidado menino jogo vai subir
Iniciante, eu entendo a euforia
Logo que você entrou nessa academia
Tenho bem mais tempo e essa arte ainda me
encanta
Mas água demais, até mesmo, mata a planta
Oi devagar se chega lá
Devagar se chega lá
Devagar se chega lá
Devagar se chega lá
Primeiro passo de um longo caminho
Vá devagar, vá bem devagarinho
Fogo de palha acaba logo, isso é um fato
E é de grão em grão que a galinha enche o
papo
Oi, devagar se chega lá
Devagar se chega lá
Devagar se chega lá
Devagar se chega lá
Tá com pressa de chegar
Devagar se chega lá
faca de tucum
matou besouro mangangá
diz à história que mataram seu besouro
foi lá na bahia, santo amaro em salvador
morreu deitado dentro de rede de corda
de nada valeu mandinga
da tradição não se salvou
faca de tucum
matou besouro mangangá
corpo fechado, magia com reza forte
da vida não levava lição de ninguém
cordão de ouro
também chamado besouro
hoje joga capoeira
com os mestres do além
faca de tucum
matou besouro mangangá
dormi sonhando
com o berimbau tocando
vejo roda com besouro e paraná
fico lembrando desses mestres do passado
sinto um desejo danado
de capoeira jogar
faca de tucum
matou besouro mangangá
Quatro domingos de outubro
Quatro domingos de outubro
Tem festa da padroeira
Tem camelô vendendo argola
Tem beata rezadeira
E no meio da pracinha
Tem roda de capoeira
Pau pau, madeira pra lenha
São quatro domingos de roda da penha
Pau pau, madeira pra lenha
Vem chegando a roda da penha
Pau pau, madeira pra lenha
Quando chega o mês de outubro
Você tem que preparar
Reza pro santo, acende vela
Pra pode ir lá jogar
Pau pau, madeira pra lenha
Vem chegando a roda da penha
Pau pau, madeira pra lenha
Vem gente pagar promessa
Vem gente prá passear
Eu que sou capoerista
Vou pra roda jogar
Pau pau, madeira pra lenha
Quatro domingos de roda na penha
Pau pau, madeira pra lenha
Cai a chuva, vêm o vento
Corre agua da pedreira
Cai a folha do coqueiro
Cai a manga na magueira
Só não cai filho de bimba oi ia ia
Que é bamba de capoeira
O seguro menino o som vai subir
Filho de bimba não pode cair
Oi cuidado menino jogo vai subir
Iniciante, eu entendo a euforia
Logo que você entrou nessa academia
Tenho bem mais tempo e essa arte ainda me
encanta
Mas água demais, até mesmo, mata a planta
Oi devagar se chega lá
Devagar se chega lá
Devagar se chega lá
Devagar se chega lá
Primeiro passo de um longo caminho
Vá devagar, vá bem devagarinho
Fogo de palha acaba logo, isso é um fato
E é de grão em grão que a galinha enche o
papo
Oi, devagar se chega lá
Devagar se chega lá
Devagar se chega lá
Devagar se chega lá
Tá com pressa de chegar
Devagar se chega lá
O facão bateu em baixo
o capoeira subiu
o facão bateu em baixo
o capoeira subiu

-G-

Bentivi jogou
Gamelera no chão
Bentivi jogou
Gamelera no chão
Jogo que eu vi
Gamelera no chão
Jogo jogou
Gamelera no chão
Mas como é linda nossa Capoeira
Mas como é linda nossa Capoeira
Oh ginga, ginga menina
Eu quero ver, você jogar
Eu quero ver, você jogar
Eu quero ver, você jogar
Eu quero ver, você jogar
Mas essa beleza
foi deus quem me deu
Mas essa beleza
foi deus quem me deu
Olha eu vi Januaria
Olha eu vi Januaria
Olha eu vi na Bahia
em Salvador
Mas eu vi lá em Minas
lá em Belô
Se você quer ver
esta maravilha
Vem pro meu brasil
Vem pro meu brasil
Vem pro meu brasil
É quem tem pra te dar
Vem pro meu brasil
Vem pro meu brasil
Vem pro meu brasil
É quem tem pra te dar
Oh ginga
Ginga, ginga menina
Eu quero ver, você jogar
Eu quero ver, você jogar
gunga é meu, é meu, é meu
Gunga é meu, gunga é meu
gunga é meu, é meu, é meu
gunga é meu, gunga é meu
gunga é meu foi meu pai que meu deu
gunga é meu, gunga é meu
o gunga é forte o esse gunga é meu
gunga é meu, gunga é meu
gunga é meu eu não dou a ninguem
gunga é meu, gunga é meu

-H-

Hê, hê, hê, hê
Hê, hê, hê, hê
eu venci a batalha de camujerê
hê, hê, hê, hê
eu venci a batalha não posso morrer
hê, hê, hê, hê
capoeira de angola me ajudou a vencer
hê, hê, hê, hê
Olha pega a beriba e começa a tocar
pandeiro, atabaque não pode faltar
no jogo ligeiro que lá na bahia
aprendi a jogar
meia-lua, rasteira, martelo e pisão
solta a mandinga conforme a razão
na reza cantada pede proteção
e hoje tem capoeira
no toque da viola chega pra roda
e vamos jogar
o meu mestre foi bimba
negro mandingueiro com quem esta arte
aprendi a jogar
já joguei na ribeira
no pé da ladeira na beira do mar
pula daqui, joga pra lá
discípulo de bimba
chegou pra jogar
e hoje tem capoeira
no toque da viola chega pra roda
E vamos jogar
olha pega a beriba e começa a tocar
pandeiro, atabaque não pode faltar
no jogo ligeiro que lá na bahia
aprendi a jogar
e hoje tem capoeira
no toque da viola chega pra roda
e vamos jogar
horácio do mato por ser malcriado chegou na
bahia morreu,
balão subiu, balão desceu,
horácio do mato por ser malcriado chegou na
bahia morreu,
balão subiu, balão desceu,
horácio do mato por ser malcriado chegou na
bahia morreu,
balão subiu, balão desceu,
horácio do mato por ser malcriado chegou na
bahia morreu,
balão subiu, balão desceu

-I-

Quando o meu mestre se foi
Toda a bahia chorou
Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio
Oi menino comigo aprendeu (2x)
Aprendeu a jogar capoeira aprendeu
Quem me ensinou já morreu (2x)
O seu nome esta gravado
Na terra onde ele nasceu
Salve o mestre bimba
A bahia de maré
Salve o mestre que me ensinou
A mandinga de bater com o pé
Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio
Mandingueiro
Venho de malé bolência
Era ligeiro o meu mestre
Que jogava conforme a cadência
No bater do berimbau
Salve o mestre bimba
Criador da regional
Salve o mestre bimba
Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio
Aprendeu meia- lua aprendeu
Oi martelo, rabo- de- arraia
Jogava no pé da ladeira
Muitas vezes na beira da praia
Salve são salvador
A bahia de maré
Salve o mestre que me ensinou
A mandinga de bater com o pé
Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio
Quando meu mestre se foi
Toda a bahia chorou
Iaia ioio
Iaia ioio iaia ioio
Imbirimba é pau é madeira
Madeira de maçaranduba
madeira de jacaranda
imbirimba é pau é madeira
madeira pra tocar
imbirimba é pau é madeira
madeira pra tocar
imbirimba é pau é madeira
Iê parana
Parana parana iê parana
iê parana
É para boa maneira
iê parana
Quero ouvir vocês cantar
iê parana
Meia lua e rasteira
iê parana
Na roda de capoeira
iê parana
Parana parana iê parana
iê parana
Parana parana iuâ parana
iê parana
Quero ver vocês jogar parana
iê parana
Meu para parana iê parana
iê parana
Meu para é melhor que você parana
iê parana
E o coro vai ajudar parana
iê parana
Terra boa de morar parana
iê parana
Terra que você planta dar parana
Se você faz um jogo ligeiro
Dá um pulo pra lá e pra cá
Não se julgue tão bom capoeira
Que a capoeira não é tão vulgar
Para ser um bom capoeirista
Pra ter muita gente que lhe dè valor
Você tem que ter muita humildade
Tocar instrumentos, ser um bom professor
O capoeira faz chula bonita
Canta um lamento com muito emoção
Quando vê seu mestre jogando
Sente alegria no seu coração
Ele joga angola miudinho
Se a coisa esquenta não corre do pau
Tem amigos por todos os lados
Um grande sorriso também não faz mal
Isso é coisa da gente,
Ginga pra lá e pra cá
Mexe o corpo ligeiro,
A mandinga não pode acabar
Isso é coisa da gente,
Ginga pra lá e pra cá
Mexe o corpo ligeiro,
A mandinga não pode acabar
Isso é coisa da gente,
Ginga pra lá e pra cá

-J-

Jogador, jogador
Jogador de capoeira
Jogador, jogador
Jogue e não faça besteira
Jogador, jogador
Jogador de capoeira
Jogador, jogador
Jogar capoeira de angola
Não é brincadeira
Menino vem ver lelê
Com a cabeça no chão
Vai saindo de aú
Completando rolê
Jogar capoeira de angola
Não é brincadeira
Menino vem ver lelê
Com a cabeça no chão
Vai saindo de aú
Completando rolê
Eu fui lá no cais da bahia
Jogar capoeira
Lembrei de pastinha de seu aberê lelê
Capoeira de angola
Não é brincadeira menino vem ver
Jogar capoeira de angola
Não é brincadeira
Menino vem ver lelê
Com a cabeça no chão
Vai saindo de aú
Completando rolê
Porquinho sempre falou
Solte o corpo menino
Deixe de falar
Tem que ter sentimento
Para capoeira de angola jogar
Jogar capoeira de angola
Não é brincadeira
Menino vem ver lelê
Com a cabeça no chão
Vai saindo de aú
Completando rolê
Você diz que entra na roda
Com ginga de corpo sabe balançar
Tem que ser mandingueiro
Para capoeira de angola jogar
Lá na mata escura, o galo cacarejou
Nessa roda mandingueira o jogo arrepiou
Lá na mata escura, o galo cacarejou
Nessa roda mandingueira o jogo arrepiou
O lê lêo, o jogo arrepiou
O lê lêo, o jogo arrepiou
Quem não quer melar o dedo, não come do
vatapá
Quem não tem o couro grosso nessa roda vai
sobrar
Quem não quer melar o dedo, não come do
vatapá
Quem não tem o couro grosso nessa roda vai
sobrar
O lê lêo, o jogo arrepiou
O lê lêo, o jogo arrepiou
Lá na ilha de luanda
Lá na ilha de luana
Pescador ja vem do mar
Vem trazendo bom pescado
Graças á velha que anda
Iemanjá, nossa rainha do mar
No jogo da basula
Negro vai te derrubar
Cuidado menino,
Pescador já vem do mar
No jogo da basula
Negro vai te derrubar
Pescador tem tradição
Para seu filho ensinar
Vem trazendo bom pescado
Para mucequa prepara
No jogo da basula
Negro vai te derrubar
Do tronco do imbondeiro
Faz- se casa para morar
jogo de dentro, jogo de fora
jogo bonito este jogo de angola
jogo de dentro, jogo de fora
valha-de deus, minha nossa senhora
jogo de dentro, jogo de fora
capoeira bonita, capoeira de angola
jogo de dentro, jogo de fora

-L-

Bem-te-vi vuô, vuô
bem-te-vi vuô, vuô, deixa voar
lá lauê lauê lauê lauá
lá lauê lauê lauê lauá
que som o que arte e essa de luta e
brincadeira
que roda maravilhosa e essa é o capoeira sul
da bahia
em cada som em cada toque em cada ginga
tem um estilo de jogo
em cada som em cada toque em cada ginga
tem um estilo de jogo
lauê lauê lauá
lá lauê lauê lauê lauá
lá lauê lauê lauê lauá
E laça o boi vaqueiro,
esse boi quer me pegar.
Laça o boi vaqueiro
na ladeira do curral.
Laça o boi vaqueiro
esse boi quer me matar.
Laça o boi vaqueiro
Lá na bahia
Corre água sem chover
Lá na bahia
Corre água sem chover
A água doce do coco é doce
Eu também quero beber
Á água do coco é doce
Eu também quero beber
Na fazenda estiva
Nas terras de jacobina
Comecei a capoeira
Do famoso mestre bimba
E foi morar lá no bairro da lapinha
Conhecendo velhos mestres
Valdemar e seu traíra
Lá na bahia
Corre água sem chover
Treinou sequência
Fez cintura desprezada
Jogo duro esquenta banho
Junto da rapaziada
Depois de duro trabalho
Depois de muito treinar
Veio pro rio de janeiro
Lá na bahia
Corre água sem chover
Lava, lava, lavadeira
A roupa do capoeira
Porque hoje é domingo
Amanhã segunda feira
Hoje a festa é no bonfim
Amanhã é na ribeira
Oi, vai ter roda de samba
E jogo de capoeira
Moleque, tome cuidado
Com o tombo da ladeira
Sua roupa está limpa
Coitada da lavadeira
Lava, lava, lavadeira
A roupa do capoeira
Iêê là vai viola
Tin , tin , tin , tin la vai viola
Mas que jogo bonito esse jogo de angola
Tin , tin , tin , tin la vai viola
Iêê là vai viola
Tin , tin , tin , tin la vai viola
Viola meu bem viola
Tin , tin , tin , tin la vai viola
Lá vem vindo, lá vem só
É Capoeirista, com a força maior
Lá vem vindo, lá vem só
A força divina com a força maior
Lá vem vindo, lá vem só
Le la lae lae la
La lae lae la
Le le le le la la
Le la lae lae la
La lae lae la
Le le le le la la
Berimbau chamou pro jogo
Pandeiro me respondeu
O atabaque já entrou
Mestre bimba apareceu
La lae lae la
Le la lae lae la
La lae lae la
Le le le le la la
Manoel dos reis machado
Criador da regional
Espalhando pelo mundo
Essa cultura national
La lae lae la
Le la lae lae la
La lae lae la
Le le le le la la
Lá no cais se batizou
A capoeira regional
Espalhando pelo mundo
Essa arte marcial
La lae lae la
Le la lae lae la
La lae lae la
Le le le le la la
La lae lae la
Le la lae lae la
La lae lae la
Le le le le la la
Lembra ê, lembra
lembra do barro vermelho
lemba ê, o lemba
lembra do vermelho barro
lemba ê, o lemba
leva morena me leva
Me leva pro seu bangalo
oi me leva morena
Me leva que hoje faz frio amanha faz calor
leva morena me leva
Me leva pro seu bangalo
oi me leva morena
Me leva que sou capoeira ja disse que sou
leva morena me leva
Me leva pro seu bangalo
oi me leva morena
Me leva me faz um denguinho me leva que eu
vou
leva morena me leva
Me leva pro seu bangalo
oi me leva morena
Me leva eu sou capoeira de sao salvador
leva morena me leva
Me leva pro seu bangalo
morena faceira danada
Me leva pra baixo do seu cobertor
leva morena me leva
Me leva pro seu bangalo
oi me leva morena faceira eu sou capoeira me
leva que eu vou
leva morena me leva
Me Leva Pro Seu Bangalo
Ó ligeiro, ó ligeiro
parana
eu tambem sou ligeiro
parana
ó ligeiro, ó ligeiro
parana
O luanda é mundeu
O luanda é para
O teresa canta sentada
Idalina canta de pé
E lá no cais da bahia
Na roda de capoeira
Não tem lelé não tem nada
Não tem lelé nem lalá
O laé laé lá
O lelé
O lalaé laé lá
O lelé
O lalaée lalaée lalaée la la e la
O lalaée lalaée lalaée la la e la
O lalaée lalaée lalaée la la e la
O lalaée lalaée lalaée la la e la
Oh laé
La la e la
Oh laé
La la e la
La-a-a laauê, laauê, laauê, laauâ
Em cada mão, em cada pé, em cada ginga,
O estilo de jogo
Em cada mão, em cada pé, em cada ginga,
O estilo de jogo
Laauê laauê laauâ
Ô, luanda ê pará
Oi tereza canta sentada
Oi idalina samba de pé
Oi lá no cais da bahia
Na roda de capoeira
Não tem lelê, não tem
Nada
Não tem lelê, nem lalá
Ô, laê, laelá
Ô, lelê
Ô, laê, laelá
Ô, lelê
Bem-te-vi vuô, vuô
bem-te-vi vuô, vuô, deixa voar
lá lauê lauê lauê lauá
lá lauê lauê lauê lauá
que som o que arte e essa de luta e
brincadeira
que roda maravilhosa e essa é o capoeira
mandinga
em cada som em cada toque em cada ginga
tem um estilo de jogo
em cada som em cada toque em cada ginga
tem um estilo de jogo
lauê lauê lauá
lá lauê lauê lauê lauá
lá lauê lauê lauê lauá
Lá vai, la vai, o sol,
e por cima do morro vai o sol.
Lá vai, la vai, o sol
e por cima do morro vai o sol.
Lá vai, la vai, o sol
olha sol, olha o sol, olha o sol, olha o sol.
Lá vai, la vai, o sol
e por cima do morro vai o sol.
Lá vai, la vai, o sol
Quando eu toco meu pandeiro, iaiá
No terreiro de jesus
Quando eu toco meu pandeiro
No terreiro de jesus
Eu me lembro de mestre bimba
Ajoelhado ao pé da cruz
Eu me lembro de mestre bimba
Ajoelhado ao pé da cruz
A capoeira
De bimba
A regional
De bimba
São bento grande
De bimba
Ajoelhado ao pé da cruz
A desprezada
De bimba
Toque de iúna
De bimba
A cavalaria
De bimba
Mestre bimba foi maior
Êh, êh, êh
Mestre bimba foi maior, camará
Êh, êh, êh
Mestre bimba foi maior
No brasil tem uma luta
Que todo mundo da valor
Todas podém aprender,
Ser general tambem doutor, capoeira
O lelé o lalá
O lelé o lelé o lelé o lalalá
Capoeira
O lelé o lalá
O lelé o lelé o lelé o lalalá
Praticado na senzala,
No tempo do escravidao
Capoeira hoje é esporte,
Parte do educaçao, capoeira

-M-

Mas se chorei, chorei por ela,
ela de nada me adiantou.
Mas se chorei, chorei por ela,
ela de nada me adiantou.
Essa mulher muito valia em minha vida,
hoje ela é uma sofrida,
porque sempre me chutou,
e eu cansado, de levar tapa na cara,
dessa nega descarada,
que um dia me beijou,
mas se chorei, chorei por ela,
ela de nada me adiantou.
Pois o seu nome,
esta gravado em minha mente,
uma história era recente,
hoje já se apagou,
mas e agora,
o que interessa na minha vida,
é curar essa ferida,
que a nega me deixou.
Mas se chorei, chorei por ela,
ela de nada me adiantou.
Mas só que um dia,
quando isso se acabar,
a nega vai se lembrar,
de tudo que ela me fez,
ai então,
vou dar a volta por cima,
vou mostrar pra essa menina,
que o encanto se desfez.
Mas se chorei, chorei por ela,
ela de nada me adiantou.
Mas se chorei, chorei por ela,
ela de nada me adiantou.
Mas se chorei, chorei por ela,
ela de nada me adiantou.
capoeira capú
maculelê maracatú
e não é karaté nem tambem kung-fu
maculelê maracatú
oi eu fui na bahia comer carurú
maculelê maracatú
mas comer carurú, vatapá com angú
maculelê maracatú
capoeira capú
maculelê maracatú
meu filho quando nascer
vou perguntar a parteira
o que é que meu filho vai ser
o meu filho vai ser capoeira
capoeira capú
maculelê maracatú
Madeira de maçaranduba
madeira de jacaranda
imbirimba é pau é madeira
madeira pra tocar
imbirimba é pau é madeira
madeira pra tocar
imbirimba é pau é madeira
Ê mãinha
E madrugada eu vou pro mar
Navegando pro horizonte
No reino de lemanjá
Ê mãinha
E madrugada eu vou pro mar
É maré cheia
Tempestade sem parar
Peço a deus que me proteja
Do mistério desse mar
Ê mãinha
E madrugada eu vou pro mar
Peço a deus que me proteja
Do mistério desse mar
O mandingueiro
Que chegou de velejar
Pede licença pro mestre
Reza prá seu orixá
A roda já está formada
O jogo vai começar
Ê mãinha
E madrugada eu vou pro mar
Navegando pro horizonte
No reino de lemanjá
Nome do pai
Berimbau chama prá jogar
Roda pião de cabeça
Rasteira prá derrubar
Meia- lua e cabeçada
Você tem que mandingar
Ê mãinha
E madrugada eu vou pro mar
Iê madalena rojão, bota lenha no fogão,
Para fazer armação
Hoje é dia de sol, alegria de coiôte, é curtir o
verão
Iiiê te te te te te tee iê
Te te te te te teiâ
Iiiê te te te te te tee iê
Te te te te te teiâ
É so prestar atenção, que essa luta brasileira
Capoeira meu irmão.
É so prestar atenção, que essa luta brasileira
Capoeira meu irmão.
Vem magalenha rojão, traz a lenha pro fogão,
vem fazer armação.
Hoje é um dia de sol, alegria de coió, é curtir o
verão.
(women)…same as above…
Vem magalenha rojão, traz a lenha pro fogão,
vem fazer armação.
Hoje é um dia de sol, alegria de coió, é curtir o
verão.
Te te te te te te
te te te te te te
te te te te te te
Vem magalenha rojão, traz a senha pro fogão..
Te te te coração.
Hoje é um dia de sol, alegria de xodó, meu
dever de verão.
(women)… Same as above…
Vem magalenha rojão, traz a senha pro fogão..
Te te te coração.
Hoje é um dia de sol, alegria de xodó, meu
dever de verão.
Te te te te te te
te te te te te te
te te te te te te
te te te te te te
O calangulango, do calango da pretinha, to
cantando essa mudinha pra senhora se
lembrar, daquele tempo que vivia lá na roça
com uma filha na barriga e outra filha pra cria.
(women)… Same above
calangulango, do calango da pretinha, to
cantando essa mudinha pra senhora se
lembrar, daquele tempo que vivia lá na roça
com uma filha na barriga e outra filha pra cria.
Calangulango, do calango da pretinha, to
cantando essa mudinha pra senhora se
lembrar, daquele tempo que vivia lá na roça
com uma filha na barriga e outra filha pra cria.
Te te te te te te
te te te te te te
te te te te te te
Vem magalenha rojão, traz a senha pro fogão..
Te te te coração.
Hoje é um dia de sol, alegria de xodó, meu
dever de verão.
(women)… Same as above.. Vem magalenha
rojão, traz a senha pro fogão.. Te te te coração.
Hoje é um dia de sol, alegria de xodó, meu
dever de verão.
Te te te te te te
te te te te te te
te te te te te te
Tira a cobra do caminho
Meu senhor são bento
Meu senhor são bento
Meu senhor são bent
Esse nego é danado
Esse nego é violento
Tira a cobra do caminho
Meu senhor são bento
Jararaca deu um bote
Bem na perna do jumento
Tira a cobra do caminho
Meu senhor são bento
Já perdi uma vaquinha
Agora foi meu jumento
Tira a cobra do caminho
Meu senhor são bento
Ainda mas eu
Que só um péssimo elemento
Tira a cobra do caminho
Meu senhor são bento
A mulher e a cobra
São dois bichos peçonhentos
Tira a cobra do caminho
Meu senhor são bento
Abandonei a minha noiva
No dia do casamento
Tira a cobra do caminho
Meu senhor são bento
Jararaca deu um bote
Nesse nego mal elemento
Tira a cobra do caminho
Meu senhor são bento
Esse jogo é manhoso
Esse jogo é violento
Tira a cobra do caminho
Meu senhor são bento
Ate mesmo jesus cristo
Teve muito sofrimento
Tira a cobra do caminho
Meu senhor são bento
A mulher quando não presta
Que barulho é esse é um tal de zum zum zum
que barulho é esse é um tal de zum zum zum
foi o manduca da praia que acabou de matar
um
foi o manduca da praia que acabou de matar
um
quando a policia chegou foi um tal de auê auê
quando a policia chegou foi um tal de auê auê
vamos embora seu moço que essa briga é pra
vale
vamos embora seu moço que essa briga é pra
vale
maré maré
maré da beira mar
maré maré
marc da beira rio
maré maré
maré da beira do mangue
maré maré
maré da beira do lago
marinheiro sô
eu não sou daqui
marinheiro sô
eu não tenho amor
marinheiro sô
eu sou da bahia
marinheiro sô
de são salvador
marinheiro sô
o marinheiro marinheiro
marinheiro sô
quem te ensinou a nadar
marinheiro sô
o foi o tombo do navio
marinheiro sô
o foi o balanço do mar
marinheiro sô
la vem la vem
marinheiro sô
ele vem faceiro
marinheiro sô
todo de branco
marinheiro sô
com seu bonezinho
marinheiro sô
Me ensina, me ensina,
a jogar a capoeira,
me ensina, me ensina, (2x)
a jogar a capoeira,
olha o jogo, do gato,
meia lua e a rasteira.
Me ensina, me ensina, (2x)
a jogar a capoeira,
isso é mentira, nem também é brincadeira,
essa luta de expressão, é chamada capoeira.
Me ensina, me ensina, (2x)
a jogar a capoeira,
é no toque do berimbau, que eu jogo a
capoeira,
e de dia, de noite, eu derrubo na rasteira.
Me ensina, me ensina, (2x)
a jogar a capoeira,
quanto mais você me ensina, mais eu quero
aprender,
não me importa se é capoeira, ou então
maculelê.
Me ensina, me ensina, (2x)
a jogar a capoeira
Menina bonita quem foi que falou
que meu coração vive sem seu amor
menina bonita quem foi que falou
que meu coração vive sem seu amor
o menina, o menina, menina bonita menina
o menina, o menina, menina bonita menina
Menino ligeiro
A pe bateu
meia-lua passou
pra entra nessa roda menino ligeiro tem que
ter valor
a pe bateu
meia-lua passou
pra entra nessa roda menino ligeiro tem que
ter valor
tocar berimbau
le, le
que eu vou ensinar
ia, ia
soltei meia-lua fica de perna proa
Quando chego no mercado modelo, modelo
na festa do amanhecer
a morena começa a chamar
perguntando, negão que vai fazer
eu sou capoeira
e maculêlê
la, la, lauá
la, la, lauê
lauê
la, la, lauá
la, la, lauê
No mercado modelo
Tem acarajé
No Mercado modelo
Tem acarajé
Io io io modelo
Io io io modelo
Mestre bimba se foi
Mestre bimba se foi
Mestre bimba se foi
Mestre bimba se foi para o céu
Mestre bimba se foi
Mestre bimba se foi
Mestre bimba se foi
Mestre bimba se foi para o céu
Mestre bimba se foi
Está jogando angola com pastinha
No berimbau com aberre
Cantando com valdemar
Ensinando a mucungê
Mestre bimba se foi
Mestre bimba se foi
Mestre bimba se foi para o céu
Mestre bimba se foi
Quando eu falo de mestre bimba
Eu sinto o corpo arrepiar
Vejo o dia escurecer
Vejo a noite clarear
Mestre bimba se foi
Mestre bimba se foi
Mestre bimba se foi para o céu
Mestre bimba se foi
O nome de mestre bimba
Pra sempre será louvado
Porque foi bom capoeirista
Homem muito respeitado
Mestre bimba se foi
Mestre bimba se foi
Mestre bimba se foi para o céu
Mestre bimba se foi
No cantar de um pássaro
Criou um jogo bem bonito
Deve estar jogando agora
Numa roda no infinito
Mestre bimba se foi
Mestre bimba se foi
Mestre bimba se foi para o céu
Mestre bimba se foi
O meu amor disse vamos se embora,
olha vamos se embora,
se embora meu bem,
vamos a pé,
vamos de ônibus,
ou vamos nos no balanço do trem.
Tenênêm, tenênêm, tenênêm,
vamos nos no balanço do trem
tenênêm, tenênêm, tenênêm,
vamos nos no balanço do trem
tenênêm, tenênêm, tenênêm,
o meu amor disse vamos se embora,
olha vamos se embora,
se embora meu bem,
vamos a pé,
vamos de ônibus,
ou vamos nos no balanço do trem.
Tenênêm, tenênêm, tenênêm,
vamos nos no balanço do trem
tenênêm, tenênêm, tenênêm,
o trem já partiu mas está tudo bem.
Tenênêm, tenênêm, tenênêm,
Mas era de manhã
Lá no mercado
E o tempo nublado
O dia clarear
Vai berimbau tocar
Vai na roda de lá
Oh lá vai capoeira
No pé da ladeira
E na beira do mar
Coro:
Meu berimbau está tocando
Até o dia clarear
Se não clareou, seu moço,
Vai clarear
Meu berimbau
Instrumento genial
Meu berimbau
Você é fenomenal!
Meu berimbau
Instrumento genial
Meu berimbau
Você é fenomenal!
Berimbau,
Instrumento que tem som
Toca a paz e toca a guerra
E também chula de amor
Entro na roda
Logo vou me encaminhando
Com a baqueta e arruela
A minha chula eu vou cantando
Meu berimbau
Instrumento genial
Meu berimbau
Você é fenomenal!
Meu berimbau
Instrumento genial
Meu berimbau
Você é fenomenal
Meu mestre me disse um dia,
menino preste atenção,
vou lhe ensinar a capoeira,
tenha muita devoção,
a capoeira é uma arte,
que aprende de coração,
a capoeira se faz com o tempo,
e esse tempo vai demorar,
vai crescendo bem treinado,
pro seu corpo aprimorar,
minha vida é capoeira,
mas eu sou capoiera,
olha a manha, a mandinga e oração,
capoeira é religião.
Olha a manha, a mandinga e oração,
capoeira é religião.
Olha a manha, a mandinga e oração
O brasil canta minha bahia
Mais só quem sabe é quem já foi lá um dia
Ir na ribeira
Ver regata no mar
Subir a colina sagrada
Prá oxalá abençoar
O brasil canta minha bahia
Mais só quem sabe é quem já foi lá um dia
Descendo o carmo
A ladeira do pelô
Tem a bica do pilar
Que santo antônio abençoou
O brasil canta minha bahia
Mais só quem sabe é quem já foi lá um dia
Em santo amaro da purificação
Nasceu o maculelê
Tem candomblé prá se ver
É terra tradição
O brasil canta minha bahia
Mais só quem sabe é quem já foi lá um dia
Já foi seu bimba
Pastinha e aberê
Valdemar do pero vaz
Popó do maculelê
O brasil canta minha bahia
Mais só quem sabe é quem já foi lá um dia
Miudinho não é angoloa, miudinho não é
regional
miudinho é um jogo manhoso, é um jogo de
dentro, é um jogo legal
miudinho não é angoloa, miudinho não é
regional
miudinho é um jogo manhoso, é um jogo de
dentro, é um jogo legal
foi se embora de sua terra
em são paulo ele foi morar
trabalhava de noite e de dia
não tinha descanço nem pra respirar
hoje em dia tá tudo mudado
meu mano pode acreditar
ele é o mestre bom e querido
em toda brasil onde ele chegar
ele é o mestre suassuna
jogador de angola e regional
criador do estillo miudinho
esse jogo manhoso que vem praficar
miudinho não é angoloa, miudinho não é
regional
miudinho é um jogo manhoso, é um jogo de
dentro, é um jogo legal
pra entrar nessa roda (jogo) de bamba
tem que ter molejo saber mandinga
tem que tá com seu corpo fechado
tem que tá de bem com seus orixas
miudinho não é angoloa, miudinho não é
regional
miudinho é um jogo manhoso, é um jogo de
dentro, é um jogo legal
capoeira saiu de itabuna
em são paulo virou tradição
já se foi mestre bimba e pastinha
mas e o suassuna ainda não foi não
miudinho não é angoloa, miudinho não é
regional
miudinho é um jogo manhoso, é um jogo de
dentro, é um jogo legal
ele tem capoeira no peito
meu mano pode acreditar
cordão de ouro é sua escola
de dia e de noite ele vai me ensinar
miudinho não é angoloa, miudinho não é
regional
miudinho é um jogo manhoso, é um jogo de
dentro, é um jogo legal
Moça bonita,
Vê se não chora
Eu vou embora
Com meu berimbau viola
Moça bonita,
Vê se não chora
Eu vou embora
Com meu berimbau viola
Eu vou embora, mas vou voltar
Quem sabe um dia agente vai poder se amar
Moça bonita,
Vê se não chora
Eu vou embora
Com meu berimbau viola
O gunga marca, o médio dobra
E olha aí a revirada do viola
Moça bonita,
Vê se não chora
eu vou embora
Com meu berimbau viola
O meu viola tem harmonia
Pro capoeira ele passa energia
Moça bonita,
Vê se não chora
Eu vou embora
Com meu berimbau viola
O meu viola é de biriba
Foi um presente que eu ganhei de mestre
bimba
Moça bonita,
Vê se não chora
Eu vou embora
Com meu berimbau viola
Sou capoeira, sou mandigueiro
Com meu viola já rodei o mundo inteiro
Moça bonita,
Vê se não chora
Eu vou embora
Com meu berimbau viola
Lá em cima da janela
da janela do sobrado
Tinha uma moça chorando
Chorando pra se acabar
Por causa do Cordão de Ouro
Ai meu bem, que o ladrão tinha roubado
Mas não chore dona moça
Que o ladrão já tá sendo procurado
Quem pegar este ladrão
Oi, ai, ai! Será bem recompensado
Dou um berimbau maneiro
Ai, Ai, Ai! Dou um gunga ritmado
Oi Chiquinho ê, oi Chiquinho a
Oi a menina de outro mandou me chamar
Oi Chiquinho ê, oi Chiquinho a
Oi na volta que o mundo deu
E na volta que o mundo dá
Oi Chiquinho ê, oi Chiquinho a
(oi) é tu que é moleque
Moleque é tu
É tu que é moleque
Moleque é tu
Cala boca, moleque
Moleque é tu
Oi que eu te bato, moleque
Moleque é tu
Eu te pego, moleque
Moleque é tu
Te castigo, moleque
Moleque é tu
Conforme a razão
Moleque é tu
Oi aqui tá o moleque
Moleque é tu
Quem me chamou de moleque
Moleque é tu
Eu te derrubo, moleque
Moleque é tu
Eu te jogo no chão
Moleque é tu
É você que é moleque
Moleque é tu
morena da cor de canela,
Cor da minha perdição,
Se eu soubesse do perigo,
Eu não lhe queira não,
Fiquei esperando o vento,
Você me deu vendaval,
Eu pedi chuva miúda,
Você se fez temporal,
Quando eu esperei silêncio,
Você se fez berimbau,
E me fez jogar mansinho,
Adiantando pra mandinga,
Me prendeu na sua teia,
Me envolveu na sua ginga
Me deixa morena me deixa, sair desse seu
bangalô,
Me deixa morena maldita, me dê volta a vida
que você tirou.
Me deixa morena me deixa, sair desse seu
bangalô,
Me ensina essa mandinga forte, que mudou a
sorte, desse
Cantador.
36.me deixa morena me deixa, sair desse seu
bangalô,
E eu que era bom de ginga, caí na mandinga,
que me enfeitiçou.
Me deixa morena me deixa, sair desse seu
bangalô,
Você sempre que vai eu deixo, me cobre de
beijo, e eu fico onde
Estou.
Me deixa morena me deixa, sair desse seu
bangalô,
Na mão da morena faceira, o bravo capoeira,
perdeu, se entregou.
Me deixa morena me deixa, sair desse seu
bangalô,
Me deixa morena, menina eu já dei minha vida
pelo seu amor.
Me deixa morena me deixa, sair desse seu
bangalô,
Morena maldita, me dê volta a vida que você
levou.

-N-

Na angola, na angola, tudo é diferente na
angola
Na angola, na angola, tudo é diferente na
angola
tudo é diferente n angola, tudo é diferente
n angola
na angola, na angola, tudo é diferente na
angola
Não me abandone, meu bem
Não vá embora
E não me troque por ninguém
Não me abandone, meu bem
Não vá embora
E não me troque por ninguém
O capoeira é um cabra muito forte
Que não tem medo da morte
E nem é de se lamentar
Mas quando sente o amargo da solidão
Dá uma dor no coração
E uma vontade de chorar
Não me abandone, meu bem
Não vá embora
E não me troque por ninguém
Um dia desses você disse que me amava
Mas você estava errada e machucou meu
coração
Agora eu vivo sozinho, desamparado
Com meu berimbau do lado
E vou cantando essa canção
Não me abandone, meu bem
Não vá embora
E não me troque por ninguém
Foi pra você que eu fiz essa canção
Pra tocar seu coração
E você não me escutou
Escute agora o que eu vou lhe dizer
Pois só largo a capoeira no dia em que eu
morrer
Não me abandone, meu bem
Não vá embora
E não me troque por ninguém
Na bahia tem dendê,
olha peixe com coco, chareu e dendê
na bahia tem dendê,
olha peixe com coco, chareu e dendê
na bahia tem dendê,
meu camarada venha ver a brincadeira,
o cara planta bananeira, nunca vi cara voar.
Já me falaram que essa luta é brasileira,
e se chama capoeira, eu também quero jogar.
Na bahia tem dendê,
olha peixe com coco, chareu e dendê
na bahia tem dendê,
olha peixe com coco, chareu e dendê
na bahia tem dendê,
o certo dia lá no mercado modelo,
eu comprei o meu pandeiro, atabaque e
berimbau.
Agora eu sei, que isso não é bricadeira,
que se chama capoeira, pode ser até mortal.
Na bahia tem dendê,
olha peixe com coco, chareu e dendê
na bahia tem dendê,
olha peixe com coco, chareu e dendê
na bahia tem dendê,
Nada bahia tem
Vou mandar buscar
Um berimbau de ouro
E ferro de engomar
Na bahia tem,
Vou mandar buscar
Um berimbau de ouro
E ferro de engomar
Na bahia tem petróleo
Tem cacao e tem dendê
Mas tambem tem capoeira
Basta tu ir lá pra ver
Nada bahia tem
Vou mandar buscar
Um berimbau de ouro
E ferro de engomar
Na volta que o mundo deu na volta que o
mundo da
Na volta que o mundo deu na volta que o
mundo da
quem viaja pelo mundo
tem historias pra contar
na volta que o mundo deu na volta que o
mundo da
fui aluno de besouro
besouro cordao de ouro
besouro de manganga
na volta que o mundo deu na volta que o
mundo da
ja jogou com seu pastinha
e tambem com parana
na volta que o mundo deu na volta que o
mundo da
quem nao pode com mandinga
nao carrega patua
na volta que o mundo deu na volta que o
mundo da
quem nao pode nao intima
deixa quem pode intima
na volta que o mundo deu na volta que o
mundo da
Na vida se cai
Se leva rasteira
Quem nunca caiu não é capoeira
Na vida se cai
Se leva rasteira
Quem nunca caiu não é capoeira
Na capoeira
Eu cresci com o passado
Desse tempo tão ligeiro
Rápido como um piscar
Ontem eu era um menino iniciante
Um capoeira errante
Mais não parei de treinar
Na vida se cai
Se leva rasteira
Quem nunca caiu não é capoeira
Eu caí sim
Eu caí me levantei
Tropecei caí de novo
Consegui me afirmei
Na vida se cai
Se leva rasteira
Quem nunca caiu não é capoeira
A vaidade é ruim pro capoeira
Faz ele se achar o bom
Não escapa da rateira
Nada tenho neste mundo, ai meu deus nada
tive a vida inteira,
só a emoção no peito, e o jogo da capoeira,
o meu deus muito obrigado pela capoeira eu
poder jogar,
oxalá seja louvado,
pela capoeira eu poder jogar.
Hoje está longe o passado
pela capoeira eu poder jogar.
O meu mestre respeitado
pela capoeira eu poder jogar.
Olha meu deus muito obrigado
pela capoeira eu poder jogar.
Pelo aú e “s” dobrado
pela capoeira eu poder jogar.
O meu mestre respeitado
Que navio é esse
que chegou agora
é o navio negreiro
com os escravos de angola
vem gente de cambinda
benguela e luanda
eles vinham acorrentados
pra trabalhar nessas bandas
que navio é esse
que chegou agora
é o navio negreiro
com os escravos de angola
aqui chegando não perderam a sua fé
criaram o samba
a capoeira e o candomblé
que navio é esse
que chegou agora
é o navio negreiro
com os escravos de angola
acorrentados no porão do navio
muitos morreram de banzo e de frio
Chibata na mão, capoeira no pé
pega este nego que é de nazaré
chibata na mão, capoeira no pé
pega este nego que é de nazaré
de nazaré, de nazaré
Nem tudo que reluz é ouro
nem tudo que balança cai
nem tudo que reluz é ouro
nem tudo que balança cai
cai cai cai cai
capoeira balança mas não cai
cai cai cai cai
batuqueiro balança mas não cai
cai cai cai cai
foi você quem me disse
que filho de bimba não cai
foi você quem me disse
que filho de bimba não cai
cai cai cai cai
capoeira balança mas não cai
cai cai cai cai
batuqueiro balança mas não cai
cai cai cai cai
eh menino chorou
nhem nhem nhem
eh menino chorou
nhem nhem nhem
porque não mamou
nhem nhem nhem
sua mãe tá na feira
nhem nhem nhem
ela ainda, não voltou
nhem nhem nhem
cala a boca menino
nhem nhem nhem
eh menino danado
nhem nhem nhem
eh menino malvado
nhem nhem nhem
chora menino
nhem nhem nhem
sua mãe foi a feira
nhem nhem nhem
foi compra memadeira
nhem nhem nhem
ela foi no cabula
nhem nhem nhem
foi compra jaca dura
nhem nhem nhem
No mundo só tem malícia,
no mundo só tem malícia,
e também muita ilusão,
na roda de capoeira,
tem que jogar com atenção,
para não escorregar,
ai meu deus e cair com a mão no chão,
pois agora eu vou pedir,
mas vou pedir a proteção.
Para todos capoeiras,
que vão jogar aqui no chão
proteção, proteção
para todos capoeiras.
Proteção, proteção
que vão jogar aqui no chão.
Proteção, proteção
para todos capoeiras.
Proteção, proteção
que todos eles são irmãos.
Proteção, proteção
aê aê aê
Le le le le le le le leo
Aê aê aê
Le le le le le le le leo
Tá no sangue da raça brasilera
capoeira
É da nossa cor!
Berimbau
É da nossa cor!
Atabaque
É da nossa cor!
E pandeiro
É da nossa cor!
Aê aê aê
Le le le le le le le leo
Aê aê aê
Le le le le le le le leo
no toque do berimbau,
no toque do berimbau,
atabaque e o pandeiro,
existiu lá na bahia,
negro velho mandingueiro,
mestre bimba ele morreu,
mas foi pro céu com deus morar,
hoje em dia na bahia,
ninguém para de falar,
que era um nego muito forte,
mandingueiro pra danar,
mas a morte foi cruel,
e o levou pra outro lugar.
Mas a morte,
faz sofrer, faz chorar,
o me lembrar de mestre bimba,
toda a bahia chora.
Mas a morte,
faz sofrer, faz chorar,
e na roda de capoeira,
dele sempre eu vou lembrar,
mas a morte,
faz sofrer, faz chorar

-O-

Oi sim sim sim
Oi não não não
Mas hoje tem amanhã não
Mas hoje tem amanhã não
Oi sim sim sim
Oi não não não
Mas hoje tem amanhã não
Olha a pisada de lampião
Oi sim sim sim
Oi não não não
Mas hoje tem amanhã não
Mas hoje tem amanhã não
Oi sim sim sim
Oi não não não
Olha a pisada de lampião
Olha a pisada de lampião
Oi sim sim sim
Oi não não não
Oi não não não
Oi sim sim sim
Oi sim sim sim
Oi não não não
Olhe nêgo sinhã
Esse nêgo e danado
Olhe nêgo sinhã
Esse nêgo é ligeiro
Olhe nêgo sinhã
Ele é capoeira
Olhe nêgo sinhã
Ele é da bahia
Olhe nêgo sinhã
Olho grande eu quebro com reza,
vou falando pra você.
Sei que o seu olho é grande,
mas não consegue me ver.
E vai tirando a mão,
do meu patuá,
que essa mandinga e forte,
e vai lhe derrubar.
Vai tirando a mão,
do meu patuá,
é do meu patuá,
é do meu patuá,
vai tirando a mão,
do meu patuá,
o seu aço não me corta,
ele nem pode cortar,
pois o aço que me cobre,
não vem do mesmo lugar.
E vai tirando a mão,
do meu patuá,
que essa mandinga e forte,
e vai lhe derrubar.
Vai tirando a mão,
do meu patuá,
é do meu patuá,
é do meu patuá,
vai tirando a mão,
do meu patuá,
manda a mandinga pra mim,
cuidado pode voltar,
sou guardado pela palha,
que cobre meu orixá.
E vai tirando a mão,
do meu patuá,
que essa mandinga e forte,
e vai lhe derrubar.
Vai tirando a mão,
do meu patuá,
é do meu patuá,
é do meu patuá,
vai tirando a mão,
do meu patuá,
eu vou lhe encontrar na roda,
ai meu deus porque volta o mundo dá,
mas quem hoje está por cima,
amanhã não estará.
E vai tirando a mão,
do meu patuá,
que essa mandinga e forte,
e vai lhe derrubar
Vai tirando a mão,
do meu patuá,
é do meu patuá,
é do meu patuá,
vai tirando a mão,
do meu patuá,
sua manha é traiçoeira,
mas não pode me assustar
na roda de capoeira,
tem história pra contar.
E vai tirando a mão,
do meu patuá,
que essa mandinga e forte,
e vai lhe derrubar.
Vai tirando a mão,
e venho de linhagem nobre,
curtido com ferro e bala
quero que você se cobre,
o guerreiro da senzala.
E vai tirando a mão,
do meu patuá,
que essa mandinga e forte,
e vai lhe derrubar.
Vai tirando a mão,
do meu patuá,
é do meu patuá,
é do meu patuá,
vai tirando a mão,
do meu patuá,
Oi, zum, zum, zum
acabaram com o samba
e ainda mataram um
oi, zum, zum, zum
acabaram com o samba
e ainda mataram um
Oi zum zum zum e gafanhoto
Oi, zum, zum zum, é gafanhoto
bota mandinga no jogo garoto
oi, zum, zum zum, é gafanhoto
O me dá meu dinheiro,
O me dá meu dinheiro valentão.
O me dá meu dinheiro valentão,
Pois no meu dinheiro ninguem ponha mão
O me dá meu dinheiro,
O me dá meu dinheiro valentão.
O me dá meu dinheiro valentão,
Que eu lhe dou uma rasteira,
Lhe joga no chao
O me dá meu dinheiro,
O me dá meu dinheiro valentão
O menino avisa a seu patrão
Que a onca pegou o boi
Na descida do grotão
O menino avisa a seu patrão
Que a onca pegou o boi
Na descida do grotão
A onca pintada é valente e traicoeira
Pegou o boi malhado
No meio da capoeira
O menino avisa a seu patrão
Que a onca pegou o boi
Na descida do grotão
Patrão está chorando com razão
Que está sentido a falta
Do malhado campeão
O menino avisa a seu patrão
Que a onca pegou o boi
Na descida do grotão
Oh nana deixe eu ir, oh nana eu vou só,
Oh nana deixe eu ir lá pro sertão de caímpo
Oh nana deixe eu ir, oh nana eu vou só,
Oh nana deixe eu ir lá pro sertão de caímpo
E o sertão vai virar mar e o mar vai virar sertão
E o sertão vai virar mar e o mar vai virar sertão
a onça morreu, o mato é meu!
O mato é meu, o mato é meu
Onça pintada
Matrinxã e mico estrela
Já descobriram o que é a capoeira
Oi mestre bimba que saiu de salvador
Prá ensinar no centro- oeste
Capoeira aqui criou
Onça pintada
Matrinxã e mico estrela
Já descobriram o que é a capoeira
Ensinou armada
Meia- lua e rateira
Galopante e pontapé
E o tombo da ladeira
Onça pintada
Matrinxã e mico estrela
Já descobriram o que é a capoeira
A capoeira não é mato e nem cerrado
É uma luta da bailado
É uma dança guerreira
Onça pintada
Matrinxã e mico estrela
Já descobriram o que é a capoeira
Lobo guará, jacaré se entristeceu
Quando ouviram lá na mata
Que seu bimba faleceu
Onça pintada
Matrinxã e mico estrela
Já descobriram o que é a capoeira
Onde vai caima, caima, caima
Onde vai caima
Pra ilha de maré
Onde vai caima
Vai jogar a capoeira
Onde vai caima
Na lagoa do abaeté
Onde vai caima
Vamos embora, vamos embora
Onde vai caima
Lá da ilha de mare
Onde tem marimbondo,
é zum, zum, zum.
Onde tem marimbondo,
é zum, zum, zum.
Onde tem marimbondo,
é zum, zum, zum.
Onde tem marimbondo,
é zum, zum, zum.
Nega que vende aí
agora vou perguntar
nega que vende aí
onde mora o waldemar
nega que vende aí
voce ouviu ele cantar
nega que vende aí
aonde mora o waldemar
nega que vende aí
agora vou perguntar
nega que vende aí
O pau rolou caiu
la na mata ninguem viu
o pau rolou caiu
capoeira ja fugiu
o pau rolou caiu
O seu orgulho,
foi a sua destruição,
numa morte, amigo
do meu pobre coração,
lhe dei a mão,
e fui até o seu amigo,
agora você me trata,
apenas com inimigo,
quando ouvir meu berimbau tocar,
ficarás envergonhado,
e de min se lembrará,
vou pra festa de candomblé,
mas na roda de capoeira,
eu ensinei você jogar,
jogar, jogar,
capoeira de angola e regional
jogar, jogar,
capoeira de angola e regional
jogar, jogar,
capoeira de angola e regional
Olha pomba voô, pomba voô
A pomba voô, gavião pegou
Nada veio nesse mundo
Nada tive avisiteira
Só emoção do peito
E jogo de capoeira
O meu deus muito obrigrado

-P-

Para roda capoeira, para vai ter que parar
eu não para roda capoeira
que cavalaria acabou de chegar
para roda capoeira, para vai ter que parar
eu não para roda capoeira
os homens tão armado, ele vai te matar
para roda capoeira, para vai ter que parar
eu não para dejeito nenhum
sou filho de ogum e de pai oxalá
para roda capoeira, para vai ter que parar
eu não para sou cabra ligeiro
nasci mandingeiro, dou salto mortal
para roda capoeira, para vai ter que parar
eu não para repito de novo
esse jogo de povo é vai continuar
para roda capoeira, para vai ter que parar
Parabéns pra você
Oi nessa data querida
Muitas felicidades
E muitos anos de vida
Parabéns pra você
Oi ligeiro
Oi ligeiro, oi ligeiro
Paraná
Eu também sou ligeiro
Paraná
Oi ligeiro, oi ligeiro
Paraná
O Vulcão é ligeiro
Paraná
Oi ligeiro, oi ligeiro
Paraná
Eu também sou ligeiro
Paraná
Vou dizer pra minha mulher,Paraná
Capoeira me venceu, Paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
Ela que bateu o pé firme, Paraná
Isso não acontecer, Paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
É de vera que o morro, Paraná
Se mundou para a cidade, Paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
Tem batuque todo dia, Paraná
Mulata de qualidade, Paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
Minha mae e mulher velha, Parana
Fecha porta e dorme cedo, Parana
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
A mulher para ser bonita, Parana
Nao precisa se pintar, Parana
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
A pintura e do Diablo, Parana
A beleza e Deus quem da, Parana
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
Vou me embora, vou me embora- Paraná
Como eu já disse que vou- Paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
Eu aqui não sou querido- Paraná
Mas na minha terra eu sou- Paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
Eu sou braço de maré- Paraná
mas eu sou o mar sem fim
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
Do nó escondo a ponta- Paraná
ninguém sabe desatar- Paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
Eu aqui não sou feliz, paraná
Mas na minha terra eu sou, paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
Vou embora pra Bahia, paraná
Porque lá é meu lugar, paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
Tem a festa do Bomfim, paraná
E o Mercado Popular, paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
Lá no céu tem tres estrelas, paraná
Todas tres de carrerinha, paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
Uma é minha a outra é tua, paraná
E a outra vai sozinha, paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
A mulher pra ser bonita, paraná
Não precisa se pintar, paraná
Paraná ê, Paraná ê, Paraná
A mulher do paraiba, paraná
Teve tres paraibinhas, paraná
Pega esse menino, que ele é bom até demais.
Pega esse menino, que ele é bom até demais.
Pega esse menino, que ele é bom até demais.
Pega esse menino, que ele é bom até demais.
Pega esse menino, que ele é bom até demais.
Pega esse nêgo derruba no chão
Esse nego é valente ese nêgo é o cão
Pega esse nêgo derruba no chão
Esse nego é valente ese nêgo é o cão
Ao meu mestre muito obrigado
Pela Capoeira eu poder jogar
Pelo au, pelo “s” dobrado
Pela Capoeira eu poder jogar
Ao meu Deus muito obrigado
Pela Capoeira eu poder jogar
Pelo au, pelo “s” dobrado
Pela Capoeira eu poder jogar
Aos meus amigos muito obrigado
Pela Capoeira eu poder jogar
Pelo au, pelo “s” dobrado
Pela Capoeira eu poder jogar
Ao Mestre Bimba muito obrigado
Pela Capoeira eu poder jogar
Pelo au, pelo “s” dobrado
Pela Capoeira eu poder jogar
Marimbondo marimbondo
Coro: Pelo sinal
Marimbondo me mordeu
Coro: Pelo sinal
Oi me mordeu foi no umbigo
Coro: Pelo sinal
Mas se fosse mais prà baixo
Coro: Pelo sinal
O mundo estava perdido
Coro: Pelo sinal
Marimbondo que è danado
Coro: Pelo sinal
Marimbondo è venenoso
Coro: Pelo sinal
Foi meu avo que me disse
Que foi na Bahia ele viu na ribeira
O moleque de uma perna sò
Que gingava pulava e dava rasteira
Cabeçada, rabo de arraia, martelo cruzado
Não era brincadeira
Foi ai que eu acreditei
Ele viu foi Saci jogando Capoeira
Coro: Pererê Pererê Pererê
Moleque Saci não era brincadeira
Coro: Pererê Pererê Pererê
Meu avo que me disse ele não diz besteira
Coro: Pererê Pererê Pererê
O Berimbau
Eu pisei na cobra verde, cobra verde e ao bom
sinal
Bom sinal, bom sinal
Cobra verde e ao bom sinal
Bom sinal, bom sinal
Cobra verde e ao bom sinal
Pisa caboclo quero ver você pisar
Pisa lá que eu piso cá
Quero ver você pisar
Pisa caboclo quero ver você pisar
Na batido do meu gunga
Quero ver você pisar
Pisa caboclo quero ver você pisar
Pisa lá que eu piso cá
Quero ver você pisar
Pisa caboclo quero ver você pisar
Na batida do meu samba
quero ver você dançar
Pisa caboclo quero ver você pisar
Quem não sabe andar
Pisa no massapé escorrega
Pisa no massapé escorrega
Pisa no massapé escorrega
Quem não sabe andar
Pisa no massapé escorrega
Põe no chão
Que eu quero ver caboclo
Põe no chão
Que eu quero ver sinhá
Põe no chão
Que eu quero ver caboclo
Põe no chão
Que eu quero ver sinhá
O cabra tá assustado
Tá com medo de apanhar
Tá se escondendo na roda
Mais não vai me escapar
Põe no chão
Que eu quero ver caboclo
Põe no chão
Que eu quero ver sinhá
O caloclo já fez sua jura
Partiu pro jogo de corpo fechado
No pescoço tinha um patuá
E pediu forças para Oxalá
Põe no chão
Que eu quero ver caboclo
Põe no chão
Que eu quero ver sinhá
Oi me dê forças pra jogar capoeira
Oi me dê forças pra tocar o berimbau
O desafio já está lançado
Faca de ponta vai lhe furar
que a baiana já mandou
do dendê e acarajé todo mudo já provou
É no Rio de Janeiro
Camisa quem falou
tem que ser camaleão
para ser bom jogador
Pões tempero nesse jogo
que a baiana já mandou
do dendê e acarajé todo mudo já provou
Bahia terra dos santos
você tem que nela provar
quem não joga capoeira
tem que saber requebrar
Pões tempero nesse jogo
que a baiana já mandou
do dendê e acarajé todo mudo já provou
na América do Norte
a terra faz balançar
e a ginga da capoeira
também já chegou por lá
Pões tempero nesse jogo
que a baiana já mandou
do dendê e acarajé todo mudo já provou
no centro do meu Brasil
é onde fica a capital
também tem capoeira pura
no Distrito Federal
Pões tempero nesse jogo
que a baiana já mandou
do dendê e acarajé todo mudo já provou
capoeira é minha arte
pelo mundo se espalhou
o jeito do brasileiro
nela já incorporou
Pomba voou, pomba voou
pomba voou, gaviao pegou
Pomba voou, pomba voou
pomba voou, gaviao pegou
vou me embora desta terra
que querido aqui nao sou
Pomba voou, pomba voou
pomba voou, gaviao pegou
se querido aqui nao sou
vou pra onde eu sou
Pomba voou, pomba voou
pomba voou, gaviao pegou
Por favor não maltrate esse nego
Esse nego foi quem me ensinou
Esse nego da calça rasgada, camisa furada
Ele é meu professor
Por favor não maltrate esse nego
Esse nego foi quem me ensinou
Esse nego da calça rasgada, camisa furada
Ele é meu professor
Capoeira veio aqui
Dos quilombos de Zumbi
Como angola ela chegou
E aqui luta virou
Nego fugia da senzala
Perseguido de todo alarido
Pra lutar
Olha a armada, meia lua e cabeçada
A rasteira e a queixada
Pra matar
Capoeira dizia, Capoeira fazia
Liberdade pro negro, liberdade pra vida
Capoeira hoje em dia, è Brasil e alegria
Vem pra roda vamos jogar
Oooooo, Capoeira, Capoeira
Oooooo …
Oooooo …
Pra lavar minha roupa não tem sabão,
O não tem sabão, colega não
Pra lavar minha roupa não tem sabão,
O não tem sabão, colega não
Pra lavar minha roupa não tem sabão,
O não tem sabão, dinheiro não
Pra lavar minha roupa não tem sabão,
O não tem sabão, colega não
Pra lavar minha roupa não tem sabão,
O não tem sabão, dinheiro não
Pra lavar minha roupa não tem sabão,
O não tem sabão, colega não
Pra lavar minha roupa não tem sabão,
O não tem sabão, dinheiro não
Preta, preta, preta calunga
Capoeira é preta calunga
Preta, preta, preta calunga
Berimbau é preta calunga
Preta, preta, preta calunga
Capoeira é preta calunga
Onde está a liberdade,
Se a algema não se quebrou,
O negro quer felicidade,
O negro também quer ser doutor
Princesa Isabel, Princesa Isabel,
Liberdade do negro só tá no papel.
Princesa Isabel, Princesa Isabel,
Liberdade do negro só tá no papel.
Princesa Isabel, Princesa Isabel,
Onde está a liberdade,
Mas onde está a liberdade,
Se a algema não se quebrou,
O negro quer felicidade,
O negro também quer ser doutor
Princesa Isabel, Princesa Isabel,
Liberdade do negro só tá no papel.
Princesa Isabel, Princesa Isabel,
Liberdade do negro só tá no papel.
Princesa Isabel, Princesa Isabel

-Q-

Quando eu estava lá na rua,
Eu não tinha compromisso,
A melhor coisa do mundo,
Era catar papel no lixo,
Com o pé sujo de carvão,
E meleca no nariz,
Ia correndo lá pra praça,
Tomar banho no chafariz,
Eu só tinha um compromisso,
Que era pedir a esmola,
Cada dinheiro que ganhava,
Gastava cheirando cola,
Eu ficava aborrecido,
Se me mandasse pra escola,
Colocava o uniforme,
Pegava minha sacola,
Ia pra boca do lixo,
Ou pro campo jogar bola.
Olha meu Deus que é dono da terra,
Olhai esse povo que estamos em guerra,
Olha meu deus que é dono da lua,
Olhai as crianças que estão lá na rua.
Olha meu Deus que é dono da terra,
Olhai esse povo que estamos em guerra,
Olha meu deus que é dono da lua,
Olhai as crianças que estão lá na rua.
Na sua terra o negro era gente.
Mas foi arrancado de lá
Na sua terra o negro era forte
Mas foi arrancado de lá
Na sua terra o negro era bonito, era puro
Mas foi arrancado de lá
Na sua terra o negro era guerreiro
Mas foi arrancado de lá
Na sua terra o negro Rei.
Mas foi arrancado de lá
Aqui o negro é nada, agora o negro é pouco,
humilhado, espancado, sua coragem em
frangalhos.
Mas dorme no peito do negro, latente ódio, e
um grito de liberdade.
Quando eu venho de Iluanda eu,
Não venho só,
Quando eu venho de Iluanda eu,
Não venho só,
Quando eu venho de Iluanda eu,
Não venho só,
Quando eu venho de Iluanda eu,
Não venho só,
Trago meu corpo cansado,
Coração amargurado, saudade, fazem dó
Quando eu venho de Iluanda eu,
Não venho só,
Quando eu venho de Iluanda eu,
Não venho só,
Quando eu venho de Iluanda eu,
Não venho só,
Quando eu venho de Iluanda eu,
Não venho só,
Eu fui preso a traição, trazido na covardia,
e se fosse luta honesta,
De lá ninguém me trazia,
Na pele eu troce a noite, na boca brilha o ar,
Trago a força e a magia presente dos orixás
Quando eu venho de Iluanda eu,
Não venho só,
Quando eu venho de Iluanda eu
Não venho só,
Quando eu venho de Iluanda eu,
Não venho só,
Quando eu venho de Iluanda eu,
Não venho só,
Eu trago ardendo nas costas,
O peso desta maldade,
Trago ecoando no peito, o grito de liberdade,
É grito de raça nobre, grito de raça guerreira,
É grito da raça negra, é grito de capoeira.
Quando eu venho de Iluanda eu,
Não venho só,
Quando eu venho de Iluanda eu,
Não venho só,
Quando eu venho de Iluanda eu,
Não venho só,
Quando eu venho de Iluanda eu,
Não venho só,
Quando pego na viola
No terreiro de Jesus
Me lembro de mestre Bimba
A joelhada o pé da cruz
São Bento grande
De Bimba
Cavalaria
De Bimba
Santa Maria
De Bimba
Mestre Bimba é o maior
Oi, oi, oi, oi mestre Bimba é o maiorOi, oi, oi, oi
mestre Bimba é o maior
São Bento grande
De Bimba
Idalina
De Bimba
Regional
De Bimba
Que barulho é esse é um tal de zum zum zum?
Foi o Manduca da praia que acabou de matar
um
Quando a policia chegou foi um tal de auê auê
Vamos embora seu moço que essa briga é pra
vale
Que barulho é esse é um tal de zum zum zum?
Foi o Manduca da praia que acabou de matar
um
Quando a policia chegou foi um tal de auê auê
Vamos embora seu moço que essa briga é pra
vale
Quebrou, quebrou, ao meu gunga quebrou
A roda parou porque meu gunga quebrou
A roda parou porque meu gunga quebrou
Quebrou, quebrou, ao meu gunga quebrou
Quebrou, quebrou, ao meu gunga quebrou
Quem foi te disse Capoeira é só pra homem
Quem foi te disse Capoeira é só pra homem
Mas não é Capoeira é pra homem, menino e
mulher
Mas não é Capoeira é pra homem, menino e
mulher
Quem manda no mundo é Deus
Quem manda no mundo é Deus
Quem manda no mundo é Deus
Quem manda no mundo é Deus
Quem manda no mundo é Deus
Quem manda no mundo é Deus
Quem manda no mundo é Deus
Não sou eu
Quem manda no mundo é Deus
Quem manda no mundo é Deus
Quem manda no mundo é Deus
Quem e voce, quem veio de la
Quem e voce, quem veio de la
Eu vim da Bahia me apresentar
Eu vim da Bahia me apresentar
E um arame, a cabaca, a moeda, e um pedaco
de pau
Meu berimbau tocar assim
Meu berimbau tocar assim
Quem é você
Quem é você , ô que vem de lá
Quem é você , ô que vem de lá
Eu vim da Bahia , vim me apresentar
Eu vim da Bahia , vim me apresentar
um arame , é um chucalho , uma moeda e um
pedaço de pau
meu berimbau toca é assim meu berimbau
toca é assim
s tin,dim,dim dim,dim,dim,dom meu berimbau
toca é assim
s tin,dim,dim dim,dim,dim,dom meu berimbau
toca é assim
E berimbau, E berimbau
E berimbau, E berimbau
A cabaca, um arame, e pedaco de pau
E o gostoso toca berimbau, berimbau
E berimbau, E berimbau
E o gostoso toca berimbau
O que um berimbau
A cabaca, um arame, e pedaco de pau
Quem vem la – sou eu
Quem vem la – sou eu
Berimbau mais eu
Capoeira sou eu
Eu venho de longue
Venho da Bahia
Jogue Capoeira
Capoeira sou eu
Mais sou eu, sou eu – Quem vem la
Eu sou brevenuto – Quem vem la
Montado a cavalo – Quem vem la
Fumando a charuto – Quem vem la
Mais sou eu, sou eu – Quem vem la…
Ola, olaê, topei quero ver cair
topei quero ver cair
ola, olaê
machado cego nao corta
madeira de jataí
ola, olaê
tiziu não é passaro preto
sabia não é bem-te-vi
ola, olaê
você joga de lá
que eu jogo daqui pra ali
Ola ola iê
Ja bati quero ver cair
Quem nunca caiu,
Na roda de capoeira,
Não sabe o valor da queda,
Pensa só que é brincadeira.
Eu já caí,
Mas agora estou de pé,
Pronto pra cair de novo,
Pro que der e o que vier.
Quem nunca caiu,
Na roda de capoeira,
Não sabe o valor da queda,
Pensa só que é brincadeira.
Dei uma armada,
E depois uma rasteira,
Moleque saltou de banda.
Ele é bom de capoeira.
Quem nunca caiu,
Na roda de capoeira,
Não sabe o valor da queda,
Pensa só que é brincadeira.
Que vida engraçada,
Cheia de desilusão,
Hoje ele joga muito,
Amanhã está no chão.
Quem nunca caiu,
Na roda de capoeira,
Não sabe o valor da queda,
Pensa só que é brincadeira.
Quem nunca caiu,
Na roda de capoeira,
Não sabe o valor da queda,
Pensa só que é brincadeira.
Quem nunca caiu,
Na roda de capoeira,
Não sabe o valor da queda,
Pensa só que é brincadeira.

-R-

Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Nessa terra capoeira
Tem roda o ano inteiro
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Quem não sai da academia
Não conhece o mandingueiro
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Pra melhorar a visão do capoeira
Você tem que correr roda
Não pode marcar bobeira
Toque de angola, bengula, Santa Maria
Jogue embaixo, Jogue em cima
São Bento, Cavalaria
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Reza à São Sebastião
Que é o seu padroeiro
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Nessa terra capoeira tem
Roda o ano inteiro
Roda da Penha, Caxias e Cordavil
Tem na Barra da Tijuca
E o Quilombo em Acari
Na Carioca, na Glória e na Central
Macaé, Rocha Miranda, no Leblon e Marechal
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
é de janeiro à janeiro
Tem roda o ano inteiro
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Quem não sai da academia
Não conhece o mandingueiro
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Pra terminar lhe digo dessa maneira
Rode mais na capoeira
Seja angola ou regional
Sangue na veia
Bata o pé com alarido
Por favor puxe um corrido
No toque do berimbau
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Reza São Sebastião
Que é o seu santo padroeiro
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Quem não sai da academia
Não conhece mandingueiro
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Tem roda na Cinelândia no mês de fevereiro
Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Roda boa, roda boa,
Lá no Kino a roda é boa.
Roda boa, roda boa,
E em São Paulo a roda é boa.
Roda boa, roda boa,
Em São Paulo da garoa.
Roda boa, roda boa,
No Brasil a roda é boa
Roda boa, roda boa
Bem-te-vi vôou, vôou
Bem-te-vi vôou, vôou
Deixa voar
Lá lauê lauê lauê lauê
Lá lauê lauê lauê lauê
Que som o que arte é essa
de luta e brincadeira
Que roda maravilhosa é essa
é o Batuque Capoeira
Em cada som, em cada toque
em cada ginga, tem um estilo de jogo
Em cada som, em cada toque
em cada ginga, tem um estilo de jogo
Lauê lauê lá…
Lá lauê lauê lauê lauê

-S-

Sabiá cantou no pé da laranjeira
sabiá cantou no pé da laranjeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
sabiá cantou no pé da laranjeira
sabiá cantou no pé da laranjeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
ela cantou ao som de uma viola
ela cantou ao som de uma viola
vou fazer jogo de dentro, vou fazer jogo de fora
vou fazer jogo de dentro, vou fazer jogo de fora
sabiá cantou no pé da laranjeira
sabiá cantou no pé da laranjeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
ela cantou ao som do berimbau
ela cantou ao som do berimbau
vou fazer jogo de angola e tambem regional
vou fazer jogo de angola e tambem regional
sabiá cantou no pé da laranjeira
sabiá cantou no pé da laranjeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
sabiá cantou, bonito de se ver
sabiá cantou e é bonito de se ver
vou jogar a capoeira e bater maculelê
vou jogar a capoeira e bater maculelê
sabiá cantou no pé da laranjeira
sabiá cantou no pé da laranjeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
Olha a saci pererê
perere, pererê
jogando com uma perna só
perere, perere
Saio do mar, saio do mar marinheiro
O iaia saia do mar marinheiro
O iaia saia do mar estrangeiro
Saio do mar, saio do mar marinheiro
Saia do mar marinheiro
Saia do mar, saia do mar marinheiro
Saia do mar, saia do mar marinheiro
Saia do mar marinheiro,
Venha pra cá marinheiro
Saia do mar, saia do mar marinheiro
Eu foi le saia do mar marinheiro,
Venva dia marinheiro
Saia do mar, saia do mar marinheiro
Oh, saia do mar marinheiro,
Venha pra cá marinheiro
Saia do mar, saia do mar marinheiro
Saia do mar marinheiro,
Venha pra cá istrange
Saia do mar, saia do mar marinheiro
Saia do mar marinheiro,
Saia do mar marinheiro
Saia do mar, saia do mar marinheiro
Sai, sai, catarina, sai do mar
Venha ver idalina
Sai, sai, catarina (coro)
Saia do mar venha ver, venha ver
Sai, sai, catarina (coro)
Oi catarina, venha ver
Sai, sai, catarina (coro)
Sai do mar, venha ver, venha ver
Sai, sai, catarina (coro)
Saia do mar, idalina vem ver
Sai, sai, catarina (coro)
Venha ver, venha ver,
Venha ver, venha ver
Sai, sai, catarina (coro)
Capoeira é pra homen tambem pra mulher
Salomê, Salomê
Capoeira é do povo não é de ninguem
Salomê, Salomê
Salomé, Salomé,
homem pequeno é ladrão de mulher
Salomé, Salomé
Mestre gigante é ladrão de mulher.
Salomé, Salomé
homem pequeno é ladrão de mulher
Salomé, Salomé
Mestre gigante é ladrão de mulher.
Salve a Ilha de Maré,
Salve São Salvador,
Salve a Ilha de Maré,
Salve São Salvador,
Salve o Mestre Bimba,
Que a Regional criou,
Salve a Ilha de Maré,
Salve São Salvador,
Salve o mestre Pastinha,
Que a mandinga deixou.
Salve a Ilha de Maré,
Salve São Salvador,
Salve os Deuses africanos,
Que é o nosso protetor.
Salve salve, salve,
salve o Mestre Bimba,
Pra jogar a capoeira,
Tem que ter cabeça fria.
Salve salve, salve,
salve o Mestre Bimba,
Pra jogar a capoeira,
Tem que ter cabeça fria.
Salve salve, salve,
salve o Mestre Bimba,
Capoeira lá de Brotas,
Mestre Bimba era alegria.
Salve salve, salve,
salve o Mestre Bimba,
Salve o Mestre que me ensinou,
A jogar Santa Maria.
Salve salve, salve,
salve o Mestre Bimba,
tem batuque, tem Benguela,
e também Santa Maria.
Salve salve, salve,
salve o Mestre Bimba,
Sabiá cantou no pé da laranjeira
sabiá cantou no pé da laranjeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
sabiá cantou no pé da laranjeira
sabiá cantou no pé da laranjeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
ela cantou ao som de uma viola
ela cantou ao som de uma viola
vou fazer jogo de dentro, vou fazer jogo de fora
vou fazer jogo de dentro, vou fazer jogo de fora
sabiá cantou no pé da laranjeira
sabiá cantou no pé da laranjeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
ela cantou ao som do berimbau
ela cantou ao som do berimbau
vou fazer jogo de angola e tambem regional
vou fazer jogo de angola e tambem regional
sabiá cantou no pé da laranjeira
sabiá cantou no pé da laranjeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
sabiá cantou, bonito de se ver
sabiá cantou e é bonito de se ver
vou jogar a capoeira e bater maculelê
vou jogar a capoeira e bater maculelê
sabiá cantou no pé da laranjeira
sabiá cantou no pé da laranjeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
vou tocar meu berimbau e vou jogar capoeira
Olha a saci pererê
perere, pererê
jogando com uma perna só
perere, perere
Saio do mar, saio do mar marinheiro
O iaia saia do mar marinheiro
O iaia saia do mar estrangeiro
Saio do mar, saio do mar marinheiro
Saia do mar marinheiro
Saia do mar, saia do mar marinheiro
Saia do mar, saia do mar marinheiro
Saia do mar marinheiro,
Venha pra cá marinheiro
Saia do mar, saia do mar marinheiro
Eu foi le saia do mar marinheiro,
Venva dia marinheiro
Saia do mar, saia do mar marinheiro
Oh, saia do mar marinheiro,
Venha pra cá marinheiro
Saia do mar, saia do mar marinheiro
Saia do mar marinheiro,
Venha pra cá istrange
Saia do mar, saia do mar marinheiro
Saia do mar marinheiro,
Saia do mar marinheiro
Saia do mar, saia do mar marinheiro
Sai, sai, catarina, sai do mar
Venha ver idalina
Sai, sai, catarina (coro)
Saia do mar venha ver, venha ver
Sai, sai, catarina (coro)
Oi catarina, venha ver
Sai, sai, catarina (coro)
Sai do mar, venha ver, venha ver
Sai, sai, catarina (coro)
Saia do mar, idalina vem ver
Sai, sai, catarina (coro)
Venha ver, venha ver,
Venha ver, venha ver
Sai, sai, catarina (coro)
Capoeira é pra homen tambem pra mulher
Salomê, Salomê
Capoeira é do povo não é de ninguem
Salomê, Salomê
Salomé, Salomé,
homem pequeno é ladrão de mulher
Salomé, Salomé
Mestre gigante é ladrão de mulher.
Salomé, Salomé
homem pequeno é ladrão de mulher
Salomé, Salomé
Mestre gigante é ladrão de mulher.
Salve a Ilha de Maré,
Salve São Salvador,
Salve a Ilha de Maré,
Salve São Salvador,
Salve o Mestre Bimba,
Que a Regional criou,
Salve a Ilha de Maré,
Salve São Salvador,
Salve o mestre Pastinha,
Que a mandinga deixou.
Salve a Ilha de Maré,
Salve São Salvador,
Salve os Deuses africanos,
Que é o nosso protetor.
Salve salve, salve,
salve o Mestre Bimba,
Pra jogar a capoeira,
Tem que ter cabeça fria.
Salve salve, salve,
salve o Mestre Bimba,
Pra jogar a capoeira,
Tem que ter cabeça fria.
Salve salve, salve,
salve o Mestre Bimba,
Capoeira lá de Brotas,
Mestre Bimba era alegria.
Salve salve, salve,
salve o Mestre Bimba,
Salve o Mestre que me ensinou,
A jogar Santa Maria.
Salve salve, salve,
salve o Mestre Bimba,
tem batuque, tem Benguela,
e também Santa Maria.
Salve salve, salve,
salve o Mestre Bimba,
Samba no mar, samba no mar marinheiro
Samba no mar marinheiro,
Samba no mar, rio de janeiro
Samba no mar, samba no mar marinheiro
Samba no mar marinheiro, do rio marinheiro
chegou marinheiro
Samba no mar, samba no mar marinheiro
Samba no mar marinheiro, samba no mar,
estrangeiro
Samba no mar, samba no mar marinheiro
São josé cadê o recado
que são pedro mandou você me dá
recado é esse…meu amigo
o que são jorge mandou pagar
dois berimbaus e um atabaque
para a roda que vai ter lá
samba de roda, maculelê e capoeira
por favor não faça asneira
para a roda começar
samba samba, samba capoeira
samba samba, samba camará
samba menino, mostra que você é bamba
dentro da roda de samba o capoeira vai
sambar
samba samba, samba capoeira
samba samba, samba camará
samba menino, mostra que você é bamba
mostra que o corpo balança, sem sequer
escorregar
samba samba, samba capoeira
samba samba, samba camará
O Santa Barbara de Relampué,
O Santa Barbara de Relampua.
O Santa Barbara de Relampué,
O Santa Barbara de Relampua.
E Relampue, de Relampuá.
O Santa Barbara de Relampué,
O Santa Barbara de Relampua.
De Relampue de Relampuá.
O Santa Barbara de Relampué,
O Santa Barbara de Relampua.
E Relampue, de Relampuá.
O Santa Barbara de Relampué,
O Santa Barbara de Relampua.
De Relampue de Relampuá
Santa Maria Mãe de Deus
Chegei na igreja me confessei
Santa Maria Mãe de Deus
Chegei na igreja me confessei
Santa Maria Mãe de Deus
Santo Antônio é protetor
Da barquinha de Noel
Santo Antônio é protetor
Cariri boca da areia
Santo Antônio é protetor
Nazaré Paranaguá
Santo Antônio é protetor
São Bento proteja a capoeira e a mim
São Bento proteja a capoeira e a mim
São Bento proteja o berimbau
São Bento proteja a armada
São Bento proteja a iuna e a mim
São Bento proteja
São Bento proteja a capoeira e a mim
São Bento proteja Peixe
São Bento proteja o Lobo
São Bento proteja essa roda e a mim
To ficando velho, com cadencia e ginga
Na batida do gunga, com saudade de Bimba
To ficando velho, com cadência e ginga
Na batida do gunga, com saudade de Bimba
Se um dia eu ficar velho, sem pernas para
jogar
Eu vod tocar meu berimbau, e mais uma vez
vou cantar
To ficando velho, com cadência e ginga
Na batida do gunga, com saudade de Bimba
Saiba que meu coração, vai bater forte e vai
sentir
Ele quarda lembrança é de alegria, e mais
uma vez vou sorrir
To ficando velho, com cadência e ginga
Na batida do gunga, com saudade de Bimba
Pois não tem nada nesse mundo, que me
afaste de você
Mesmo que eu adoeça, minha doença é você
To ficando velho, com cadência e ginga
Na batida do gunga, com saudade de Bimba
Cheio de sabedoria, e o mundo na palma da
mão
Eu vou morar na Bahia, perto da Capoeira,
longe da solidão
To ficando velho, com cadência e ginga
Na batida do gunga, com saudade de Bimba
Na batida do gunga
Com saudade de Bimba
Na batida do gunga
Com saudade de Bimba
Se você não tem nada pra fazer, ai meu Deus,
Escuta bem o que eu vou te falar,
Vamos jogar capoeira, no Mercado Popular.
Vamos jogar capoeira, o lê, lê,
Vamos jogar capoeira, o lá, lá,
Vamos jogar capoeira, no Mercado Popular.
Vamos jogar capoeira, o lê, lê,
Vamos jogar capoeira, o lá, lá,
Vamos jogar capoeira, no Mercado Popular.
Quando eu digo, tem nada pra fazer, ai meu
Deus,
Não é pra menosprezar, eu só quero lhe dizer,
No no jeito de variar, a capoeira é coisa nossa,
E vamos na roda jogar.
Vamos lá….
Vamos jogar capoeira, o lê, lê,
Vamos jogar capoeira, o lá, lá,
Vamos jogar capoeira, no Mercado Popular.
Andorinha voôu Capoeira, Capoeira
Vou dizer pro meu amor
Seu mergulho ligeiro
Seu bote certeiro
Martin Pescador
Capoeira ligeiro menino
Là de São Salvador
Foi festa da ribeira
De armada e rasteira
Eu sou bom jogador
Segura ià ià
Segura ioiô
Capoeira ligeira de São Salvador
Segura ià ià
Segura ioiô
Ele veio da ilha de Maré
no saveiro do mestre João
Levantou a Capoeira
Encantou com a sua maneira
de cantar com coração
Ele veio da ilha de Maré
no saveiro do mestre João
Levantou a Capoeira
Encantou com a sua maneira
de cantar com coração
Mestre você fez história
Quem te conheceu têm você na memória
Saudade se chama Eziquiel
é um amigo de fé
E é para homem e mulher
Ele veio da ilha de Maré
no saveiro do mestre João
Levantou a Capoeira
Encantou com a sua maneira
de cantar com coração
Foi morar lá na Preguiça
se criou na conceição
Mas viveu lá no Cabula
até hoje me encabula
Ter apertado a sua mão
Ele veio da ilha de Maré
no saveiro do mestre João
Levantou a Capoeira
Encantou com a sua maneira
de cantar com coração
A lua branca vai iluminar
novos caminhos pra você
Vai em paz guerreiro amigo
Um abraço ao mestre Bimba
Um dia gente se vê
Ele veio da ilha de Maré
no saveiro do mestre João
Levantou a Capoeira
Encantou com a sua maneira
de cantar com coração
Bimba foi Bimba é considerado
Bimba foi Bimba será sempre lembrado
Bimba foi Bimba é considerado
Bimba foi Bimba será sempre lembrado
Eu pego meu berimbau
vou tocar Santa Maria
O gunga na marcação
o viola arrepia
Cai a chuva vai o vento
passa água na peneira
Eu falo de mestre Bimba
é bamba na Capoeira
Bimba foi Bimba é considerado
Bimba foi Bimba será sempre lembrado
Jogador de Capoeira
Manoel dos Reis Machado
Jogava em cima e em baixo
nunca deu seu golpe errado
Com o samba no pé
na mente a Capoeira
O molejo no corpo
no jogo da Capoeira
Bimba foi Bimba é considerado
Bimba foi Bimba será sempre lembrado
Quando eu chego numa roda
eu começo a cantar
Me lembro de mestre Bimba
e Besouro Mangangá
Vou jogar a Capoeira
de Angola e Regional
Como fazia mestre Bimba
criador da Regional
Bimba foi Bimba é considerado
Bimba foi Bimba será sempre lembrado
Valha-me Deus, senhor São Bento
Vou cantar meu barravento
Valha-me Deus, senhor São Bento
Buraco fundo tem cobra Dentro
Valha-me Deus, senhor São Bento
Coro: Serra pau, serra madeira
Turma da Muzenza não è brincadeira
Coro: Serra pau, serra madeira
A turma do Bimba não è brincadeira
Coro: Serra pau, serra madeira
Oi sim sim sim
Oi não não não
Mas hoje tem amanhã não
Mas hoje tem amanhã não
Oi sim sim sim
Oi não não não
Mas hoje tem amanhã não
Olha a pisada de lampião
Oi sim sim sim
Oi não não não
Oia a pisada de lampião
Oia a pisada de lampião
Oi sim sim sim
Oi não não não
Sim sinha, Sim Sinho,
Salve a Bahia de São Salvador.
Sim sinha, Sim Sinho,
E Mestre Bimba de São Salvador
Sim sinha, Sim Sinho
Sinha Maria, outro dia mandou,
Menino na feira, fejão ir comprar,
Chegando lá esqueceu de comprar,
Parou pra ver capoeira jogar.
Sinha Maria não cante o menino,
Capoeira tá no Seu destino.
Sinha Maria não cante o menino,
Se tem capoeira é menino sorrindo.
Queria ir, mas agora não vou mais
Queria ir, mas agora não vou mais
No caminho apareceu, duas cobras de Corais
Essa cobra me morde

-T-

Tabaréu que vem do sertão
Vendo quiabo, maxixe e limão
Ele vende quiabo, maxixe e limão
Coro: Tabaréu que vem do sertão
E tamanduá como vai coroa,
Tamanduá, como vai coroa.
Tamanduá como vai coroa,
Tamanduá, como vai coroa.
Tamanduá como vai coroa,
Todo mundo numa boa.
Tamanduá como vai coroa,
Tamanduá, como vai coroa.
Tamanduá como vai coroa,
A criança é uma boa.
Tamanduá como vai coroa,
Tamanduá, como vai coroa.
Tapa na cara, rasteira no chão,
Entra na roda pra ver se é bom.
Tapa na cara, rasteira no chão
Entra na roda pra ver se é bom
Tapa na cara, rasteira no chão
Entra na roda pra ver se é bom
Tapa na cara, rasteira no chão
Entra na roda pra ver se é bom
Tapa na cara, rasteira no chão
Entra na roda pra ver se é bom
Tava lá na beira do Mar, quando Curio chegou
Tava lá na beira do Mar, quando Curio chegou
Com o pandeiro e atabaque, berimbau e
agogô
Com o pandeiro e atabaque, berimbau e
agogô
Vai jogar, vai jogar, Capoeira na beira do mar
Vai jogar, vai jogar, Capoeira na beira do mar
Tabaréu que vem do sertão
Vendo quiabo, maxixe e limão
Ele vende quiabo, maxixe e limão
Coro: Tabaréu que vem do sertão
Tava lá na beira do Cais, quando Curio chegou
Tava lá na beira do Cais, quando Curio chegou
Com o pandeiro e atabaque, berimbau e
agogô
Com o pandeiro e atabaque, berimbau e
agogô
Vai rolar, vai rolar, Capoeira na beira do mar
Vai rolar, vai rolar, Capoeira na beira do mar
Roda na praca
Roda na feira
Tudo Domingo
Tem Capoeira
Roda na praca
Roda na feira
Tudo Domingo
Tem Capoeira
Roda na praca
Tem Capoeira
Tudo Domingo
Tem Capoeira
Tem dendê, tem dendê
No jogo de Angola tem dendê
Tem dendê, tem dendê
No jogo de baixo tem dendê
Tum, tum, tum, Besouro Magangá,
Bateu foi na polícia de soldado a general,
Tum, tum, tum, Besouro Magangá,
Entrava na roda não parava de jogar,
Tum, tum, tum, Besouro Magangá,
Bateu foi na polícia de soldado a general,
Tum, tum, tum, Besouro Magangá,
Entrava na roda não parava de jogar,
Tum, tum, tum, Besouro Magangá,
Bateu foi na polícia de soldado a general,
Tum, tum, tum, Besouro Magangá,
Na Bahia de outrora
De mestre Pastinha, mestre Waldemar
Ladainhas de angola
Onde o canto me faz recordar
No tempo que era tão bom
onde eu queria viver
Conhecer toda mandinga
Toda malicia o também o saber
ai ai ai ai ai
Saudade que tenho demais
ai ai ai ai ai
no tempo que nao volta mais
ai ai ai ai ai
Quando Bimba era rapaz
ai ai ai ai ai
Do Pastinha la no cais
ai ai ai ai ai
Waldemar nao quero mais
ai ai ai ai ai
Capoeira era jogada
O capoeirista que tinha valor
era o tempo que não tinha grupo
que não tinha mestre ou graduação
Dos olhos ensinavam jogar
Cada um tinha sua expressão
O aluno era discipulo
aprendia com mestre toda lição
ai ai ai ai ai
Saudade que tenho demais
ai ai ai ai ai
no tempo que nao volta mais
ai ai ai ai ai
Quando Bimba era rapaz
ai ai ai ai ai
Do Pastinha la no cais
ai ai ai ai ai
Waldemar nao quero mais
ai ai ai ai ai
Quando pego na viola
No terreiro de Jesus
Me lembro de mestre Bimba
Ajoelhado ao pé da cruz
São Bento Grande
De Bimba
São Bento Pequeno
De Bimba
Cavalaria
De Bimba
E a Iuna
De Bimba
Idalina e Amazonas
Esse eu deixo pra depois
Idalina e Amazonas
Esse eu deixo pra depois
Iôiô iôiô
Mestre Bimba é o maior
Iôiô iôiô
Mestre Bimba é o maior
Iôiô iôiô
Tim tim tim Aruandê
Aruanda, Aruanda, aruandê
Tim tim tim Aruandê
Aruanda, Aruanda, aruandê
Tim, Tim, Tim Aruande
Aruanda, Aruanda, Aruande
Tim, Tim, Tim Aruande
Aruanda, Aruanda, Aruande
Tim, Tim, Tim Aruande
Aruanda, Aruanda e mandigueiro
Tim, Tim, Tim Aruande
Aruanda, Aruanda e Macunge
Tim, Tim, Tim Aruande
Tim Tim Tim la vai Viola
O viola meu bem viola
Tim Tim Tim la vai Viola
O le le le ,la vai viola
Tim Tim Tim la vai Viola
Jogo de Dentro Joga de Flora
Tim Tim Tim la vai Viola
Joga Bonita e Jogo de Angola
Bimba, Bimba, Bimba
Criador da regional
Bimba, Bimba, Bimba
Tocador de berimbau
Bimba, Bimba, Bimba
Criador da regional
Bimba, Bimba, Bimba
Tocador de berimbau
Com S de saudade
Com C de coração
Lembrei de Mestre Bimba
E fiz essa canção
Bimba, Bimba, Bimba
Criador da regional
Bimba, Bimba, Bimba
Tocador de berimbau
Com R de rasteira
Com A de atenção
Menino nesta arte
Mestre Bimba deu lição
Bimba, Bimba, Bimba
Criador da regional
Bimba, Bimba, Bimba
Tocador de berimbau
Com L Luanda
Com S de Salvador
No jogo da capoeira
O “Seu Bimba” foi dotor
Bimba, Bimba, Bimba
Criador da regional
Bimba, Bimba, Bimba
Tocador de berimbau
Com B escreve Bahia
Com B de Berimbau
Também se escreve Bimba
Criador da regional
Bimba, Bimba, Bimba
Criador da regional
Bimba, Bimba, Bimba
Tocador de berimbau
Toca Berimbau, toca berimbau, tocador
Toca Berimbau, tocador, joga Capoeira,
jogador
Toca Berimbau, toca berimbau, tocador
Topei quero ver cair
Topei quero ver cair
Oh ah oh ah ei
Machado cego não corta
Madeira de jatal
Oh ah oh ah ei
Assum preto não é açoite
Pardal não é bemtevi
Mais o facão bateu em baixo
A bananeira caiu
Mais o facão bateu em baixo
A bananeira caiu
Mais o facão bateu em baixo
Oh ah oh ah ei
Tum, tum ,tum, tum,
Capoeira no céu vou jogar.
Tum, tum ,tum, tum,
Capoeira no céu vou jogar,
Já joguei com Seu Pastinha,
Já joguei com Mestre Bimba,
Eu já joguei com Lampião.
Tum, tum ,tum, tum,
Capoeira no céu vou jogar.
Tum, tum ,tum, tum,
Capoeira no céu vou jogar,
Já joguei lá na Ribeira,
Já joguei na Amaralina,
Já joguei na Conceição.
Tum, tum ,tum, tum,
Capoeira no céu vou jogar.
Tum, tum ,tum, tum,

-U-

Eu vim aqui buscar
um pouquinho de dendê
Eu vim aqui buscar
um pouquinho de dendê
Prá passar do berimbau
um pouquinho de dendê
Prá passar do berimbau
um pouquinho de dendê
Prá passar do atabaque
um pouquinho de dendê
Prá passar do atabaque
um pouquinho de dendê
Prá passar do agogô
um pouquinho de dendê
Prá passar do agogô
um pouquinho de dendê
O iaiá mandou dá
Uma volta só
Mandou dá, mandou dá
Uma volta só
Mandou jogar
Uma volta só
Mandou cantar
Uma volta só

-V-

Valha- me Deus, Senhor São Bento
Eu vou jogar meu Barravento
Valha- me Deus, Senhor São Bento (coro)
Eu vou jogar meu Barravento
Valha- me Deus, Senhor São Bento (coro)
Ê, Buraco véio tem cobra dentro
Valha- me Deus, Senhor São Bento (coro)
Ê, Quando vê cobra assanhada
Valha- me Deus, Senhor São Bento (coro)
Não põe o pé na rodilha
Valha- me Deus, Senhor São Bento (coro)
A cobra assanhada morde
Valha- me Deus, Senhor São Bento (coro)
Eu vou jogar meu Barravento
Valha- me Deus, Senhor São Bento (coro)
Meu mestre sempre dizia
mas eu não entendia não
Como pode um mundo tão grande
dar voltas que nem pião
Moleque não ligue prá isso
Isso tudo vai passar
Nas voltas que o mundo já deu
E nas voltas que ele ainda vai dar
Vai clarear, vai clarear
Tempestade foi se embora
A bonança vai chegar, iaiá
Vai clarear, vai clarear
Não há mal que sempre dura
Todo o mal vai acabar, iaiá
Vai clarear, vai clarear
Vai colorindo muda de cor o capoeira vai
ganhando o seu valor
Vai colorindo muda de cor o capoeira vai
ganhando o seu valor
Eh! O corda crua iniciante, garoto novo mas
aprende num instante.
Corda amarela e o laranja, já rodam roda mais
aprende a manha.
Vai colorindo muda de cor o capoeira vai
ganhando o seu valor
Eh! Treinando muito ele é recompensado, azul
e vermelho o garoto é graduado, o corda azul
também treinou além de graduado o rapaz é
instrutor
Vai colorindo muda de cor o capoeira vai
ganhando o seu valor
Eh! O corda verde também instrui, eu treinei
muito e da azul eu já fui,tem que ser bamba,
não pode dar sopa é professor o cabra é corda
roxa.
Vai colorindo muda de cor o capoeira vai
ganhando o seu valor
Com adventos os anos vão se passando corda
marron, o contra-mestre é o formando.
Com muito orgulho muita bagagem é corda
preta pronto pra seguir viagem.
Vai colorindo muda de cor o capoeira vai
ganhando o seu valor
Vai você, vai você
Dona Maria como vai você
Joga bonito que eu quero aprender
Dona Maria como vai você
Vai você, como vai você
Dona Maria como vai você
Joga bonito que eu quero ver
Dona Maria como vai você
Vamos Começar a Brincadeira
Vamos começar a brincadeira
A brincadeira de capoeira
Eu dou armada, meia- lua e rasteira
A brincadeira de capoeira
Vamos começar a brincadeira
A brincadeira de capoeira
Vamos começar a brincadeira
A brincadeira de capoeira
Vamos começar a brincadeira
A brincadeira de capoeira
Eu do martelo, cabeçada e ponteira
A brincadeira de capoeira
Vamos começar a brincadeira
A brincadeira de capoeira
Vamos jogar capoeira, vamos tocar berimabu
foi o meu mestre quem disse se não jogar
limpo vai entrar entrar no pau
vamos jogar capoeira, vamos tocar berimabu
vamos jogar capoeira pode ser angola e
também regional
vamos jogar capoeira, vamos tocar berimabu
vamos jogar capoeira, tocar atabaque e
também berimbau
Vamos jogar capoeira
Se voce nao tem nada pra fazer
venha que eu vou lhe mostrar
vamos jogar capoeira no mercado popular
vamos jogar capoeira, olele
vamos jogar capoeira, olala
vamos jogar capoeira no mercado popular
vamos jogar capoeira, olele
vamos jogar capoeira, olala
vamos jogar capoeira no mercado popular
Veja veja veja veja
Ai, ai, ai , ai, ai
La em baixo tem uma lagoa
Ai, ai, ai , ai, ai
La no alto com uma vista boa
Ai, ai, ai , ai, ai
La em baixo tem um mar para nadar
La em cima tem uma rua para passear
Ai, ai, ai , ai, ai
Vem começo a roda io io
Começo o canto ia ia
Vem começo a roda io io
Começo o canto ia ia
Vem começo a roda io io
Começo o canto ia ia
Vem começo a roda io io
Começo o canto ia ia
Berimbau ta tacando menino
Chamando voce pra jogar
Capoeira Arte e magia
E a coisa mais linda qui a
Vem começo a roda io io
Começo o canto ia ia
Vem começo a roda io io
Começo o canto ia ia
Começo a roda io io
Começo o canto ia ia
Começo a roda io io
Começo o canto ia ia
Vem começo a roda io io
Começo o canto ia ia
Vem começo a roda io io
Começo o canto ia ia
Vem jogar mais eu, vem jogar mais eu, meu
irmão
vem jogar mais eu, meu irmão, vem jogar mais
eu,irmão meu
vem jogar mais eu, vem jogar mais eu,meu
irmão
vem jogar mais eu, mano meu, vem jogar mais
eu, minha irmã
Vinha passando escutei berimbau,
Era jogo de dentro era jogo legal.
Vinha passando escutei berimbau,
Era jogo de Angola e também Regional.
Vinha passando escutei berimbau,
Era jogo de dentro era jogo legal.
Vinha passando escutei berimbau,
Era jogo de Angola e também Regional.
Vim lá da Bahia pra lhe ver
Vim lá da Bahia pra lhe ver
Vim lá da Bahia pra lhe ver
Pra lhe ver, pra lhe ver, pra lhe ver, pra ler ver
Vim lá da Bahia pra lhe ver
Vim lá da Bahia pra lhe ver
Vim lá da Bahia pra lhe ver
Pra lhe ver, pra lhe ver, pra lhe ver, pra ler ver
Vim lá da Bahia pra lhe ver
Vim lá da Bahia pra lhe ver, Vim lá da Bahia
pra lhe ver
Vim lá da Bahia pra lhe ver, pra lhe ver, pra lhe
ver, pra lhe ver, pra lhe ver
Vim lá da Bahia pra lhe ver, Vim lá da Bahia
pra lhe ver
Vim lá da Bahia pra lhe ver, pra lhe ver, pra lhe
ver, pra lhe ver, pra lhe ver
Pra lhe ver, Pra lhe ver, Pra lhe ver, Pra lhe ver,
Pra lhe ver
Pra lhe ver, Pra lhe ver, Pra lhe ver, Pra lhe ver,
Pra lhe ver
Você que é forte
Que só pensa em pegar peso.
Quero ver entrar na roda
E mostrar que é mandingeiro
Você que é forte
Que só pensa em pegar peso.
Quero ver entrar na roda
E mostrar que é mandingeiro.
Seu jogo não tem mandinga
Seu jogo não tem molejo
Quando é jogo bonito
Você não faça nem um floreiro
E quando o jogo aperta
Você fica sem reação
Para logo pra agarrar
E jogar outro no chão
Você que é forte
Que só pensa em pegar peso.
Quero ver entrar na roda
E num jogo de Angola
Você e a negação
Todo esse corpo duro
Não saber jogar no chão
Vou te dizer meu camarada
Que eu não sou bom de capoeira
Mas o que tu faça cansado
Eu faço na brincadeira
Você que é forte
Que só pensa em pegar peso.
Quero ver entrar na roda
Voador, voador,
O menino é voador
Voador, voador
E o nosso mestre é voador
Voador, voador
Esse nego é voador.
Voador, voador
Voador, voador, voador.
Na volta do mundo, berimbau ja tocou
o toque de bangela, pra lembra de bimba o seu
criador
no jogo da bangela embaixo joga vai com
expressao
o boa energia provisava olando no olho meu
irmao
na volta do mundo, berimbau ja tocou
o toque de bangela, pra lembra de bimba o seu
criador
Vou dizer a meu sinhõ,
Que a manteiga derramou
Vou dizer a meu sinhõ,
Que a manteiga derramou.
E a manteiga, ela nao e minha,
E para a filha de Ioio.
Vou dizer a meu sinhõ,
Que a manteiga derramou.
E a manteiga do patrão,
Caiu no chao, se espatifou
Vou dizer a meu sinhõ,
Que a manteiga derramou
Vou me embora, vou me embora, vou me
embora pra Angola,
Berimbau tá me chamando, eu não vou me
demorar.
Vou me embora, vou me embora, vou me
embora pra Angola.
Vou me embora, pra angola, pretendo não
voltar.
Vou me embora, vou me embora, vou me
embora pra Angola.
Berimbau tá me chamando, vou me embora
pra Angola.
Vou me embora, vou me embora, vou me
embora pra Angola.
Somos todos angoleiros, angoleiros de Angola.
Vou me embora, vou me embora, vou me
embora pra Angola.
Vou balancar, vou balancar
O pé do coqueiro, para côco derrubar
O pé do côco nerosa, vou tirar o seu dendê
Pra fazer acarajé, para sinhã lever a vender
Vou balancar, vou balancar
O pé do coqueiro, para côco derrubar
O côco é cara duro, tá difícil de cair,
Acabou pegar esses côcos, sinhã mandou
pedir
Vou balancar, vou balancar
O pé do coqueiro, para côco derrubar

-X-

Xarél, xereré
É o peixe do mar
Xô xô meu canário
Meu canário é cantador
Xô xô meu canário
Bateu asa e avoou,
Xô xô meu canário
Nunca mais aqui voltou
Xô xô meu canário
Canarinho de Alemanha
Xô xô meu canário
Preto velho também apanha
Xô xô meu canário
Meu canário é cantador

-Z-

Olha eu vou contar
Quem quiser pode me ouvir
Quem quiser diga que não
Quem quiser diga que sim
Agradeça à escravidão
Quem quiser que fale asneira
Se não fosse o escravo
Não existia a capoeira
Zum, zum, zum
Capoeira mata um
Zum, zum, zum
Capoeira mata um
Zum, zum, zum
Capoeira mata um
Zum, zum, zum
Capoeira mata um
Cuidado com preto velho
Que ele pode machucar
Nos tempos da escravidão
Já jogava o pé pro ar
Zum, zum, zum
Capoeira mata um
Zum, zum, zum
Capoeira mata um
Zum, zum, zum
Capoeira mata um
Zum, zum, zum
Capoeira mata um
A filha do meu patrão
Ia na escola estudar
E a caneta do escravo
Era o canavial
Zum zum zum Besouro Mangangá
Bateu na Policia de soldado a general
Zum zum zum Besouro Mangangá
Entrava na roda e não parava de jogar
Zum zum zum Besouro Mangangá
Zum , zum , zum , capoeira mata um
Zum , zum , zum , capoeira mata um
Zum, zum, zum, é gafanhoto,
segura a mandinga no jogo garoto.
Zum, zum, zum, é gafanhoto
Ponha a mandinga no jogo garoto.
Zum, zum, zum, é gafanhoto
Segura a mandinga no jogo garoto
Zum, zum, zum, é gafanhoto

Enstrümanlar / Bateria

Roda’da bateria dizilişi:

Soldan Sağa: Atabaque, Pandeiro, Berimbau Gunga, Berimbau Médio, Berimbau Viola ve Pandeiro şeklinde sıralanır.

Reco-Reco, Agogô gibi başka bir enstrüman daha eklenecekse; bunlar sağa doğru yerleştirilir.
Biz Capoeira Cultura Brasil grubu olarak, São Bento Pequeno’da “Palma de Dois”, São Bento Grande da Regional’da “Palma de Tres” ve São Bento Grande de Angola’da da “Palma de Torrero” şeklinde alkışlıyoruz.

Capoeira Cultura Brasil grubu Rodalarında şu Berimbau Toque’leri kullanmaktadır:
Angola, São Bento Pequeno, São Bento Grande de Angola, São Bento Grande da Regional (São Bento Grande de Bimba), İúna, Santa Maria, Cavalaria ve Samba de roda.

Genelde bateriada şu çalgılar bulunur:

Berimbau

Capoeirada kullanılan en önemli müzik aletidir. Oyunun (jogo) başlamasını ve bitişini belirleyip oyunun akışını ve düzenini sağlar. Kökleri Afrika’ya kadar dayanmaktadır. Eski zamanlarda Capoeirista’ların (Capoeira yapan kişi) Berimbau’nun ucuna jilet, bıçak gibi keskin aletler yerleştirerek silah olarak da kullandıkları söylenir. Berimbau aslında çok basit bir formata dayanan ama oldukça farklı tınılar elde edebilen bir alettir. Ayrıca farklı tonları ve görevleri olan berimbau’lar vardır. Farklı boyutta olan ve farklı tonlar veren Berimbaular vardır

Gunga: Cabasası büyük olan ve sesi derin olan berimbaudur. Geleneksel olan ana ritmi çalan ve Rodanın başlamasında ilk çalınmaya başlanan enstrümandır.

Medio: Orta yükseklite ses çıkartan berimbaudur. Geleneksel ana ritimden biraz farklı çalar. Gungadan sonra çalmaya başlayan enstrümandır. En önemli özelliği, rodadan oyuna girecek olan kişilerin bu noktadan oyuna girmesidir.

Viola: Yüksek sesli bir berimbaudur. Neredeyse çaldığı temel ritim tamamen doğaçlama üzerinedir
Diğer berimbaulara son eşlik eden berimbaudur.


Berimbau altı parçadan oluşur. Bunlar:

Cabaça: Bu parça bildiğimiz kabağın kurutulup içinin oyulmasıyla yapılır. Arkasına açılan iki deliğe bağlanan bir iple berimbau’a eklenir.

Arame: çelik bir teldir. Brezilya’lı capoeirista’lar bunu eski kamyon lastiklerinin içlerinden çıkarırlar. Bu tel daha sonra zımparalanarak temizlenir, ucuna atılan bir düğümle verga’ya bağlanarak yukarıdan gerilir. Böylece berimbau’u akor yapmış olursunuz.

Verga: Berimbau’nun “gövde” kısmıdır. Bambu, rotan gibi çok yumuşak olmayan, eğilme kapasitesi olan ama kolay kırılmayan ağaçlardan yapılır. Genelde bir metre civarında bir uzunlukta olur.

Baqueta: (Baketa diye okunur) Yine rotan, bambu gibi ağaçların arta kalan, daha ince parçalarından yontularak yapılan bu parça bir çeşit bagettir ve aramiye vurularak berimbau’un asıl sesini verir.
Dobrao: Dobrao metal bir para olabileceği gibi deniz kenarında bulunan, elinizin rahat edeceği büyüklükte bir taş da olabilir. Bu parça berimbau çalınırken aramiye değer ve bu şekilde “nota” oluşturur.

Caxixi: Sepet gibi örülen sonra içine koyulan bilimum fasulye, boncuk gibi şeylerle sallanarak müziğe ses katan bir parçadır.

Pandeiro

Genel anlamda Türk tefini andıran bu müzik aletinin teften en büyük farkı zillerinin daha büyük olması, daha ağır bir metalden yapılması ve tınlamayı en aza indirmek için zillerinin dışa dönük değil, içe dönük olmasıdır.

Atabaque

(Atabaki ya da atabake şeklinde okunur. ) Brezilya’lı Afrikalılara özgü ve elle çalınan bir davuldur. Deri kısmı genelde manda derisinden yapılır, dekorasyon olarak da çoğunlukla tüylü bırakılmaktadır. Capoeiranın genel ritmini sağlamak için kullanılır. Ayrıca maculelê, samba de roda ve afoxe danslarında da kullanılır.

 Agogo

Tahta, plastik ya da demirden olan agogo bir sopa aracılığıyla çalınan en temel
ritim aletlerinden biridir. Eğer demirden yapılırsa ziller grubuna girebilir.

Aslında fakir Brezilya halkının sokaktan toplayıp yapabilecekleri kadar basit tutulan bu müzik aletini, her öğrencinin kendisinin yapması gelenektir ve capoeira eğitiminin bir parçasıdır.

Fotoğraflar

Kamp Fotoğrafları
Kamp Fotoğrafları
2009 Yılından beri gelenekselleşmiş olan her yaz düzenlemiş olduğumuz kamplarımızdan görüntüler
Gösteri Fotoğrafları
Gösteri Fotoğrafları
Capoeira Kulübü olarak bugüne kadar yurtiçinde ve yurtdışında olmak üzere kitlelerin hayranlık izlediği ve derin izler bırakmış olduğumuz yüzlerce gösterilerden bazılarının fotoğrafları
Eğitim Fotoğrafları
Eğitim Fotoğrafları
Ders içi ve dışında gerçekleştirdiğimiz çalışmalarımız
Batizado Fotoğrafları
Batizado Fotoğrafları
Her yıl gerçekleştirmiş olduğumuz Batizado (Kuşak Sınavı) görüntüleri

Satılık Berimbau

Berimbau

Ad: Boyanmamış Berimbau

Malzeme: Gül yada Beriba

Bileşen: Arame ve Cabasa

Satılık Kıyafetler

Tshirt

Ad: Don’t mess with me i do Capoeira

Kesim: Dar

Beden: Her beden mevcut

Tshirt Rengi: Siyah

Baskı Rengi: Yeşil ve Beyaz

Tshirt

Ad: Resmi CCB Forma

Kesim: Dar

Beden: Her beden mevcut

Tshirt Rengi: Bordo

Baskı Rengi: Altın

Tshirt

Ad: Resmi CCB Forma

Kesim: Dar

Beden: Her beden mevcut

Tshirt Rengi: Lacivert

Baskı Rengi: Altın

Malha (Street Abada)

Ad: Yeşil-Sarı Malha

Kesim: Normal

Beden: Her beden mevcut

Rengi: Yeşil / Sarı

Cordao – Kuşak

Capoeirada diğer savunma sporlarından ayıran özelliklerden bir tanesi de kuşak yerine kullanılan halattan yapılma “cordao” kullanılmasıdır.

Geçmişte capeiristaların elleri halatlarla bağlı olan kölelerin özgürliklerini kazanmaları ile bu halatlar kuşak yerine kullanılmaya başlanılmıştır.

Capoeira Cultura Brasil Cordao Sistemi:

1.Seviye
Verde Claro / Açık Yeşil

2.Seviye
Verde Escuro/ Koyu Yeşil

3.Seviye
Amarelo / Sarı

4.Seviye
Verde Amarelo / Yeşil Sarı

5.Seviye
Azul Claro / Açık Mavi

6.Seviye
Estagiario / Stajyer

7.Seviye
Monitor / Monitor

8.Seviye
Aluno Formado / Eğitmen

9.Seviye
Professor 1ro Grau / 1.Seviye Profesör

10.Seviye
Professor 1do Grau / 2.Seviye Profesör

11.Seviye
Professor 3ro Grau / 3.Seviye Profesör

12.Seviye
Mestrando/ Mestrando

13.Seviye
Mestre / Usta

Batizado

ccb-Batizado-2015-toplu2003 Yılından beri her yıl organize edilen, yurtiçinden ve yurtdışından birçok katılımcı ile gerçekleştirmiş olduğumuz kuşak alma ve kuşak atlama törenine ilk kez katılanlar capoeiristalar için büyük önem taşıyan ve capoeira hayatları boyunca kullanacakları apelido’larını  (lakap) ve corda’larını (kuşak) alırlar. Daha önce batizado’ya katılmış olanlar hak ederse yeni corda’larına kavuşmaktadırlar.

Cordao (Kuşak) sistemi için Tıklayınız 

Batizdolarmızda sadece amaç kuşak vermek değildir. Organizasyon süresi boyunca gelen Mestrelerden ve diğer eğitmenler tarafından günde 4-5 saat boyunca katılımcıların bolca eğleneceği ve aynı zamanda bolca da yorulacağına garanti verdiğimiz capoeira eğitimleri verilmektedir. Bu eğitimler Capoeira kültürü dahilinde olan “puxa de rede“, “Maculele“, “Samba“, “BJJ” eğitimleri ve sosyal faaliyetler de düzenlenmektedir.

Sırf bu şölen tadında geçen Batizadoların keyfini yaşamak için 2-3 günlüğüne şehir dışından ve yurt dışından hatırı sayılır sayıda misafirler katılmaktadır.

Sopalarla yapılan Afro-Brazilyan dansı

Maculele

sopalarla yapılan Afro-Brazilyan dans

Folklorik tiyatral Brazilya oyunu

Puxa de Rede

Folklorik tiyatral Brazilya oyunu

Brasilian Jiu Jitsu

BJJ

Brasilian Jiu Jitsu

Brezilya kökenli bir danstır

Samba

Brezilya kökenli bir danstır

Capoeira Cultura Brasil

CCB Resmi Logo

CCB Resmi Logo

“Associaçao de capoeira regional da bahia” Logo

Avrupa’nın en çok tanınan ve en saygın Capoeiristalarından olan, Brezilya’dan bir çok capoeirista’nın Avrupaya gelmesini sağlayan hatta Avrupa ve Brezilya arasındaki köprü gibi görülen Mestre Bilu Bahia tarafından merkezi Bahia olan CCB (Capoeira Cultura Brasil) grubu kurulmuştur.

Capoeira tarihinin en önemli ismi olan ve günümüzde capoeira yapmamızı sağlayan  Capoeiranın efsanevi ismi olan Mestre Bimba’nın yiğeni olan Mestre Bozo tarafından kurulan ve başkanlığını yürüttüğü Bahia’daki “associaçao de capoeira regional da bahia“ya bağlı olarak CCB grubu avrupa’da bir çok ülkede aktif olarak faaliyetlerini sürdürmektedir.

2014 Yılında büyük bir gururla Capoeira Cultura Brasil grubunun Türkiye temsilciliğini aldık.  CCB Türkiye olarak her yıl yurtdışında workshopla vermekteyiz aynı şekilde de yurtdışından alanında kendini ispatlamış tecrübeli eğitmenler getirtirilerek workshoplar düzenlenilmektedir.

Grubumuzda Capoeira stili olarak Mestre Bimba’nın tarzı olan Regional tarzı ağırlıklı olup benguela ve ileri seviyelerde Angola eğitimleri de verilmektedir. Hatta ileri seviyelerde Angola bilme zorunluluğa da vardır.

Mestre Bozo

Mestre Bozo

Mestre Bimba

NEDEN CAPOEIRA?

Yüksek tempolu ve eğlenceli geçen ders saatlerinde gündelik hayatın mental yorgunluğunu atıp daha dingin ve enerjik bir yapıya kavuşmanızı sağlanır.

Capoeira grubuna katılmak sosyalleşmek için çok idealdir. Bir Capoeira grubuna katıldığınızda kendinizi büyük bir ailenin parçası olarak göreceksinizdir.

Yapılmasının imkansız olduğunu düşündüğünüz hareketlerin profesyonel eğitmenlerce sistematik olarak çalışıldığında ne kadar kolay olduğunu fark edeceksiniz.

Kendine özgü müziğini öğrendiğinizde ve enstrümanlarını kullanmaya başladığını kendinize özel bir huzur kapısı açabileceksiniz.

Bir Karma dövüş sporu (MMA) olan Capoeira sayesinde kaslarınız güçlenecek ve kendinizi tehlike anında koruyabileceğiniz savunma tekniklerini öğrenebileceksiniz

Oldukça ilgi çeken Capoeira gösterilerinde aramızda yer alarak yüzlerce insan karşısına keyifle çıkabilecek ve cesaretinizin arttığını fark edeceksiniz.

Capoeira’daki bazı esneme/germe hareketleri ile Yoga’daki esneme/germe hareketleri büyük benzerlik göstermektedir. Bu hareketlerin profesyonel bir eğitmen gözetiminde yapılması sakatlık riskini oldukça fazla azaltacaktır.Özellikle yurt dışında Yoga’nın durağanlığından ötürü Capoeira tercih edilmektedir.

El üzerinde yapılan birçok hareketten dolayı üst kas grubu olan kol, omuz, göğüs kasları gelişmektedir. Bir çok zıplamalı ve tekmeli hareketlerden dolayı da alt kas grubu olan bacak ve karın kasları gelişmektedir

EĞİTMENLER

Mestre Bilu Bahia
Mestre Bilu BahiaCCB Kurucu Başkan
1973 Yılında Brezilya Bahia’da doğdu. 6 Yaşında Mestre Bimba’nın yiğeni olan Mestre Bozo yanında capoeiraya başlamış olup Avrupa’da en çok tanınan Mestreler arasında yer alana Mestre Bilu Bahia Avrupa’da bir çok eğitmen öğrenci yetiştirmiştir.
Alphan Sulu
Alphan SuluTürkiye Temsilcisi
1986 Yılında Almanya-Berlin’de doğdu. Capoeira hayatına 2004 yılında başlayarak yurtdışında ve yurtiçinde yüzü aşkın organizasyonlarda yer almış ve eğitimler vermiştir. Ayrıca yurtdışında Akrobasi ve Tricking eğitimleri de almıştır. Capoeira Cultura Brasil grubunun Türkiye temsilcisi olarak Türkiye’de yüzlerce organizasyon ve gösterilerde yer alarak Capoeira’nın tanıtımına önemli katıkıda bulunmuştur.

CAPOEIRA HAKKINDA MERAK EDİLENLER

Bize Katıl

İstanbul, Ankara ya da Kıbrıs’ta yaşıyor ve eğlenerek capoeira kültürünü yaşamak, öğrenmek, ders almak ve ailemizin bir parçası olmak istiyorsanız veya sadece ders ile kurs hakkında bilgi almak isterseniz bizimle iletişime geçin!

KATIL

Capoeira Videoları

Murat Boz Konseri

Windsurf Şampiyonası

İstanbul Fuar Merkezi

Koç Üni. Roda / 2015

Batizado 2008

Sampler Ankara / 2002

Alphan Sulu (Monitor Tigre)

İstanbul Sampler 2015

Touro & Tigre

Koç Üni. Roda / 2013

Afro Axe Şov / 2008

Iletişim

ALPHAN SULU

                             

alphansulu@gmail.com

                             

Telefon: 0(554) 514 0806

Capoeira tarihi

Sömürgecilik yapan Portekizliler, 16. yy’ın başlarında şeker ticareti için Brezilya’daki şeker pancarı tarlalarında çalışacak birçok işçiye ihtiyaç duymuşlardı.
Bu yüzden, Brezilyada yaşayan yerlilerini (Tupi adında kızılderililer) köleleştirmeye başladılar. Yerliler, yaşamlarını avcı olarak sürdürdüklerinden ağır şartlar altında çalışmaya fiziksel olarak yetersizlerdi ama rağmen  yine de köleleştirildiler. Portekizliler, sömürgecilik konusundaki uzmanlıklarına rağmen kısa bir süre içinde yüz binlerce yerli bu kölelikten dolayı hayatlarını kaybetmiş. Bu ölümlerin artması üzerine kilise bu duruma  müdahale etmiş ve tarlalarda çalışmak için fiziksel olarak yetersiz olan bu yerlilerin köleleştirilmesini yasaklamıştır. Açık kalan işçi boşluğu bir şekilde doldurulması gerekmiştir. Bu düşünceyle hareket eden Portekizliler, kısa bir süre sonra, 1538 yılından sonra Afrika’dan Brezilya’ya 2-3 ile 18 milyon arasında bir sayıda köle getirtmeyi başarmıştır. Kölelerin çoğu, çok kötü şartlar altında kuzeydoğu Brezilya’daki şeker pancarı üretim sahalarında çalıştırılımıştır.

Bu dönemde, birçok köle kaçmaya çalışmış, kaçarken veya kaçtıktan sonra “Capitães do mato” (ormanın kaptanları) 1635 yılında, quilombo’ların başına Gunga-Zumba (anlamı: büyük öncü) geçmiştir. Gunga-Zumba önderliği ele aldıktan sonra, Hollanda ve Portekiz askerleri birçok kez Palmarino’ya saldırı düzenlemiş, ama her seferinde başarısız olmuşlardır.tarafından yakalanıp çok büyük cezalara çarptırılmışladır. Capitães de mato’ya yakalanmadan kaçabilen köleler (o dönemde sayıları pek fazla değildi) yaşamlarını tehlikeli ormanlarda sürdürmek üzere kurdukları “quilombos” adı taşıyan köylere (topluluk) yönelmişlerdir. Kısa bir zaman sonra, Brezilya’nın ormanlarında birçok quilombos kurulmuştur. Bunların başlangıcı 16. yy’ın 90’lı yıllarında, Palmares’in ormanlarında (bugünkü Alagoas) görülmüş ve sayıları sürekli artmıştır. Buna rağmen, quilombos sayısı Portekiz askerlerine karşı koyabilecek ölçüde gelişmemiştir. Bu durum, 14 Şubat 1630 yılında Hollandalılar’ın üçbine yakın askerle Portekiz ordusuna saldırmasıyla değişmiş ve köleler ayaklanarak kaçma imkanı bulabilmişlerdir. Palmarino’lulara katılan çok sayıda köle, Palmarino’luların kendilerine olan güvenlerini arttırmıştır.

 

1678’de Porto Calvo’ya geri dönen komutan, büyük ölçüde asker kaybetmesine rağmen, Portekiz halkı tarafından bir şampiyon gibi karşılanmıştır. Generalin elinde 200’den fazla Palmarino esiri bulunmasından dolayı, Gunga-Zumba’yla bir antlaşmaya varmaya çalışmış ve savaşlardan yorgun düşen Gunga-Zumba antlaşmayı kabul etmiştir. Bunun ardından, Gunga-Zumba yanına birçok Palmarino’luyu alarak Serinhaém’den 32 kilometre uzaklıkta bulunan Lucaû’daki bir rezerveye yerleşmiştir. Herkes Palmarino’luların yenildiğini düşünürken, kısa bir süre sonra halk yeniden ayaklanmış ve yeni kral, öncekilerden daha acımasız ve kararlı olan Zumbi başa geçmiştir.7’den 1670’e kadar Pernambuco’nun güneyi Palmarino’luların egemenliğinde kalmıştır. 1676’da Pernambuco’nun o dönemki generali olan Pedro de Almedia, acımasızlığı ile ünlenen komutan, Fernão Carrilho’yu Palmarino’yu yerlebir etmesi için görevlendirmiştir. 1667’de Palmarino’ya saldırılmış ve kuşatma sonucunda Gunga-Zumba’nın Amaro’da bulunduğu ortaya çıkmıştır. Komutan Fernão C. Gunga-Zumba’yı ele geçirebilme amacıyla Amaro’ya saldırmış, ama ayağından ağır bir yara almasına rağmen Gunga-Zumba kaçmayı başarmıştır.

İlk quilombo’lar kurulmadan önce, tutsak dönemlerinde geliştirilen Capoeira, Gunga-Zumba’nın döneminde de kullanılmasına rağmen, en yoğun Zumbi’nin döneminde kullanılmıştır. Zumbi’yi yok etmek için birçok girişimde bulunulmuş ve sonra Pernambuco’nun generali, “yabani” lakabı takılmış Domingos Jorge Velho’yu Bandeirantes’in başına geçirerek, Zumbi’yi ve Palmarino’luları yakalamak üzere görevlendirmiştir. Birçok kez savaşa girilmesine rağmen, Velho her seferinde başarısız olmuş, ama pes etmemiştir. Pernambuco’nun zengin tabakası, Palmarino’lular yüzünden birçok köle kaybetmiş ve bunun sonucunda generale baskı yapmaya başlamışlardır. General, bunun üzerine 1694 yılında Velho’ya, Palmarino’ya karşı 9000 asker vermiştir. Bu savaş Palmarino tarihinde ikinci en büyük savaş olmuştur. Velho başarısız olmak üzereyken, Macaco (Palmarino’da bir quilombo)’nun önüne altı tane top getirtmiş ve Palmarino’luları geri çekilmeye zorlamıştır. Bu sistemi bir raya oturtarak, Velho tüm köyleri birer birer yıkmaya başlamıştır. Savaş bittikten sonra, Palmarino’luların çok azı hayatta kalmıştır ve bunlardan birisi de Zumbi’dir.

Kitaplarda anlatılana göre, Zumbi çok yakın bir arkadaşı olan Antônio Soares’in ihbarı üzerine capoeira-tarihi-köleleröldürülmüştür, çünkü Soares Portekizlilerin tutsağı konumunda olduğundan, işkencelere daha fazla dayanamayarak Zumbi’yi ele vermiştir.

20 Kasım 1695’de Gongoro’da Zumbi Soares’le karşılaşmış ve sarıldıkları sırada, Soares Zumbi’nin karnına bir hançer saplamıştır. Aniden meydana çıkan Portekiz askerlerinden kaçmaya çalışırken, Zumbi bir kişiyi öldürmüş ve birçok kişiyi yaralamıştır.

Zumbi’nin ölümü ile Palmarino direnişi sona ermiştir. capoeira-tarihi-köleler-kumsaldaPalmarino’nun tarihi Capoeira’nın da tarihi olmuştur, çünkü siyah kölelerin ateşli silahlara karşı kullandıkları en büyük silahları Capoeira’ydı. Bundan dolayı, 13 Mayıs 1888 Brezilya’daki “abalição” (köleliğin kalkması)’dan sonra isyancıların vazgeçilmez silahı Capoeira da yasaklanmıştır. Bu engellere rağmen, siyah kültürün bir öğesi olan Capoeira hayatta kalmayı başarabilmiştir.

Vücutları silahlarıydı.
Dansları ise kamufle.
Bu gizlilik aynı zamanda da onların hayat felsefesi ve kültürü oldu.

1888’de abloição‘dan sonra zenciler sosyal ve ekonomik açıdan çok sorun çekmişlerdir. Bu kadar çok kişiye nasıl iş bulunabilecekti?…

Uzatılan Zincirler

Brezilya’da 1888’de köleliğin kalkması, yani aboliçâo’dan sonra zenciler sosyal ve ekonomik hayat için büyük bir problem oldular. Bu beklenmeyen yüksek sayıdaki işçi gücü nereye yerleştirilebilirdi? Bunların tümünü kim ödeyecekti?

Önceden olduğu gibi zencilerin çoğu alt seviyelerde yaşıyordu; işsiz evsiz ve geleceksiz.Capoeira-suçlu Tüm işler kabul edilmeliydi, çünkü en azından bir süre de olsa hayatlarını garanti altına almalılardı. Yine de bu kadar zor koşullar altında yaşamak kötü sonuçlar doğruacaktı ve bu yüzden zencilerin çoğu birer suçlu oldu. Zencilerin vazgeçilmez silahı olan Capoeira, bu dönemlerde bir suç aracı olarak kullanıldığından aynı zamanda bir suç unsuru olarak da görülüyordu. Capoeira’nın çalışılması kesinlikle yasaktı, ama yine de kölelik dönemlerinde şeker pancarı üretim bölgelerinde yaptıkları gibi gizli gizli çalışmalar devam etti. Beyaz insanların gözlerinden uzak, arka sokaklarda…
Capoeira çalışırken veya yaparken yakalanan bir kişi 11 Ekim 1890’dan beri kanun kitaplarında yer alan 487 numaralı maddeye göre, 2 ila 6 ay arası bir süreyi tamamlamak için Fernando de Noronha adasına’daki hapishaneye cezasını çekmek üzere gönderildi.

Bu zor şartlara rağmen Capoeira çalışılmaya devam etti. Polisler bu spora iltimas göstermiyorlardı. Oysa ki sadece birkaç Capoeira’cı korkulan insanlardı (Burada Capoeira’cı denmesinin ve Capoeirista denmemesinin sebebi, Capoeirista olmak için sadece Capoeira yapmanın yetmeyeceğidir). Polis ve Capoeira’cıların çatışmaları sürmekteydi ve her çatışmada iki taraftan da ölenler ve yaralananlar oluyordu. Capoeira’nın bu derece yasak olmasına rağmen, gücü de yadsınamıyordu. Bu yüzden polis kuvvetleri Capoeira bilenler arasından seçiliyordu.

19. yy. başlarında sarayın koruması olan Major Nunes Vidigal mükemmel bir Capoeira’cıydı ve görevlerini yerine getirirken halkın önünde Capoeira kullanmaktan çekinmiyordu. Bu yüzyılın 20’li yıllarında en çok dikkat çekense Bahia’daki polis şefi Pedro de Azevedo Gordilho’ydu. Capoeirista’lara, condomblé’ye ve ofoxé’ye yaptıklarından dolayı ünü pek iyi sayılmazdı. Gordilho o dönemlerde Capoeirista’ların düşmanı olarak görülüyordu ve genelde onların şarkılarında ismi Pedrito olarak geçerdi.

Tüm bunların genelinde aslında beyazların Capoeira ile araları iyiydi, çünkü üst seviye insanların ve politikacıların korumaları Capoeira okullarında eğitim görmüştü. Bunun yanı sıra, seçim günlerinde Capoeira önemli bir unsur olarak görülüyordu, çünkü halkın çoğunluğunu zenciler oluşturuyordu. Söylenenlere rağmen seçim sonrasında herkes sözlerini unutuyordu ve hatırlamak da istemiyordu. Yıllar geçtikçe göz önüne çıkmamak şartıyla Capoeira okullarına, yani “Academia”lara izin verildi. Tabii Capoeira’cılara da. Bunların arasında büyük bir ihtimalle dünyanın en ünlü mestre’si olan, Mestre Bimba da bulunuyordu…

 

Capoeira Regional Tarihi

Mestre Bimba

Mestre Bimba

Mestre Bimba’nın gerçek ismi Manoel dos Reis Machado’dur. 23 Kasım 1899’da Salvador – Bahia’da doğmuş ve 12 yaşında “Baiana de Navegaçâo” adlı firmanın kaptanı olan Afrikalı Bentinho sayesinde Capoeira ile tanışmıştır. Mestre Bimba:

O zamanlar Capoeira’yı sadece işsizler, hamallar ve suçlular yapıyordu. Capoeira yaparken yakalanan oyuncuları tehdit eden cezalardan biri şu şekildeydi: Ellerden biri bir ata, diğer el ise başka bir ata bağlanır, atlar serbest bırakılır ve koşturulurlardı. Sürüklenmeden dolayı ölenler çoktu.

Mestre Bimba her şeye rağmen, polislerin takibini de dikkate almayarak, genç yaşta Capoeira öğretmeye başladı. Gerûlio Vergas’ın 1930 yılında Capoeira’yı yasal hale getiren onayı ile Mestre Bimba yeni bir tarz yarattı. Bu tarza “Luta Regional Baiana” ismini verdi, ama daha sonra Capoeira Regional adıyla tanındı. Mestre Bimba, saygı duyulan ve korkulan bir dövüşçüydü. Ona üç vuruş diyorlardı ve ataklarına kimse karşı koyamıyordu. Örneğin, 1931 yılında Praça de Sô’deki Odeon Parkı’nın açılışında, Mestre Bimba hangi tarz olursa olsun herkese meydan okudu ve karşısına dört dövüşçü çıktı. Bu dövüşçülerden en dayanıklısı, Mestre Bimba karşısında sadece 1 dakika 40 saniye durabildi. Bundan sonra, her yerde, hiç yenilmeyen kahraman olarak bilinmeye başladı.
Mestre Bimba müzik çalgılarında da oldukça iyiydi ve mükemmel bir Berimbau ustasıydı. Capoeira Regional’ın Toque’lerini (ritmlerini) kendisi yarattı.
Müzik dışında, M. Bimba’nın Condomble inançlarına saygı duyduğu ve inandığı da bilinirdi.

1930’lu yıllarda, Gerûilo Vergas yönetime geçmişti ve halktan politikası için destek arıyordu. Bunun bir etkisi olarak, polislerin ve güvenlik kuvvetlerinin kontrolü altında, kapalı alanlarda Capoeira’nın çalışılmasına izin verildi. Bunu fırsat bilen M. Bimba, ilk “Academia”yı açtı ve böylece bir çağ atlanıp, kölelik ve bastırılmışlığın sonu gelmiş oldu.
M. Bimba, öğrencilerinin Capoeira Regional’ı daha iyi öğrenebilmeleri için “8 Sequéncia”yı oluşturdu ve bununla birlikte saldırılar ve kontrataklar, bir düzen altında daha kolay öğretilebilmeye başlandı. Bunun yanında, “Cintura Deprezada” ile hava hareketlerinin öğrenimini amaçlandı. Bu sistemde, oyunculardan biri, diğerini “Balâo” ile havaya yolluyordu ve diğer taraf her seferinde ayak üstü inmeye çalışırdı ve zamanla bunu öğrenirdi.
1930-1937 yılları arasında, M. Bimba’nın öğrencisi olan Cisnando Lima’nın yardımlarıyla, Capoeira Regional, boks ve jiu jitsu’dan teknikler aldı ve eğlence ve törelerden fedakarlık ederek, dövüşü üst sınırlarına taşımaya çalıştı.

M. Bimba’dan önce Capoeira’nın ders sisteminde öğretme kavramı bulunmuyordu. Öğrenmek isteyenler, Jogo’yu ve çalışanları izler, kendi başların çalışırlardı. Bazı zamanlarda da, Mestre’ler veya tecrübeli ve bilgili oyuncular ufak tiyatrolar düzenleyerek öğrenmeyi kolaylaştırırlardı.

Yıllar geçtikçe M. Bimba Capoeira alanında birçok başarı elde etti ve 1949’da öğrencileriyle Sâo Paulo’ya giderek, diğer tarzdaki dövüşçülere karşı çeşitli turnuvalar hazırladı. 1955’te, o dönemin başbakanı olan Gerûlio Vargas için bir gösteri düzenlendi ve gösterinin sonunda başbakan, M. Bimba’ya sarılarak: “Capoeira bizim tek gerçek milli sporumuzdur” dedi.

Brezilya’yı baştan sona gezmiş olan M. Bimba, 70’li yılların başında kırgın bir şekilde Salvador’dan Guyana’ya geçti.
“Bir daha asla geri dönmeyeceğim, çünkü üst tabakadaki insanlar beni hiç bir zaman ciddiye almadılar; Guyana’da beni hiçbir şey memnun etmiyorsa, ben de onun mezarının tadını çıkarırım” demiş ve bir yıl sonra, 1974 yılında Guyana’da 74 yaşında hayata gözlerini yumdu. Bazı sadık öğrencileri, bedenini Bahia’ya geri götürdüler.

Kıbrıs Capoeira Kursu

Kıbrıs-GAU-Capoeira-DersiKIBRIS

M Power Sports Club

Adres: Girne Çevre Yolu, 9930 Girne, Cyprus
Girne / KKTC
Telefon: 0542 875 29 62

Pazartesi: 19:00-20.30
Çarşamba: 19:00-20.30

Eğitmen: Burak Azad Karakaşoğlu

Ankara Kurs

Kızılay

Flex GYM

Adres: Esat caddesi No:96
F Küçükesat/Ankara

Pazartesi: 20:00-21.30
Perşembe: 20:00-21:30

Eğitmen: Gökhan “Chover” Perktaş

İstanbul Capoeira Kursları

KADIKÖY

Yıldız Dans Akademisi: 

Adres: Koşuyolu Mh. Dinlenç Cd Arda Sokak No: 4/A
Kadıköy – İSTANBUL
(Ayrılıkçeşmesi metro ve marmaray durağı çıkışı Tepe Nautilus AVM Karşısı)

Pazartesi: 21:00-22.30
Cuma: 21:00-22:30

Eğitmen: Alphan “Tigre” Sulu

KARTAL

Agon Dans Akademisi: 

Adres: Yukarı Mah. Acı Çeşme Sok. Ekşioğlu Apt. No:14
Kartal-İstanbul
(Kartal Merkez-Surp Nisan Ermeni Kilisesinin ilerisi)

Salı: 19:30-21.00
Pazar: 19:30-21:00

Eğitmen: Alphan “Tigre” Sulu

SARIYER

Koç üniversitesi: 

Adres:Koç üniversitesi Merkez kampüsü Üst dans salonu
Rumelifeneri Yolu – Sarıyer

 Salı: 20:30-22.00
Perşembe: 20:30-22:00

Eğitmen: Alphan “Tigre” Sulu

ATAŞEHİR

Bulut Spor Salonu: 

Adres: Kayışdağı mah.Akyazılı cad.No:48 Ataşehir/İstanbul

 Salı: 20:30-22.00
Perşembe: 20:30-22:00

Eğitmen: Resul Cihan Bulut

CAPOEIRA ÇOCUK DERSLERI

KADIKÖY

Yıldız Dans Akademisi: 

Adres: Koşuyolu Mh. Dinlenç Cd Arda Sokak No: 4/A
Kadıköy – İSTANBUL
(Ayrılıkçeşmesi metro ve marmaray durağı çıkışı Tepe Nautilus AVM Karşısı)

Cumartesi: 15:00-16.00

Eğitmen: Alphan “Tigre” Sulu

Referanslar

Türkiye Capoeira Kulübü olarak yurt içi ve yurt dışından gelen profesyonel ekibiyle birçok kurumsal firmanın organizasyonlarında başarılı  gösteriler gerçekleştirmiştir. Her firmaya veya firma içi her organizasyona butik iş olarak bakıp her biri için katılımcı kitlesi ve organizasyon amacına yönelik gösteri türleri oluşturmuştur.

Kostüm ve gösteri çeşitliliği ile profesyonel gösteri ekibi ile tüm organizasyonlarınızda güvenebileceğiniz bir ekip olarak sizlerle tanışmak ve çalışmak isteriz.

YURTİÇİ

ATV Benimle Dans Edermisin Yaz Ateşi (İstanbul)

ATV Profesyonel Alaçatı Sörf Şampiyonası

Ağaoğlu My Country Yaza Merhaba Kutlamaları

Beymen Mağazaları Aktiviteleri

Burç Beach Dans Günleri

Borusan Tanıtım Günleri.

CNR Fuar Merkezi İş Makineleri Tanıtımı

Capitol Dünya Dans Günü Kutlamaları

Carrefour 19 Mayıs Kutlamaları (İstanbul-İzmit-Adana)

Carrefour Gösteri (Adana,Maltepe,İstinye,Bayrampaşa,Ümraniye,Haramidere)

Defne Star Otel Gösteri

Düzce Fındık Festivali’nde Gösteri

Fashion Week (İstanbul)

Formsante  Sağlıklı Yaşam Günleri Workshop ve Gösteri (İstanbul)

Fox Tv Benimle Dans Edermisin?

Hotel Antique Palas

Hotel Aida Club

Hotel Atrium

Hotel Lunamar

Hotel Grand Pasa

Hotel Anastasia

Hotel Hibiscus

Marmaris Palas

Magic Circus

Hotel Cosmopolitan

Hotel Gren World

Hotel Julian Forest

Hotel Club Julian

Jimnastik Festivali (İstanbul)

Kyo My Friend Tanıtım (İstanbul)

Kinetıx Tanıtım (İstanbul)

Ladys Rally Cup  (İzmit)

Nike – Milli Maç(TR.-ALM.) Gösteri (İstanbul)

Nıke Tanıtım Günleri (İstanbul)

NTV / Güzel Pazar Röportaj ve Capoeira Sunum (İstanbul)

Oxit Disco (Antalya)

Puma ve Formsante  Sağlıklı Yaşam Günleri  (İstanbul)

Polonya Capoeira Festivali Workshop ve Show

Peugeot Tanıtım (İstanbul)

Rozi Tanıtım Günleri (İstanbul)

Sabancı Üniversitesi,Koç Üniversitesi,Yeditepe Üniversitesi,Bilkent Üniversitesi Şenlikleri

Sony Center (İstanbul)

Speedo Mayo Defilesi  (Kınalı Ada)

TRT  Acamiler Yarışıyor

TGRT Capoeira Röportaj ve Gösteri (İstanbul)

Trendsetter Dergisi (Türkiye)

Ted Koleji Şenlikleri (İstanbul)

Tekin Acar (İstanbul)

Turquaze Otel ( Marmaris)

TV 8 Samba Futbol Röportaj ve Jaba’ya Eğitim (İstanbul)

Villa Rodizio (Berlin)

4. Türkiye Salsa Kupası (İstanbul)

23 Nisan İstanbul Belediyesi Şenlikleri (İstanbul)

YURTDIŞI

Holiday on Ice “Tropicana”(Berlin/ALMANYA)

Siemens Business Conference 2010(Berlin/ALMANYA)

ECE GmbH Schloss-Center (Schwerin/ALMANYA)

Burghof Kyffhäuser Yilbasi 2010(Berlin/ALMANYA)

ITB Berlin 2010 / Messe-Event, (Berlin/ALMANYA)

Audi Tanıtım Günleri  (Frankfurt/ALMANYA)

Radeberger Sommerarena, (Dresden/ALMANYA)

Brasil Brasilero (Berlin/ALMANYA)

Brezilya Festivali Capoeira Show, (Berlin/ALMANYA)

yilbasiShow Villa Rodizio 2009, (Berlin/ALMANYA)

Noel Show Villa Rodizio 2009, (Berlin/ALMANYA)

yilbasiShow Casa Rodizio 2008, (Berlin/ALMANYA)

Noel Show Casa Rodizio 2008, (Berlin/ALMANYA)

Casa Rodizio (Berlin/ALMANYA)

İspanya Brazilya Gecesi, (Mallorca/İSPANYA)

Samsun Led Tv. Reklam, ( Munih / ALMANYA)

SPIELBANK (Berlin/ALMANYA)

X-Step’de Dans Gösterisi, (Berlin/ALMANYA)

Spielbank Berlin am Potsdamer Platz,(Berlin/ALMANYA)

40 yil Sony Deutschland, (Berlin/ALMANYA)

Saisonfest Fridericus 11, (Potsdam/ALMANYA)

Restaurant “Eierschale” Acilisi, (Dahlem/ALMANYA)

Microsoft Deutschland GmbH, (Dahlem/ALMANYA)

Allianz PKV Deutschland AG,(Potsdam/ALMANYA)

Biosphäre, (Potsdam/ALMANYA)

Global City Fest, (Berlin/ALMANYA)

Hotel InterContinental, (Berlin/ALMANYA)

The Ritz Carlton Hotel, (Berlin/ALMANYA)

Çalıştığımız ünlü sanatçılar ve gruplar

Serdar Ortaç

Tarkan

Murat Boz

İzel

Eylem

Birkaç İyi Adam

Can Kan

Doğanay

Ebru Yaşar

Gülşen

Gamze Sayın

Hepsi

Haluk Levent

Lara

Huysuz Virjin(Seyfi Dursunoğlu)

Yurt dışında beraber çalıştığımız show grupları:
(bu sitelerde’de ekipimizin bircok resimlerini bulabilirsiniz)

Copacabana Samba Show gurubu
http://www.brasilshow-berlin.de/

Tangara Show gurubu
http://www.tangara-brasil.com/54-0-home.html

-Mestre Mão stacks_image_7Branca olarak tanılan; William Douglas Guimarães, Capoeira ile ilk 10 yaşındayken Rio de Janeiro’da bir Roda’da tanıştı. O zamanlar, Morro da Providencia’nin yakınlarnda Brezilya’nin fakir bir bölgesinde bir favela’da yaşıyordu.

Ancak 15 yaşındayken doğduğu yer olan Belô Horizonte’de Capoeira’ya başlayabildi. Orada önce ilk Mestre’si olan Luiz Mario Ladeira Jacaré, Capoeira Dünyasında daha cok Mestre Jacaré olarak tanılan, ile Rio de Janeiro’ya taşınana kadar yaklaşık iki yıl Capoeira çalıştı. Taşınmanın ardından bir samba okulunda, “Porto da Pedra” Mestre Elinho Águia Negra tarafından çalıştırılan bir grup Capoeirista’ya katıldı.

Bir gün; Mestre Elinho “Associação de Capoeira Negrinhos de Sinhá (ACNS)” yı ziyaret etmek için öğrencilerini terk etti. Bu sebepten dolayı Mestre Mão Branca, Capoeira yolunda Mestresi olarak kabul edip, takip edeceği kişi olan “José Carlos Vincente, o Mestre Gigante” ile tanıştı. Mestre Gigante; Mestre Manoel Preto, Associação Moçambique de Capoeira do Rio de Janeiro, tarafından eğitilmişti.

1974 yılında Mestre Gigante; Associação de Capoeira Negrinhos de Sinhá (ACNS) adı ile kendi grubunu kurdu. Mestre Mão Branca, Mestre Gigante ile bağlantıda kalıp, onun proje ve işlerini takip ediyordu ve Mestre olana kadar da ACNS ile çalışmaya devam etmiştir.

1980 yılında Belo Horizonte’ye geri dönüp oraya yerleşti, bu süre zarfında Mestre’si ile aralarındaki mesafe de artıyordu ve Mestre Mão Branca; “Guerreiros de Angola” grubunu kurdu. Ardından Mestre’si ile bağlantiya geçerek, 31.11.1985’te eğitmeni tarafından Mão Branca’ya “Mestre” ünvanı verildi, ayrıca Mestre Gigante, Mestre Mão Branca’ya Minas Gerais’in başkentinde ACNS grubunu ve projesini  büyütmesini teklif etti. Mestre Mão Branca bu teklifi kabul etti ve Mestresi vefat edene kadar da, ACNS grubunun adı altında çalışmalarını sürdürdü.

Ondan sonra da grubu ayakta tutmayı denedi fakat başaramadı. “İrmãos formados”lar ile tartışmamak ve fikirleri ile projelerini sorunsuz bir şekilde gerçekleştirebilmek için; işine (grubuna) yeni bir isim bulmaya karar verdi. Böylelikle, William Douglas Guimarães; Mestre Mão Branca olarak 05.02.1993 yılında “Capoeira Gerais” grubunu kurdu. ACNS ise, Mestre Mão Branca tarafından artık sadece resmi işlerde ve yazışmalarda kullanılıyor.

stacks_image_8bMestre Mão Branca “Federaçao Mineira de Capoeira”yı kurduğundan beri başında yer almaktadır ve “Confederação de Capoeira”nın kurulmasına da yardımcı olmuştur. 2005 yılında “Federação em Minas Gerais a Federação de Capoeira do Estado de Minas Gerais (FECAP-MG)” adında yeni bir federasyon kurmuştur ve hala o federasyonun başında asbaşkan olarak görev almaktadır.

80’li  yılların başında Mestre Mão Branca, Capoeirista’ların arasında bilgilerin daha iyi yayılabilmesi için “Robo de Arraia” adında bir gazete kurdu. Bugüne kadar 5-6 tane CD ve 4-5 tane de DVD yayınlanmıştır ve ilk 4 CD 80.000’i aşkın kişiye ulaşmıştır.

Mestre Mão Branca’nın hayatı medyada birçok kez işlenmiştir ayrıca 80’li yıllardan beri birçok yerel ve uluslararası organizasyonlar düzenlenmektedir; bunların arasında artık her yıl yapılan Vevey’deki (İsviçre) uluslararası Capoeira Turnuvası ve 2010’da Belo Horizonte’de (Minas Gerais, Brezilya) 7. kez düzenlenen “Festival Mundial de Capoeira” da yer almaktadır. Mestre Mão Branca; Capoeira’yi yayabilmek için tüm dünyada kurs ve organizasyonlar düzenlemektedir.

stacks_image_80bMestre Mão Branca bir de ECCAGE (Escola Cultural Capoeira Gerais) grubunu kurdu. Bu kuruluş; ilgilenen herkesin, kendi grubunun kimliğini kaybetmek zorunda kalmadan; Mestre Mão Branca ve Capoeira Gerais’in projeleri ile tanışma firsatı, organizasyonlarına katılma ve yardım alma imkanı tanımaktadır. ECCAGE aynı zamanda Capoeira Gerais ailesine katılmak isteyenler için bir ara durak; burada tam bir Capoeira Gerais ailesinin bir üyesi olana kadar performans ve tarzına uyum sağlayabilmeleri için eğitimlere katılma imkanı sağlamaktadır.

stacks_image_10

Mestre Mão Branca, Capoeira Gerais için özgün bir selamlaşma oluşturmuştur; bu selamlaşma, 3 el hareketinden oluşmaktadır. Azim, Birliktelik ve Güç (Garra, União, Força). Bu selamlaşmanın bir diğer versiyonu ise; baş, işaret ve orta parmağın birlikte gösterilmesidir.
-Mestre Mão Branca yeni öğrencilerin Batizado’larında (Capoeiristalığa ilk adım (Vaftiz)), São Bento Grande da Regional, Troca de Corda’larda (kuşak değişimi) São Bento Grande de Angola ve Formado’lar ile Formatura’larda (eğitmenlik seviyeleri) ise İúna çalınmaktadır.
-Öğrenciler Batizado’larda; Estágiario’lar, Professor’lar, Contra-Mestre’ler, Mestrando’lar ve Mestreler tarafından sınanırlar.
-Troca de Cordao’larda öğrenciler kendi seviyelerindekiler ve elde etmeyi hedefledikleri Graduação (seviye)’deki öğrencilerle jogo yaparlar.

Resmi organizasyonların açılışı, Capoeira Gerais’in resmi marşı ile yapılır

Capoeira Nedir?

Brezilyalı kölelerin özgürlüklerine kavuşmak için kendilerini savunabileceği bir savaş sanatı öğrenmeleri gerekiyordu ancak bunu efendileri (köle sahipleri nitelendirmesi) anlamamalıydı… Bu sebeple kimsenin bilemeyeceği dans gibi görünen bir karma dövüş sanatı bulmaları gerekti ve 16.YY’da kölelerin özgürlüklerini kazanabilmeleri için çok güçlü bir silah olan Capoeira doğdu…

Capoeira, Brezilyalı köleler tarafından 16. yüzyılda ortaya çıkarılan, dansı kamuflaj olarak
kullandıkları müzik, akrobasi ve savaş sanatlarını içeren bir brezilya kültürüdür. Kelime anlamı Portekizce’de “büyük orman içerisindeki ufak ağaçsız alancapoeira-kölelerolarak çevrilmektedir. Dövüş sanatının ismi buradan gelmektedir.

Estetik görünümünden dolayı Capoeira diğer savunma sanatlarından sıyrılmaktadır. Bazı insanlara göre Capoeira bir akrobasi sporu ya da bir savunma sanatı ya da bir savaş sanatı ya da sadece bir dans olabilir. Capoeira’yı yaratan Brezilya’daki köleler için Capoeira; “Özgürlüğe giden yol” olarak görülmektedir. Bu konu ile ilgili olarak daha detaylı bilgi için “Capoeira dans mı? Dövüş mü?” makalemizi okuyabilirsiniz.

Capoeira-tarihi-rodaRoda

Capoeira, “roda” adı verilen insanlardan oluşan bir çember içerisinde iki kişinin karlıklı olarak oynadığı kurnazlıkla dolu fiziksel temasla ya da temassız bir şekilde birbirlerine karşı üstünlük sağlamaya çalıştığı oyundur. Bu roda içerisindeki  oyunun adı jogo’dur. Roda çemberinin ve jogo’nun belli töresel kuralları vardır. Roda, orkestrayı da içinde barındırır. müziğin ritmine göre oyun tarzı belirlenir, saldırı ve savunma kavramları temel alınarak oynanır. Bu oyunda rakipler birbirlerine ağırlıklı olarak zihinsel ve bunun yanında fiziksel üstünlük sağlamaya çalışır.

Capoeira’daki temel stiller (Türler)

Regional

Günümüzde Capoeira’yı yapmamızı sağlayan M.Bimba tarafından yaratılmıştır. Günümüzde yapılan Capoeira’nın temellerini oluşturan hızlı ve seri oynanan bir oyun tarzıdır. Dövüş tekniklerinin yoğun olduğu bu oyun tarzı en sert ve etkili stildir.

Angola

Yavaş ve kurnazlıklarla dolu oynanan bir oyun tarzıdır. Töresel ve tiyatral özelliklere sahip bu oyun tarzı dışarıdan bakıldığından kuralları yok serbest bir stil gibi görünse de çok fazla kuralı vardır hatta bazı gruplarda sadece eğitmen (graduado-monitor) olduktan sonra “Angola” yapabilirler.

Capoeira ile ilgilenen bir kişi, öncelikle bu kültürün gerçek felsefesini ve kurallarını öğrenebilmek için bir hocadan eğitim almalıdır.

Capoeiranın amacı, felsefesi, geleneksel kuralları, orkestrası, enstrüman, ritim ve şarkıları, oyunu ile bir bütündür. Ensturmanlar ve şarkılar ile ilgili detaylı bilgiler diğer konu başlıklarımızda mevcuttur. Capoeirada kurallar gelenekseldir ve çok önemlidir.